Cidadeverde.com
Política

Ex-técnico Bernardinho troca PSDB pelo Partido Novo

Imprimir

Principal aposta dos tucanos para o governo do Rio nas eleições do ano que vem, Bernardinho, ex-técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, trocou o PSDB pelo Partido Novo. O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), que é amigo do treinador, tenta reverter a decisão.

Presidente do Partido Novo, João Amoêdo disse que Bernardinho se filiou no início do ano passado e que o projeto é lançá-lo para governador do Rio. O treinador, no entanto, ainda não se decidiu.

— Eu acho que tem muita gente no Brasil que gostaria de votar nele, não só por ser um vencedor, um formador de equipe, mas pelo cenário em que a gente precisa trazer novas lideranças para a política. Agora, é uma mudança de vida que eu sei que não é fácil para ele — disse Amoêdo.

Segundo um integrante do diretório estadual do PSDB no Rio, a desfiliação foi identificada “há uns dois meses”, durante um levantamento de rotina. Aécio, que levou o técnico de vôlei para o PSDB, teria sido informado pelo presidente estadual do partido, deputado federal Otavio Leite.

Aécio tentou minimizar a baixa. “Estou certo de que qualquer projeto eleitoral que ele venha a abraçar ocorrerá em parceria com o PSDB ou, quem sabe, dependendo do que venha a ocorrer na reforma eleitoral, no próprio PSDB. Ele continua tendo conosco as melhores relações”, afirmou o senador, em declaração enviada por sua assessoria de imprensa.

O presidente do Novo, porém, descartou eventual coligação com o PSDB:

— Após todo esse evento de Lava-Jato, eu acho que não é muito fácil. Pode ser que esse cenário mude daqui a um ano. A gente preza muito a imagem do partido.

A saída de Bernardinho virou um tabu no PSDB, que tentou abafar o caso, enquanto tentava trazê-lo de volta.

A assessoria de imprensa de Bernardinho disse que ele não se pronunciaria.


Fonte: O Globo

Imprimir