Cidadeverde.com
Política

Câmara não vai discutir projeto até votação de denúncia, diz Rodrigo Martins

Imprimir

Foto: Rômulo Piauilino

O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, marcou para 2 de agosto, a votação em plenário da admissibilidade da denúncia contra o presidente da República, Michel Temer, por crime de corrupção passiva. Antes disso, segundo o deputado Rodrigo Martins (PSB), a Casa não deve votar nenhuma pauta

"Vamos ter que enfrentar esse problema da admissibilidade. Não vamos discutir outra pauta enquando não discutimos essa denúncia, mais duas denúncias virão", disse o parlamentar piauiense, que já se manifestou a favor da denúncia.

Segundo Rodrigo, fatos novos podem surgir com duas novas delações premiadas próximas a serem divulgadas.

"Existem aí no forno mais duas delações premiadas, a do Funário e a do próprio Eduardo Cunha, que pode trazer novos fatos. Não dá pra pensar em outras matérias enquanto não se encarar de frente essa denúncia contra o Michel Temer", afirmou, admitindo que seu partido está dividido em Brasília.

"O PSB veio ficando dividido em vários temas da política nacional. Nós tínhamos um grande líder que era o Eduardo Campos e desde então nós estamos ainda nos reagrupando. Ainda não superamos a morte de Eduardo Campos", declarou.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir