Cidadeverde.com

Pesquisadores da Ufpi criam "fadigômetro" para smartphone

  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação

Alunos e professores da Universidade Federal do Piauí (Ufpi) de Parnaíba desenvolveram o protótipo de um "fadigômetro", que tem como objetivo mensurar a fadiga muscular durante a realização de exercícios físicos. A intenção é evitar lesões e danos musculares a atletas ou pessoas comuns praticantes de esportes. Segundo o físico e professor Gildário Dias, um dos coordenadores do projeto, o produto deve estar disponível para comercialização em um ano e meio. 

"Ainda não temos valores de comercialização, mas vai ser bastante acessível para o público comum. Teremos outra versão para clínicas, que deve ser mais cara. Para a população comum, o fadigômetro pode ser como um aplicativo para celular, que a pessoa baixa e usa", informou. 

O professor explicou que o aparelho vai utilizar informações objetivas para dimensionar a fadiga muscular. Atualmente, as formas existentes de mensuração seguem aspectos subjetivos ou são bastante invasivos, o que dificulta a obtenção de uma informação confiável. O risco disso é que a fadiga excessiva pode causar graves lesões aos praticantes de exercícios. 

"Hoje, utiliza-se uma escala de zero a 14, para que a própria pessoa diga o nível de cansaço muscular que está sentindo. É muito subjetivo. A outra forma é colhendo sangue e medindo a quantidade de lactato, mas é um procedimento invasivo, não se pode realizar esse teste o tempo todo", explicou. 

No protótipo, o acelerômetro presente até mesmo em aparelhos celulares - que mede a velocidade com que o usuário se desloca - serve como base para o produto. O fadigômetro vai medir a velocidade com que um exercício é feito, o ritmo de realização e o "caminho" do membro exercitado.

"Qualquer mudança no ritmo, na velocidade e no caminho do exercício indicam fadiga muscular e pode ser percebido pelo aparelho. Assim, o fadigômetro precisa apenas estar acoplado à parte do corpo exercitada, como perna, braço, ou ombro", informou. 

O protótipo foi apresentado na última semana durante o e-HEALTH Innovation, encontro promovido pela Infoway, empresa piauiense especializada em sistema de gestão e que está financiando o projeto, em parceria com a Ufpi. 

Ney Paranaguá, Dr. em Ciência da Computação e anfitrião do evento, destacou a importância em apostar nas pesquisas feitas nas academias.  

“A promoção desse encontro visa antes de tudo fomentar nos nossos gestores e instituições esse compromisso de estarem mais próximos e acreditando nas pesquisas acadêmicas que dão certo. A Infoway acredita nessa parceria e se colocou à disposição desses estudantes e pesquisadores que descobriram uma forma de avaliar objetivamente a fadiga muscular. Resolvemos nos unir para mostrar que podemos fazer mais  quando investimos na pesquisa”, destacou o empresário.

No momento, dois professores e três alunos da Ufpi, dos cursos de Fisiorterapia, Sistema da Informação, Física, Matemática e Biomedicina estão à frente do projeto. Nas etapas de testes para que o produto seja comercializado, outros professores devem estar envolvidos. Fisioterapeutas deverão ser os principais usuários do "fadigômetro". 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

Sine Parnaíba oferece 38 vagas de emprego em diversas áreas

O Sine Parnaíba divulgou no seu site oficial, 38 vagas de emprego para a cidade de Parnaíba, que abrangem diversas áreas profissionais. As vagas são as seguintes:

1 Vaga para representante comercial;

2 Vagas para representante de vendas;

10 Vagas de vendedor externo;

1 Vaga de doméstica;

4 Vagas para promotor de vendas;

1 Vaga de servente de pedreiro;

1 Vaga de pedreiro;

1 Vaga de promotor de vendas;

2 Vagas de vendedor externo;

1 Vaga de vendedor;

4 Vagas de lavador de carro;

1 Vaga de eletricista automotivo;

6 Vagas de cirurgião dentista clínico geral;

1 Vaga de representante;

1 Vaga de revendedor;

1 Vaga de representante comercial.

Com informações de Proparnaiba
cidades@cidadeverde.com

Projeto realiza diagnóstico e monitoramento da pesca em portos

O Projeto Pesca Solidária, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental, executado pela Comissão Ilha Ativa (CIA), realiza o Diagnóstico e Monitoramento da Pesca nos principais portos de desembarque pesqueiro no estuário dos rios Timonha e Ubatuba.

 

O objetivo desse eixo de pesquisa é de caracterizar a pesca local e fornecer uma estimativa da produção pesqueira.

O monitoramento ocorre com a colaboração de pescadores dos dois municípios: Chaval (CE) e Cajueiro da Praia (PI), por meio do repasse de informações coletadas através de questionários. No total, quatro portos de desembarque são acompanhados pelos técnicos e coletores: porto do Mosquito (Chaval), porto da Lama, Itã e Cajueiro de Baixo (Cajueiro da Praia). As artes de pesca acompanhadas são: curral, rede de emalhe, linha, zangaria, espinhel e rabadela.

Ao retornarem do mar, os pescadores informam sobre o dia de pesca, petrechos utilizados, o ponto pesqueiro, além da produção em quilos dos principais pescados do dia; adicionalmente a equipe realiza a biometria dos peixes capturados.

“Nossa meta é identificar as principais espécies utilizadas comercialmente e para alimentação pelas comunidades e saber mais sobre elas do ponto de vista biológico, além da forma como elas se relacionam com os recursos do estuário, ou seja, quais os padrões de abundância ao longo do ano. Aliado a isso, desenvolvemos atividades de sensibilização e educação para alertar sobre as espécies ameaçadas de extinção e que são protegidas por lei”, informa a bióloga Francinalda Rocha.

Os dados coletados são capazes de fornecer importantes informações e poderá apresentar o atual potencial pesqueiro da região. Entretanto, a continuidade do monitoramento é de fundamental importância para subsidiar a gestão dos recursos.  Além disso, poderá ser comparado com outros dados históricos verificando inclusive os impactos sobre as espécies de peixes da região.

Para estreitar a relação de parceria junto aos pescadores, sensibilizando-os para a pesquisa realizada no estuário, também são realizados os Encontros de Pesca e Pesquisa. Estes acontecem mensalmente e a cada encontro reúnem um ou dois pesquisadores de outros estudos do projeto para repassar o andamento de suas pesquisas e ainda discutir diversas temáticas da pesca.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

PRF instala radares para combater excesso de velocidade nas rodoviais

O fluxo de veículos nas rodoviais que levam ao litoral do Piauí aumenta bastante durante a folia de momo. Para coibir o número de acidentes, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) instalou radares móveis em pontos estratégicos e intensificará o patrulhamento também com viaturas. A operação Carnaval começa às 0h, desta sexta-feira (05).

Em entrevista ao Notícia da Manhã, o inspetor Claudiomar Ferreira disse que, em 2015, houve redução de 48% no número de mortes nas rodovias que cortam o Estado.

"No ano passado, tivemos quase metade dos mortos registrados em 2014 e em 2016 nosso grande desafio é continuar reduzindo esse percentual. Já mapeamos os locais onde ocorrem mais acidentes por causa do excesso de velocidade e instalamos radares", disse o inspetor. 

Além de tentar coibir os acidentes de trânsito, a PRF atuará em conjunto com as polícias Civil, Militar e Federal para evitar a entrada de drogas no litoral e a pertubação do sossego público, provocado pelos paredões de som. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Corpo é encontrado dentro de cemitério e Polícia suspeita de agressão

  • Calixto
  • Calixto
  • Calixto
  • Calixto
  • Calixto

O corpo de um homem, até o momento sem identificação, foi encontrado no cemitério da avenida Frei Higino, no bairro Piauí, em Parnaíba, município a  318 km de Teresina. De acordo com o comandante da Polícia Militar no município, Major Adriano Lucena, há várias marcas no corpo o que levanta as suspeitas de agressão.

"Aparentemente ele foi vítima de agressões mas não sabemos a causa do óbito", informou o policial ao Cidadeverde.com.

Segundo informações de moradores ele teria furtado o celular de uma mulher e teria sido perseguido. Ao tentar se esconder foi cercado e agredido com pauladas. O corpo foi encaminhado pelo Instituto Médico Legal de Teresina.

 

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Adolescente se afoga em rio e corpo é encontrado horas depois

Na tarde desta terça-feira, dia 02, um adolescente de 14 anos se afogou no Rio Igaraçu, próximo a Ponte Simplício Dias, em Parnaíba. O Corpo de Bombeiro foi acionado para realizar as buscas do corpo.

Segundo informações colhidas no local, por volta da 15h30, Tarlisson Feitosa Silva, 14 anos, estava na companhia de amigos, e banhavam nas margens do Rio Igaraçu, do lado oposto ao Porto das Barcas. Em um dos mergulhos, Tarlisson não retornou.

O Corpo de Bombeiros de Parnaíba foi acionado por populares por volta das 16h30. Uma guarnição comandada pelo mergulhador, subtenente Conrado, deslocou-se para o local, onde iniciaram as buscas. O corpo de Tarlisson foi encontrada às 17h30, a vinte metros do local do afogamento.

Tarlisson Feitosa é residente da Rua do Dudu, na Comunidade Fazendinha, no bairro Ilha Grande de Santa Isabel.

Com informações de Proparnaiba
cidades@cidadeverde.com

Projeto prevê revitalização da orla da praia Pedra do Sal

A orla da praia Pedra do Sal, em Parnaíba, deverá ser revitalizada. A proposta- do vereador André Neves- foi apresentada ao ao secretário Flávio Nogueira Junior, durante reunião na Secretaria de Turismo do Piauí.O projeto foi elaborado através de parceria entre a Superintendência de Turismo de Parnaíba e a Universidade Federal do Piauí – UFPI. 

“O secretário Flávio Junior se mostrou interessado no projeto, bem como, em outras ocasiões, o governador Wellington Dias também ressaltou a necessidade de que a obra da Pedra do Sal seja concretizada. Outro aliado importante é o deputado federal Flávio Nogueira. A ideia é que o mesmo possa destinar uma emenda para a revitalização”, disse o vereador André Neves. 

A Pedra do Sal fica situada há cerca de 15 quilômetros do Centro de Parnaíba, sendo a única pertencente ao município. Com belezas naturais imensuráveis, o local tem sofrido ao longo dos tempos com a ocupação irregular, que interfere no meio ambiente. 

“Não podemos deixar de citar todo o esforço do prefeito Florentino Neto para este projeto”, finaliza André Neves.

 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Detran: Sistema de trânsito de Parnaíba será municipalizado

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI), Arão Lobão, assina, nesta segunda-feira (1º), às 9h, no salão da Escola Piauiense de Trânsito (EPT), em Teresina, o convênio  de operacionalização dos serviços de municipalização de trânsito na cidade de Parnaíba.

De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), cabe às prefeituras administrar todas as ações ligadas ao trânsito, como planejamento, operação e fiscalização, não apenas no perímetro urbano, mas também nas estradas municipais.

“A municipalização do trânsito é uma ferramenta importante no combate aos acidentes. Além disso, há geração de empregos, recolhimento de impostos e o mais importante, que é o cuidado com a vida dos cidadãos”, ressalta o diretor do Detran.

Com o convênio, a cidade de Parnaíba passa a recolher o valor pago pelas multas cometidas na cidade e iniciará o processo de municipalização, passando a ser incluído no Sistema Nacional de Trânsito. Entre os benefícios da municipalização estão, por exemplo, convênios com o Governo Federal para disciplinamento do tráfego e a realização de atividades de educação para o trânsito.

Parnaíba fica a 340 quilômetros da capital piauiense. Segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade possui população estimada em 145.705 habitantes. De acordo com dados do Detran-PI, a frota do município é de 83.690 veículos.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Mototaxista é executado a tiros na porta de casa em Parnaíba

O mototaxista José Nilson Rodrigues Cruz, de 34 anos foi morto a tiros na porta de sua casa no bairro São Vicente de Paula, em Parnaíba, município a 318 km de Teresina. De acordo com o major Adriano Lucena, o crime ocorreu pro volta das 21h deste domingo (31). A Polícia suspeita de execução.

Testemunhas afirmaram ter ouvido cerca de cinco disparos no local e a Polícia fez diligências mas não conseguiu localizar os suspeitos pelo crime.

A vítima chegava em casa quando foi alvejada e ainda não há suspeitos identificados.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Polícia inicia a fiscalização de "paredões" no litoral do Piauí

Foto: PM/Parnaíba

A Policia Militar iniciou neste sábado (30) a fiscalização dos paredões de som na cidade de Parnaíba, a 318 km ao Norte de Teresina. Com a proximidade do carnaval, este tipo de abordagem na região passa a integrar a operação "Parnaíba Segura".

Segundo informações da PM, foram abordados 07 carros com som e 02 trailers em Parnaíba. A fiscalização ocorreu na avenida Chagas Rodrigues e nos bairros Do Carmo, São José, Alto Santa Maria,  São Benedito e Conjunto Broderviller.

" Iniciamos as fiscalizações em paredões de som e em veículos com som automotivo que cometem crimes ambientais, infringem a lei do silêncio e a legislação referente ao sossego público,  como também os aspectos ligados ao código de trânsito brasileiro. A partir de agora esse tipo de fiscalização também fará parte da operação Parnaíba Segura", informa a PM.

Já na operação Parnaíba Segura, foram abordados 120 carros, 50 motos, envolvendo cerca de 200 pessoas. Participaram dos trabalhos uma viatura da Guarda Municipal com 03 agentes e também um representante do Meio Ambiente de Parnaíba que permaneceu durante toda a Operação.

Com informações da PM
redacao@cidadeverde.com

Posts anteriores