Cidadeverde.com
Últimas

Criança dá entrada no HUT com sinais de violência sexual; suspeito tem 15 anos

Imprimir

Atualizada às 10h01

A Polícia Militar apreendeu na manhã de hoje (17) o adolescente de 15 anos suspeito de estuprar um garoto de quatro anos no povoado Cerâmica Cil, zona Sul da Capital. O menor infrator era vizinho da vítima e foi localizado na casa dos pais. De acordo com o sargento Gilvan Luz, que acompanha a ocorrência desde a denúncia, uma tia da criança flagrou o crime. 

"A tia da criança conta que o crime ocorreu na casa dos pais do agressor e avisou para a mãe da criança que imediatamente acionou a PM. Eles eram vizinhos e a criança sempre andava na casa do suspeito", disse o sargento.

Após a denúncia, o adolescente fugiu de casa e só retornou durante a madrugada, sendo preso por volta das 6h. 

"A gente fez ronda a noite toda, mas acreditamos que ele pulou o muro e fugiu. Ontem fomos à casa de todos os familiares, mas não o encontramos. Hoje voltamos na casa dos pais dele e o apreendemos. Ele não esboçou nenhuma e deve ter se entregado devido a repercussão do caso", disse o PM.

O sargento do 6° BPM acrescenta que, dentro da viatura, o menor infrator confessou o estupro. Ele já era conhecido da polícia por atos infracionais. 

"Ele comete pequenos delitos, não estuda e geralmente anda com más companhias. Realmente é um crime que revolta, principalmente, para quem é pai", desabafa o militar.

Sargento Gilvan Luz

Ainda de acordo com a Polícia Militar, a vítima foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para a realiazação de exame de corpo de delito que comprovou o ato libidino.

A mãe, acompanhada do filho, presta depoimento. O suspeito foi levado para a Central de Flagrantes de Teresina e autuado por ato infracional correspondente ao crime de estupro de vulnerável.

Matéria original

Uma criança de 4 anos foi internada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) com sinais de violência sexual.

O suposto agressor foi identificado como um adolescente de 15 anos. O caso ocorreu no povoado Cerâmica Cil, na zona Sul de Teresina. A Polícia Militar foi acionada no início da noite de quinta-feira (16). 

"A criança chegou ao hospital com a suspeita de violência sexual. Foi realizada avaliação médica e constatada uma possível lesão perineal (fissura anal). Como não havia gravidade maior, do ponto de vista médico, a criança foi liberada e encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML)", explica o médico Gilberto Albuquerque, diretor geral do HUT.

De acordo com a PM, foi registrado Boletim de Ocorrência. O Conselho Tutelar também acompanha o caso.

Segundo relato da mãe, ela estava fazendo o jantar quando ouviu os gritos do filho. Ao sair correndo, encontrou a criança nos braços da prima do suspeito. Segundo informações de familiares, a criança teria sofrido agressões com pedaço de pau. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir