Cidadeverde.com
Viver Bem

Soro fisiológico pode deixar o seu cabelo e pele maravilhosos

Imprimir

Você sabia que a atriz Juliana Paes usa soro fisiológico nos fios uma vez por semana, no último enxágue após lavar o cabelo? Ela contou o segredinho, que aprendeu com a atriz Cleo Pires, em uma entrevista à Revista Boa Forma. Pensando nos cabelos deslumbrantes das duas, o Minha Vida resolveu investigar como e porque esse item supersimples pode ser tão poderoso. As dermatologistas Valéria Campos e Juliana Favaro, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explicam que o soro fisiológico "é uma solução isotônica com uma composição parecida com a encontrada nos líquidos corporais, composto de 0,9% de cloreto de sódio em água". Por isso, fazem tão bem para a pele e cabelo.

Soro fisiológico na pele

É possível deixar a pele mais bonita e vistosa com esse produtinho. "Assim como o cabelo, a pele tem pH ácido e se equilibra com o uso do soro. Pode ser uma opção mais barata que a água termal para quem tem intolerância a água da torneira. Também traz os benefícios de promover a limpeza", diz Juliana. Não para por aí: ele pode ser aplicado no dia a dia como um primer para a maquiagem, equilibrando o ph da pele e fazendo o make durar mais tempo. Além disso, quando aplicado gelado como compressa nas áreas dos olhos, ajuda a melhorar a aparência das bolsas e olheiras. Também pode ser usado com um borrifador para refrescar a pele ou para ajudar a minimizar o efeito do melasma. "Para ter os benefícios, é só usar qualquer soro fisiológico 0,9%", conta Valéria. Para armazenar, não precisa ficar sempre na geladeira, ok? Geladinho, o soro é ótimo para compressa e como água termal, mas não é uma regra, fica a seu critério, de acordo com as especialistas.

Soro fisiológico no cabelo

De acordo com as especialistas, o soro contribui para o equilíbrio do pH dos fios, melhorando a hidratação do couro cabeludo e diminuindo o frizz. "O pH do nosso cabelo é ácido e varia entre 4.2 e 5.8 na escala. Já o soro fisiológico tem 6.0, índice levemente ácido. Por outro lado, para abrir as cutículas do cabelo é necessário o uso de produtos alcalinos. Dessa forma, ao usarmos o soro, acabamos selando as cutículas", conta Valéria. Por isso, é interessante usá-lo no último enxágue, como Juliana Paes faz. "O soro também pode ser aplicado com um borrifador em todo o comprimento dos fios", conta Juliana.

Imprimir