Cidadeverde.com
Cidades

Barragem chega a menos de 5% e prefeita pede racionamento de água

Imprimir

A barragem de Piaus – que atualmente opera com menos de 5% da sua capacidade – está na iminência de deixar mais de 40 mil habitantes sem água no Estado. 

O alerta é da prefeita do município de Pio IX, Regina Coeli, que esteve em Brasília pedindo apoio do governo federal para ações emergenciais no município. 

A prefeita adverte também que o governo do Estado deve decretar racionamento de água nos municípios que são abastecidos pela barragem de Piaus. São eles: Pio IX, Fronteira, Vila Nova, Campo Grande e São Julião. 

“Há dois meses, no dia da audiência pública com a presença de representantes do Dnocs, Agespisa já ficou clara a necessidade de decretar o racionamento de água. A medida é antipática, mas é necessária para não piorar ainda mais a situação”, garantiu a prefeita Regina Coeli.

Em Brasília, a prefeita defendeu a liberação de recursos junto ao Ministério da Integração para a construção da adutora de engate rápido. 

Pela proposta, a água sairia da barragem Patos e iria para o povoado Mandacaru, no município de São Julião. A obra foi orçada em R$ 110 milhões.

“Os poços tubulares não resolvem, são medidas temporárias, paliativas. A construção da adutora de engate rápido resolveria de forma mais concreta o problema”.

Campanha educativa

A prefeita disse ainda que iniciou no município uma campanha de conscientização para racionamento de água junto à população. A campanha acontece em escolas, repartições públicas e nas rádios.

“As pessoas que têm água, muitas vezes usam de forma irracional e é preciso de medidas urgentes para não comprometer o abastecimento de água no município”, ressaltou a prefeita. 

"Estivemos em Brasília para tratar de ações preventivas que resolvam a crise hídrica em nossa região. Não mediremos esforços para adquirir medidas emergenciais em combate à crise hídrica pela qual estamos passando”, diz a prefeita de Pio IX.

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Imprimir