Cidadeverde.com
Geral

Uber faz reunião em Teresina, mas lei municipal impede funcionamento do serviço

Imprimir

Nas redes sociais parte dos teresinenses está animada com a expectativa da chegada do Uber em Teresina. Isso porque uma reunião com motoristas interessados em trabalhar no serviço está marcada para ser realizada nesta quinta-feira (03) no Gran Hotel Arrey, às 19h. No entanto, em entrevista ao Cidadeverde.com, a Superintendência Municipal de Trânsito (Strans) descartou a possibilidade do serviço funcionar na capital. 

O diretor de Operações e Fiscalização da Strans, coronel Jaime Oliveira, esclarece que a Lei N.º4.942/2016, sancionada em setembro deste ano pela Prefeitura de Teresina, proíbe a atividade econômica que consiste no transporte clandestino ou irregular de passageiros na capital. Dentro deste âmbito de proibição, está o Uber. 

“De acordo com a lei, para atuar no sistema de transporte coletivo de passageiro tem que fazer parte do sistema publico cadastrado na Strans e o Uber não está.  Nesse sistema só estão devidamente cadastrados os táxis, ônibus, micro-ônibus e vans que compõem atualmente o transporte coletivo regular. Todos os outros são considerados irregulares”, explica o diretor. 

O diretor ressalta, ainda, que, se mesmo assim o Uber insistir em ignorar a legislação e começar a atuar em Teresina, os motoristas serão penalizados com pagamento de multa no valor de R$ 825 e apreensão do veículo por 15 dias.  

“Na semana passada punimos um motorista que estava oferecendo transporte para pessoas que estavam numa parada de ônibus na rua Lisandro Nogueira, no Centro de Teresina. Todos os irregulares serão punidos”, destaca o diretor de Operações e Fiscalizações. 

Por fim, o coronel Jaime destaca que para o Uber conseguir funcionar em Teresina é preciso que seja criada uma lei na Câmara de Vereadores ou na Prefeitura que regule o serviço dentro do sistema de transporte público da capital.  Sobre a reunião com interessados em trabalhar no Uber, o Cidadeverde.com tentou contato com o organizador do encontro. 

Ele confirmou que a reunião ocorrerá, mas não quis conceder entrevista. No convite aos possíveis motoristas do serviço, o Uber promete um faturamento de R$4 mil mensais pelo trabalho. 

Sobre o Uber

O Uber foi criado em 2010 e desde então tem provocando chateação nos taxistas.  O serviço é conectado através de aplicativo e o objetivo é conectar passageiros a motoristas particulares. 

Em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo, taxistas chegaram a promover protestos e ataques aos motoristas do Uber.

Izabella Pimentel (especial para o cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir