Cidadeverde.com
Geral

Atirador do HUT tenta fugir do Areolino de Abreu ao ser internado

Imprimir
O lavrador Luis Ferreira, 46 anos, que acabou dando um disparo no Hospital de Urgência de Teresina e ferindo quatro pessoas às 4h da madrugada desta terça (17), tentou fugir do Hospital Areolino de Abreu, onde foi internado após ser preso. Ele escapou da entidade que cuida de doentes com transtornos mentais por volta das 8h40 mas foi recapturado por policiais.
 
Caroline Oliveira/Cidadeverde.com
 
“Ele saiu correndo algemado. Nós perseguimos ele por quatro quarteirões até conseguirmos alcançá-lo”, descreve um agente da Central de Flagrantes. O policial afirma que Ferreira estava bastante perturbado, agitado e nervoso, resistindo bastante até ser levado novamente ao Areolino de Abreu.
 
 
  
O lavrador está sedado, na sala de repouso do hospital e apresenta alguns machucados. Ele tem como único documento um certificado de reservista. Funcionários do hospital afirmaram ao CidadeVerde.com que estão à espera de familiares para que possa-se saber qual o quadro clínico do paciente.
 
HUT envia nota oficial sobre o ocorrido
 
Nota Oficial
 
A direção do Hospital de Urgência de Teresina Dr. Zenon Rocha informa que todas as providências já foram tomadas em relação ao acontecido na madrugada de hoje, 17. De acordo com o relato dos policiais de plantão, sargento Clenilson e o soldado Sortenes, o senhor Luiz Ferreira, 46 anos, estava acompanhando o paciente Ricardo da Trindade Ferreira, de 18 anos, quando foi informado sobre a necessidade de guardar sua bolsa no guarda volumes do hospital, procedimento rotineiro do HUT. Ao ser abordado, o senhor Luiz Ferreira reagiu de forma agressiva e bastante alterada.
 
No intuito de tentar conter o acompanhante houve uma luta corporal e o senhor Luiz Ferreira tentou puxar a arma do policial, sendo que a mesma disparou um tiro para o chão cujos estilhaços atingiram quatro pessoas. O tiro foi disparado com a arma presa no corpo do policial. Logo em seguida chegaram duas viaturas do 6º BPM, que ajudaram a controlar o senhor Luiz Ferreira e o encaminharam para a Central de Flagrantes para ser autuado.
 
As quatro pessoas que foram atingidas de “raspão” pelos estilhaços foram imediatamente atendidas no HUT. Todas passam bem sem maiores complicações.
 

Carlos Lustosa Filho e Caroline Oliveira
Tags:
Imprimir