Cidadeverde.com
Política

Prefeito vai à acareação na CPI da Pedofilia

Imprimir
Geraldo Magela/Agência Senado
Senadores e o prefeito Geraldo Mineiro na CPI da Pedofilia
 
Começou na tarde desta quarta-feira (30) a acareação entre o prefeito de Sebastião Barros, Geraldo Mineiro (PT), e pessoas envolvidas na denúncia contra ele de pedofilia. Todos os convocados estão presentes na Comissão Parlamentar de Inquérito - CPI - que apura casos de abuso sexual contra crianças em todo o país. A previsão é de que os depoimentos no Senado terminem às 18h.
 
Além do prefeito, estão presentes sua esposa Maria José Eustáquio Machado, o vereador Joedson Lobado do Amaral, presidente da Câmara de Sebastião Barros, o também vereador Vermusan Sena Amaral, e a sua esposa Jane Mere Soschinske Vieira.
 
Senadores José Nery (PSOL/PA) e Magno Malga (PR/ES)
 
Geraldo Mineiro é acusado em dois casos de pedofilia, um contra a filha do presidente da Câmara de Sebastião Barros e outro contra a filha do presidente da Câmara de Corrente, dois municípios vizinhos no sul do Piauí, na região de divisa com a Bahia.
 
Senadores vieram até Corrente para ouvir os envolvidos e testemunhas. Geraldo Mineiro alegou problemas de saúde e só compareceu para depor semanas depois em Brasília. Na oportunidade, preferiu se calar e não responder a qualquer pergunta. O caso foi um dos motivos para  o pedido de prorrogação da CPI, que deveria terminar neste mês, e agora irá até 5 de maio de 2010.
 
Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com
Tags:
Imprimir