Cidadeverde.com
Política

Firmino comunica a Aécio saída de tucanos e antecipa coligação com o PP

Imprimir

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, em um momento raro, admitiu nesta quinta-feira (16) que a coligação com o PP visando as próximas eleições já está sendo feita. O primeiro passo foi a saída de tucanos de peso do partido que, na segunda-feira (20), alçam voos para o PP: Sílvio Mendes (ex-prefeito da capital), Washington Bonfim (secretário municipal de Planejamento) e a primeira-dama de Teresina, Lucy Silveira. Toda essa engenharia política já foi apresentada ao presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves.

“Mostramos um pouco das nossas circunstâncias atuais e das decisões que estão sendo tomadas neste momento. Aécio demonstrou preocupação com a saída do pessoal, mas disse que confia no taco dos tucanos piauienses”, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde.

Sobre o PP, Firmino garantiu que a coligação começa agora para que haja tempo para os dois partidos se planejarem para o futuro. “O PP é um partido que tem crescido muito no Estado, tem trazido lideranças importantes e essa junção fortalecerá tanto o PSDB como o PP. Essa é a ideia. Queremos estar juntos para o próximo ano, nos anos seguintes. É uma aliança para muitos anos. A coligação se faz na véspera da eleição, agora a entrada do Silvio, da Lucy e do Washington mostra que a nossa coligação não vai ser de véspera de eleição, será com muita antecedência para que possamos planejar não apenas o próximo ano, como os outros. Temos uma grande parceria com o Ciro. O senador tem sido muito decente e tem tido um esforço atrás de liberação de recursos para Teresina”, justifica o prefeito.

Como o PSDB não consegue por conta própria “ganhar” o interior do Estado, o partido viu no PP, que possui um desempenho totalmente inverso no Piauí, a oportunidade de deslanchar na política estadual.

“A história do PSDB toda a população de Teresina sabe. O PSDB é um partido que tem tido muito sucesso na cidade de Teresina. Venceu as últimas 7 eleições, mas ao mesmo tempo tem uma história de fracassos e derrotas na política estadual. Todos os ex-prefeitos de Teresina foram derrotados. Ou seja, ao longo do tempo produzimos políticas que não tiveram o resultado esperado. Então, precisamos buscar alternativas e no presente estamos buscando uma coligação sólida com o PP”, admite.

Foto: Roberta Aline

Antes de falar na TV, Firmino esteve na Rádio Cidade Verde e reforçou que, se nada for feito, o PSDB continuará insistindo numa estratégia sem resultados. “O PSDB ao longo das últimas oito eleições municipais foi vitorioso. É um caso de sucesso, de vitória, de cumplicidade entre esse grupo político e com o povo. No estadual é um fracasso. Em todos os anos em que disputou, foram derrotados. O nosso caminho nos mostra que se insistirmos nessa mesma pegada, no próximo ano ou daqui pra frente, não tenho dificuldade em apostar que vai ser de fracasso. Silvio Mendes perdeu pelo isolamento. Nas últimas eleições, dos 30 deputados estaduais elegemos cinco. Se insistirmos na mesma estratégia é sinal de algum problema, algum transtorno”, alerta, ressaltando que PSDB e PP são siglas complementares.

“São complementares o PP e o PSDB. E Ciro, pessoalmente, tem sido um grande parceiro. Foi o que mais lutou pelas coisas de Teresina. Ele faz um esforço pessoal, isso tanto no governo Dilma e agora no Temer para conseguir pleitos para o Piauí. Então, existe essa identidade política e uma grande força administrativa para que possamos trabalhar juntos em 2018 e 2020. “Quando se coloca o Silvio Mendes no PP, um nome de peso, isso já diz que a coligação já está sendo feita”, afirmou.

O prefeito de Teresina garantiu que não sairá do PSDB e que está trabalhando para filiar líderes importantes de outras siglas. “Não vou sair do PSDB, os três deputados continuam, os vereadores continuam e não existe nenhum tipo de mudança para quem está eleito pelo partido e a gente está trabalhando para trazer novidades no jogo da política, como a chegada no PSDB de novas lideranças. Estamos conversando com João Vicente Claudino, Fábio Abreu, Nerinho, Liziê, Janaína Marques e outras alternativas para fortalecer o PSDB", concluiu.

Na área administrativa, o tucano criticou o funcionamento do Uber e ameaçou municipalizar a Agespisa, caso a empresa não faça investimentos na capital para miniminzar os transtornos da falta de água, além do saneamento.

Foto: Wilson Filho

Hérlon Moraes e Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Imprimir