Cidadeverde.com
Geral

Oficial do Exército é suspeito de matar namorada e ferir duas amigas

Imprimir

Um militar do Exército, identificado como segundo tenente José Ricardo da Silva Neto, de 22 anos, é suspeito de matar a própria namorada dentro do carro, na companhia de duas amigas da vítima. A informação é de que o casal se envolveu em uma discussão por ciúmes em um bar, na avenida Nossa Senhora de Fátima, na zona Leste de Teresina. O crime ocorreu por volta de 1 hora da madrugada desta segunda-feira (19). 

Os quatro estavam de saída do Bendito Boteco e, já no carro, ele fez os disparos. A namorada morreu no banco da frente do veículo. A irmã dela e uma amiga também foram atingidas e sobreviveram. Elas conseguiram fugir do carro.

Os tiros foram dados dentro do carro e atingiu uma das amigas na cabeça de raspão e a outra foi atingida no braço e no lado direito do tórax. Elas foram socorridas e encaminhadas ao Hospital de Urgências de Teresina (HUT).

O oficial temporário do 2º Batalhão de Engenharia e Construção (2º BEC) foi preso horas depois do crime no apartamento que reside, no bairro Santa Isabel, zona Leste de Teresina, ferido. Ele também efetuou um disparo na própria coxa e está no hospital Prontomed, onde passou por cirurgia e deve ficar internado por cinco dias. 

O corpo da namorada estava dentro do veículo, no estacionamento do condomínio. A Polícia Militar foi até o local e conseguiu que ele se rendesse entregando a arma usada no homicídio. 

O comandante do 2º Batalhão de Engenharia e Construção, coronel Alessandro da Silva, em nota, informou que o tenente é temporário e se apresentou o serviço no 2º BEC em agosto de 2014 oriundo do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Recife e que em dezembro conseguiu autorização para possuir uma pistola .380, no entanto, lhe foi negado o porte de arma, solicitado por duas vezes. 

“Nos solidarizamos com as vítimas e seus familiares, desde o ocorrido temos buscado contato para prestar todo o apoio que se fizer necessário. Informamos, ainda, que o 2º BEC está apurando o caso e que tomará as medidas administrativas e disciplinares pertinentes à ocorrência”, declara o coronel Alessandro.

Veja nota na íntegra

Tenente do Exército suspeito de matar a namorada

Carlienne Carpaso e Caroline Oliveira
Com informações do Notícia da Manhã 
carliene@cidadeverde.com

Imprimir