Cidadeverde.com
Esporte

Réver divulga nota para desmentir acusação de atacante do San Lorenzo

Imprimir

O jogo que custou a eliminação do Flamengo na Copa Libertadores da América, na quarta-feira, rendeu uma polêmica. O atacante Nicolás Blandi, do San Lorenzo, acusou o zagueiro Réver de propor um ‘jogo de compadres’ entre as duas equipes a fim de sustentar um empate. 

No final, o time argentino venceu por 2 a 1 com um gol marcado nos acréscimos.

De acordo com Blandi, Réver teria sugerido que San Lorenzo e Flamengo empatassem a partida para que ambos se classificassem para as oitavas de final do torneio continental, fato que não ocorreria com a igualdade, uma vez que o Atlético-PR vencia a Universidad Católica. Na noite desta quinta-feira, o defensor rubro-negro desmentiu a acusação por meio de uma nota oficial.

“Lamento muito por sofrer uma acusação muito séria. Todos que me acompanham desde o início da minha carreira, sabem do meu caráter, da minha conduta e da minha ética profissional. 

Creio que se não agisse com correção e profissionalismo, não teria chegado à Seleção Brasileira, assim como, defendido grandes clubes, no Brasil e na Europa, sendo capitão de uma equipe campeã da Libertadores”, pontuou Réver, que ressaltou o fato de ser capitão do time para negar tal conduta.

“Episódios como esse não fazem e nunca farão parte da minha história! Como capitão do Flamengo, tenho uma imensa responsabilidade e sempre a honrarei, entrando em campo para vencer, sempre, de forma limpa”, acrescentou.

Com a derrota por 2 a 1 na Argentina e a vitória do Atlético-PR no Chile, o Flamengo deu adeus ao sonho de conquistar a América, caindo precocemente na primeira fase da Libertadores. O Rubro-Negro terminou na terceira posição do Grupo 4, com nove pontos, e terá de se contentar com uma vaga na Copa Sul-Americana.


Fonte: Superesportes

Imprimir