Cidadeverde.com
Política

Edson Melo defende "Distritão" como transição e critica propaganda do PSDB

Imprimir

 

Em entrevista no Jornal do Piauí desta sexta-feira (18), o vereador Edson Melo (PSDB) defendeu a adoção do "Distritão" como modelo na transição para a Reforma Política. O parlamentar de Teresina (PI) também criticou a propaganda partidária exibida em rede nacional pelo seu partido e comentou a divisão interna da sigla. 

"O PSDB nunca defendeu Distritão. O PSDB sempre defendeu o voto distrital e distrital misto, e o parlamentarismo também", disse Edson Melo na TV Cidade Verde, ressaltando que a adoção do modelo pode ser feita como "situação  momentânea", uma vez que não há tempo hábil para a Justiça Eleitoral implementar a Reforma Política que tramita no Congresso Nacional para vigorar nas eleições de 2018. 

Sobre a propaganda partidária exibida na quinta-feira, Edson Melo engrossou o coro dos descontentes. "O PSDB hoje é um partido bem dividido e sem atividade própria", declarou. "O partido já devia estar encaminhando para fazer propostas do que o partido defende. Nada de meia culpa porque errei nisso. Vamos daqui pra frente". 

O vereador afirmou não ter visto uma crise dessas proporções em todos os seus anos de PSDB, mas acredita que o partido estará unido nas eleições de 2018. 

João Dória
O vereador afirmou que a rejeição dos vereadores ao título de cidadania teresinense para o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), foi uma "grosseria" e "indelicadeza". O tucano explicou que não houve quórum qualificado para a votação - dois vereadores a menos - e crê na aprovação da proposta quando a mesma for reapresentada. 

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Imprimir