Cidadeverde.com
Geral

Em protesto contra Uber, taxistas levarão passageiros por R$ 3,30 em Teresina

Imprimir

O conflito entre Ubers e taxistas deve beneficiar a população teresinense nesta terça-feira (16). Isso porque, em protesto contra a atuação da Uber em Teresina, motoristas de táxis prometem diminuir as tarifas das corridas e cobrar R$3,30 por passageiro. 

O presidente da Associação dos Taxistas, Pedro Ferreira, disse ao Cidadeverde.com que os taxistas irão até as paradas de ônibus da capital e transportarão passageiros que querem ir para destinos similares. Cada pessoa pagará o mesmo valor da tarifa de ônibus coletivo: R$3,30.

O ato dos taxistas é chamado de lotação e é um enfrentamento à fiscalização da Superintendência  Municipal de Teresina (Strans).

"Se eles [Strans] não fiscalizam a Uber, não vão nos fiscalizar também", disse o presidente da Associação dos Taxistas, Pedro Ferreira.

De acordo com a associação, atualmente há 1.200 motoristas cadastrados na Uber em Teresina. Ele considera a concorrência desleal e disse que ainda não houve um confronto grave entre as categorias "por causa da paciência dos taxistas". 

"O que esses Ubers estão fazendo é um absurdo. Em eventos, como shows, eles chegam a fazer ponto, como nós taxistas, e ficam gritando para os passageiros dizendo que são motoristas da Uber. Isso é um absurdo e acontece porque a Strans não está sendo rigorosa na fiscalização deles. Está muito complicado trabalhar como taxista nesta condição", reclama o Pedro Ferreira. 

A categoria reivindica, ainda, uma reunião com o prefeito Firmino Filho para discutir o assunto. De acordo com a associação, há 30 dias um requerimento de audiência foi enviado à prefeitura e até agora não houve retorno.

Nesta terça-feira (16), a partir da 8h, a categoria sairá em protesto da Praça do bairro Monte Castelo, na zona Sul, até a sede  da Strans. 

"Vamos cobrar intensificação na fiscalização", adianta Pedro Ferreira. 


Izabella Pimentel (especial para o cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir