Cidadeverde.com
Geral

Consultas e exames eletivos pelo PLAMTA e IPMT estão suspensos até fevereiro

Imprimir

Os usuários dos planos de saúde PLAMTA e IPMT, que buscaram atendimento nas clinicas e hospitais particulares, na manhã desta terça-feira (10), voltaram para casa sem se consultar e realizar exames. Isso porque os procedimentos disponíveis pelos dois planos estão suspensos; somente a urgência e emergência funcionaram normalmente. 

Um novo cronograma de repasses às clínicas deverá ser organizado pelos dois planos de saúde. Na manhã desta terça, uma reunião foi realizada entre o sindicado dos hospitais e o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Piauí (IASPI). 

A diretora do IASPI, Daniele Aita, disse que todos os serviços eletivos estão sendo adiados para fevereiro, pois o sindicato não aceitou retornar com a prestação de serviço sem o pagamento imediato. 

“Nós estivemos reunidos e estudamos um calendário para o pagamento das competências de 2017. É importante esclarecer que não há déficit financeiro, o retardo é referente à fatura do mês de outubro (de 2016) e não de quatro meses. A última fatura que abrimos em dezembro (de 2016) faz referencia ao mês de setembro (de 2016). A previsão contratual de pagamento é de 60 dias”, disse a diretora, acrescentou que até o final do mês de janeiro de 2017 ocorrerá o pagamento referente ao mês de outubro de 2016.  

Muitos dos pacientes que tinham consultas e exames eletivos marcados para hoje, voltaram para casa sem realizar o procedimento.  

“A gente veio do interior, com consulta já marcada e agendada por telefone, e chegamos aqui e estava tudo cancelado”, disse a dona de casa Rosilda Santos. Já o comerciante Charles de Moraes, que procurou por atendimento, mas disseram que “estava cancelado por falta de repasse do Governo”. Para não perder a consulta, ele preferiu pagar por fora o exame.  

Carlienne Carpaso 
carliene@cidadeverde.com 

Imprimir