Cidadeverde.com
Esporte

Tenista australiano é suspenso sete anos por resultado combinado

Imprimir

As autoridades esportivas da Austrália decidiram suspender o tenista Nick Lindahl nesta terça-feira (10) por ter aceitado perder uma partida em troca de uma quantia dinheiro.

O tenista foi sancionado com sete anos de suspensão além de ter sido multado em mais R$ 111 mil por corrupção durante um torneio ITF Futures que aconteceu em Toowoomba, na Austrália, em setembro de 2013.

Por tentar arranjar o resultado de uma partida e não contribuir com a investigação da TIU, sigla em inglês para a Unidade pela Integridade do Tênis, Nick Lindahl está proibido de participar de qualquer torneio oficial de tênis até 2024.

Segundo a TIU, o atleta se recusou a forneceer seu telefone celular para facilitar as investigações. "Ele foi considerado culpado por forjar ou tentar forjar o resultado de um evento e não cooperar com a TIU", declarou a entidade em um comunicado.

No ano passado, Lindahl já tinha sido condenado pelo tribunal australiano pelo mesmo motivo e pagou uma multa de R$ 2,3 mil. Outros dois jogadores australianos também foram culpados e associados ao incidente, tendo suas respectivas multas e sanções.

Aos 22 anos, Brandon Walkin atual número 1066 do ranking, foi suspenso por seis meses por aceitar a proposta de manipulação de Nick Lindahl. Enquanto Isaac Frost, o 1515º lugar do ranking mundial da ATP, já cumpriu sua suspensão entre 2013 e 2014 por não ter cooperado com as investigações. Frost, de 28 anos, já pode jogar tênis regularmente.


Fonte: IG

Imprimir