Cidadeverde.com
Geral

Manifestantes fecham Frei Serafim no 4º dia de protestos em Teresina

Imprimir

Foto: Christhian Sousa

Atualizada às 19h53

Manifestantes voltaram a interditar a avenida Frei Serafim no final da tarde desta  quarta-feira (11). É o quarto dia de protestos em Teresina por conta do reajuste da passagem de ônibus para R$ 3,30. O aumento está valendo desde a última sexta-feira (6). Vários estudantes sentaram no cruzamento com a Coelho de Resende impedindo a passagem dos carros. A via foi liberada pouco depois de 19h.

A concentração aconteceu por volta das 17h45 na Praça do Fripisa. De lá, os manifestantes seguiram para a Frei Serafim. Foram cerca de 50 pessoas.

A polícia militar acompanhou no local, além da Strans, que auxiliou o trânsito. O cruzamento com a avenida Miguel Rosa também foi interditado no sentido Leste-Centro.

O roteiro dos ônibus foi alterado na região. Os estudantes se revezam ao microfone criticando o transporte público da capital.

Na segunda-feira, um ônibus foi incendiado próximo ao Hospital Getúlio Vargas (HGV). A confusão teria começado após policiais atirarem balas de borracha e atingirem duas pessoas, que teriam sido levadas para um hospital da cidade. 

Os estudantes realizaram uma aula durante o protesto de hoje para explicar a motivação dos protestos.

Por volta de 19h30, os ônibus já circulavam na Frei Serafim e as viaturas da Polícia Militar começaram a deixar o local. 

Na terça-feira, um outro ônibus quase foi incendiado no campus da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Um estudante chegou a ser preso. Segundo a polícia, cinco pessoas teriam participado do ato, sendo que quatro já foram identificadas.   

 

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir