Cidadeverde.com

Chambinho do Acordeon encerra Festival de Inverno de Pedro II

Os acordes da sanfona de Chambinho de Acordeon deram o tom a noite de encerramento do Festival de Inverno de Pedro II 2017. Muita gente presente na Praça da Bonelle foi aplaudir o cantor e compositor, a principal atração na noite mais regional do evento, marcada pelo gosto musical regional. O público ficou até a madrugada de despedida do Festival, que volta em 2018.


 
O esquenta começou com a banda de pop rock Retrô de Pedro II, que interpretou grandes hits dos anos 80 e 90. Mas o clima esquentou mesmo com as meninas do As Fulô do Sertão, de Teresina, que estreou no Festival tocando sucessos de Flávio José, Jorge de Altinho, Alceu Valença, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo. O grupo não deixou o ritmo cair, cativando a plateia com muito forró, xote e baião e encerrou sua apresentação com o clássico Asa Branca, do “Rei do Baião", Luiz Gonzaga.
 
Quem achou que tinha visto tudo, se surpreendeu. A noite era mesmo de Chambinho do Acordeon, que chegou abalando as estruturas do Palco Opala com uma banda formada só de músicos piauienses, incluindo a rabequeira Wânia Sales, trazendo um pout-pourri de sucessos de música nordestina. O artista usou e abusou da sua sanfona e colocou todo mundo para dançar. Contou histórias suas e do Gonzagão. Brincou e fez o público se divertir em sintonia perfeita com o público. No meio do show, surpreendeu a todos tocando um cavaquinho e grandes sambas.
 
No final, Chambinho dedilhou as notas do hino do Piauí e cantou, também, a clássica Asa Branca, um sucesso incontestável há 70 anos. Com presença de palco e um talento inconfundível, Chambinho do Acordeon além do público, ganhou também muitos fãs.


 
O prefeito Alvimar Martins destacou que o sucesso do evento – realizado pela Prefeitura de Pedro II, em parceria com o Sebrae e Governo do Estado, por meio das secretarias de Turismo e de Cultura; Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste do Brasil e deputados estaduais que destinaram emendas para o evento – se deve ao planejamento, coordenação e empenho de todos.
 
“Queremos agradecer a todos, por mais um Festival de Inverno de Pedro II, que, novamente, superou nossas expectativas. Aos parceiros, servidores da Prefeitura e aos turistas, nossa gratidão. Esse evento é um patrimônio de Pedro II e do Piauí. Por isso, nosso carinho e compromisso é de sempre fazê-lo cada vez melhor. Também agradecemos ao efetivo policial que nos deu toda a segurança, e já queremos convidar a todos para estarmos juntos em 2018. Queremos recebê-los, mais uma vez, de braços abertos”, afirma Alvimar.


redacao@cidadeverde.com

Samba, Rock e Reggae marcam terceira noite do Festival de Inverno de Pedro II

  • fest24.jpg Divulgação
  • fest23.jpg Divulgação
  • fest22.jpg Divulgação
  • fest21.jpg Divulgação
  • fest20.jpg Divulgação
  • fest19.jpg Divulgação
  • fest18.jpg Divulgação
  • fest17.jpg Divulgação
  • fest16.jpg Divulgação
  • fest15.jpg Divulgação
  • fest14.jpg Divulgação
  • fest13.jpg Divulgação
  • fest12.jpg Divulgação
  • fest11.jpg Divulgação
  • fest10.jpg Divulgação
  • fest09.jpg Divulgação
  • fest08.jpg Divulgação
  • fest07.jpg Divulgação
  • fest06.jpg Divulgação
  • fest05.jpg Divulgação
  • fest04.jpg Divulgação
  • fest03.jpg Divulgação
  • fest02.jpg Divulgação
  • fest01.jpg Divulgação
  • fes02.jpg Divulgação

Milhares de pessoas se embalaram no mesmo ritmo, cantando e se divertindo ao som de três gêneros musicais diferentes, na terceira noite do Festival de Inverno de Pedro II. Foi assim que uma multidão interagiu com o samba do cantor Diogo Nogueira, do reage do grupo Cidade Negra e do Pop Rock da banda Oitavo Resgate, nesse sábado (17). O maior público do Festival de Inverno de 2017 deixou a Praça da Bonelle pulsando de alegria.
 
A noite começou efervescente, com o melhor do rock feito pelos talentosos piauienses que formam a banda Oitavo Resgate. Além de singles internacionais, a banda tocou muitos sucessos nacionais. No final, o público foi ao delírio com “O tempo não para”, de Cazuza, e “Que país é esse”, de Legião Urbana.
 
Em seguida, tomou conta do Palco Opala o cantor e compositor carioca Diogo Nogueira, para mostrar a beleza do samba de raiz. No repertório, grandes sambas e alguns sucessos do jovem compositor, herdeiro de um dos bambas brasileiros, João Nogueira. Simpático e muito inspirado, Diogo Nogueira fez todo mundo cair no samba, literalmente.
 
A festa já estava boa e ficou ainda melhor com a energia, o ritmo e a musicalidade da banda Cidade Negra. Consagrada no país pelas músicas contagiantes, os cariocas de Belfort Roxo não deixaram ninguém parado com um show irretocável. O vocalista Tony Garrido fez de tudo: encenou, fez brincadeiras, homenageou o Piauí, Pedro II e falou de paz e amor.
 
Pela primeira vez em Pedro II, a professora Carmen Braga, de Parnaíba, disse que gostou muito do Festival. “Foi uma experiência muito diferente. Viemos em uma turma de 10 de pessoas de Parnaíba, alugamos uma casa e essa experiência foi muito gostosa”, revela. 
 
Já o comerciante de Tianguá (CE), Cristiano Vasconcelos, veio outras vezes ao evento. “É uma coisa diferente porque é muito bem organizado, as atrações são diferenciadas, a organização é 100%, e principalmente, o aconchego e o modo como você é tratado é muito bom”, frisa. 

Confira a programação deste domingo (18)
Palco Opala - Praça da Bonelle
21h- Banda Retrô - Pedro II
23h - As Fulô do Sertão (PI)
0h30 - Chambinho do Acordeon (PI)

Erasmo Carlos e Roberta Campos encantam o público na 2ª noite do Festival de Inverno

  • IMG_4251.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4284.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4310.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4361.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4419.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4484.jpg Ascom Pedro II
  • Untitled-1.jpg Ascom Pedro II

Com a presença, no palco Opala, de Erasmo Carlos e Roberta Campos, o segundo dia de Festival de Inverno de Pedro II promete ficar guardado na memória do evento, que completa 14 anos em 2017. A emoção falou mais alto e embalou milhares de fãs, que novamente lotaram na Praça da Bonelle para acompanhar as apresentações nessa sexta-feira (16). 

A noite já começou animada com Gustavo Andrade Blues Band, de Minas Gerais, que deu o tom inicial da festa. Com muita técnica e versatilidade, os músicos impressionaram com ritmos dançantes como o Blues Soul.   
 
Depois, a mineira Roberta Campos fez a alegria mergulhar fundo cantando grandes sucessos. Alguns ganharam coro de milhares de vozes. A artista cantou sucessos consagrados de bandas como Legião Urbana, além de músicas de Marisa Monte e Adriana Calcanhoto.
 
Mais a noite reservava um teste ainda maior para os apaixonados e amantes da música quando subiu ao palco o cantor e compositor Erasmo Carlos. Cantando músicas feitas em parceria com Roberto Carlos desde a época da Jovem Guarda, o cantor brincou com o público, fez encenações e sentiu o carinho do público numa noite memorável. Foi um encontro de gerações que rederam homenagens ao artista, que já tem 54 anos de estrada.
 


Confira a programação deste sábado (17):
 
21h - Oitavo Resgate (PI)
23h - Diogo Nogueira (RJ)
0h30 - Cidade Negra (RJ)


redacao@cidadeverde.com

Festival de Inverno de Pedro II reúne 11 mil pessoas na 1ª noite

A 14ª edição do Festival de Inverno de Pedro II foi aberta nesta quinta-feira (15) e reuniu cerca de 11 mil pessoas. O cantor norte-americano Donny Nichillo se apresentou no palco Opala e cantou seus grandes sucessos do jazz e blues.

Em seguida Alceu Valença contagiou a multidão presente com sucessos como Morena Tropicana, Anunciação e La Belle Du Jour. Myrian Eduardo encerrou a noite com grandes sucessos da MPB. Na noite desta sexta (16) quem sobe no palco é o Gustavo Andrade Blues Band, seguido por Roberta Campos e Erasmo Carlos, que fecha a segunda noite do festival. 

Escola de Jazz

A cidade que tem tradição no artesanato e grande potencial na área do turismo também realiza, há 14 anos, um dos maiores festivais do Estado, o Festival de Inverno de Pedro II.  Com o intuito de influenciar os artistas locais e revelar novos talentos, foi inaugurada a Escola de Jazz, que irá funcionar dentro do Memorial Tertuliano Brandão Filho, o local também ganhou modernização e nova cenografia.

O Memorial, que é uma das casas que pertence à Secretaria Estadual de Cultura, passou por modernização e melhorias em toda a estrutura para poder abrigar as aulas de jazz e blues. Foram adquiridos inicialmente duas guitarras, um baixo, duas baterias, um saxofone e três caixas amplificadoras. Os professores da Escola de Música Possidônio Queiroz iniciarão as aulas, que acontecerão semanalmente. 

“Esse memorial não estava sendo aproveitado, o que nós fizemos foi um espaço multiuso, que vai funcionar aulas de teatro e a nossa escola de jazz, isso vai ajudar a lapidar os grandes artistas dessa cidade”, afirma o secretário estadual de Cultural, Fábio Novo.

O Memorial Tertuliano Brandão Filho ganhou nova ambientação com mobiliário de época e inserindo principalmente a arte local. Além da adequação para as aulas de jazz, o espaço ganhou peças da artesã Maria do Pote, do povoado formiga, e telas do pintor Batista, que vende e expõe suas obras dentro e fora do Brasil. “Nós partimos da ideia de juntar o mobiliário de época e inserir a identidade local e cultural dessa terra, que são representados por esses dois artistas”, conta o cenógrafo Igor Carvalho, responsável pela nova ambientação do memorial.

O espaço ainda possui um palco e tem um café bar que vai receber o projeto Boca da Noite uma vez por mês.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Escola de Jazz é inaugurada na cidade de Pedro II

A cidade que tem tradição no artesanato e grande potencial na área do turismo também realiza, há 14 anos, um dos maiores festivais do Estado, o Festival de Inverno de Pedro II.  Com o intuito de influenciar os artistas locais e revelar novos talentos, foi inaugurada a Escola de Jazz, que irá funcionar dentro do Memorial Tertuliano Brandão Filho, o local também ganhou modernização e nova cenografia.

O Memorial, que é uma das casas que pertence à Secretaria Estadual de Cultura, passou por modernização e melhorias em toda a estrutura para poder abrigar as aulas de jazz e blues. Foram adquiridos inicialmente duas guitarras, um baixo, duas baterias, um saxofone e três caixas amplificadoras. Os professores da Escola de Música Possidônio Queiroz iniciarão as aulas, que acontecerão semanalmente. 

“Esse memorial não estava sendo aproveitado, o que nós fizemos foi um espaço multiuso, que vai funcionar aulas de teatro e a nossa escola de jazz, isso vai ajudar a lapidar os grandes artistas dessa cidade”, afirma o secretário estadual de Cultural, Fábio Novo.

O Memorial Tertuliano Brandão Filho ganhou nova ambientação com mobiliário de época e inserindo principalmente a arte local. Além da adequação para as aulas de jazz, o espaço ganhou peças da artesã Maria do Pote, do povoado formiga, e telas do pintor Batista, que vende e expõe suas obras dentro e fora do Brasil. “Nós partimos da ideia de juntar o mobiliário de época e inserir a identidade local e cultural dessa terra, que são representados por esses dois artistas”, conta o cenógrafo Igor Carvalho, responsável pela nova ambientação do memorial.

O espaço ainda possui um palco e tem um café bar que vai receber o projeto Boca da Noite uma vez por mês.

Festival de Inverno reúne 11 mil pessoas na 1ª noite

A 14ª edição do Festival de Inverno de Pedro II foi aberta nesta quinta-feira (15) e reuniu cerca de 11 mil pessoas. O cantor norte-americano Donny Nichillo se apresentou no palco Opala e cantou seus grandes sucessos do jazz e blues.

Em seguida Alceu Valença contagiou a multidão presente com sucessos como Morena Tropicana, Anunciação e La Belle Du Jour. Myrian Eduardo encerrou a noite com grandes sucessos da MPB. Na noite desta sexta (16) quem sobe no palco é o Gustavo Andrade Blues Band, seguido por Roberta Campos e Erasmo Carlos, que fecha a segunda noite do festival. 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Tropa embarca para reforçar a segurança durante o Festival de Inverno

Um Centro Integrado de Segurança será montado na cidade de Pedro II durante a 14ª Edição do Festival de Inverno que acontece a partir de hoje (15) até o próximo dia 18. A tropa- formada pelo Corpo de Bombeirose e Polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal- já embarcou para o interior do Estado. 

"Nosso objetivo é reforçar o policiamento em toda aquela região em virtude do Festival de Inverno. Para isso, vamos integrar todas as forças de Segurança do Estado e fazer frente a questões relacionadas a furtos, roubos e outros tipos de crimes contra o patrimônio e contra a vida", disse o subcomandante geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho.

O secretário de Segurança Pública do Estado, Fábio Abreu,   reforça que serão realizadas ações de ostensividade e Inteligência em toda a região."Queremos proporcionar tranquilidade às pessoas que são de Pedro II e também de outra região", destaca.

O Corpo de Bombeiros levará equipes para a necessidade de resgate e primeiros socorros, com duas viaturas preparadas para atender a demanda do público.A Polícia Civil, sob o coordenação do delegado Everton Férrer, gerente de Polícia do Interior, reforçará a Delegacia de Pedro II, compondo a Delegacia Móvel.Equipes da Polinter, Delegacia de Homicídios, Delegacia da Mulher, Perícia também estarão na cidade durante o Festival de Inverno.


Da Redação 
redacao@cidadeverde.com

Morro do Gritador é alvo de vandalismo às vésperas do Festival de Inverno

  • 02d3e02e-8435-4976-92c4-f5f74ad5b166.jpg
  • 254e5075-9570-4d03-a854-21722c015411.jpg
  • 27308863-deee-403c-bfd0-c7b0f9f287bf.jpg
  • ceeb0ee4-96ef-4626-a5e0-51a477f7b8e3.jpg
  • d519f879-dc9a-4f9f-9794-eac102723bf9.jpg
  • db5a91dc-edc4-4e53-8b40-dc6a0350d29d.jpg
  • morro.jpg

Um dos principais pontos turísticos de Pedro II (a 200 km de Teresina), durante o Festival de Inverno que começa amanhã, o Morro do Gritador foi alvo de roubo e vandalismo no início da madrugada desta quarta-feira(14). Além de quebrarem as lojas e a iluminação do local, os assaltantes atiraram nas portas para intimidar o vigilante. 

De acordo com a Polícia Civil, o fato aconteceu por volta da meia-noite. “O vigilante foi rendido, colocaram ele com o rosto no chão e depredaram lâmpadas, banheiro, atiraram nas portas e quebraram fios. Ele não soube precisar quantos eram, mas disse que eram muitos, uns cinco pelo menos”, afirmou um dos investigadores, que não quis ser identificado. 

Os proprietários das lojas foram até a delegacia da cidade para registrarem queixa. Alguns objetos foram levados e pertences pessoais do vigilante como colar e celular também. 

A polícia disse que já tem uma linha de investigação, mas preferiu não revelar. A equipe de investigação faz buscas pelos suspeitos. 

Aberto ao público 

O prefeito da cidade, Alvimar Martins, informou que já tomou as providências cabíveis para deixar o local no ponto para receber os turistas a partir desta quinta-feira(15), quando inicia mais uma edição do Festival de Inverno. 

“As atitudes já foram tomadas, já mandamos restabelecer a energia, consertar o que foi quebrado e reforçamos a segurança em todas as praças, de forma que estará tudo pronto para amanhã”, declarou o prefeito, que disse ainda que também foi realizar um Boletim de Ocorrência.


Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Detran leva educação de trânsito ao Festival de Inverno de Pedro II

A 14ª edição do Festival de Inverno de Pedro II inicia nesta quinta-feira (15), evento que reúne arte, cultura, gastronomia, turismo, artesanato e música. A Escola Piauiense de Trânsito (EPT), do Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI), programou uma série de ações que iniciam antes mesmo da abertura oficial do evento.

Nesta terça-feira (13), os educadores da escola realizam ação de boas-vindas aos visitantes. Com faixa contendo mensagens educacionais e distribuindo panfletos com dicas de boas condutas no trânsito, os técnicos irão abordar os turistas sensibilizando-os e alertando sobre a perigosa combinação de álcool e direção, o risco da condução de veículos sem o uso dos equipamentos de proteção e o excesso de velocidade permitido nas vias.

De acordo com Jeovanna Moura, diretora da EPT, as ações visam engrandecer ainda mais o evento. "O Festival de Inverno já faz parte do calendário do Detran e sempre nos fazemos presente, porque entendemos que um evento dessa magnitude não combina com acidentes ou mortes no trânsito e, esse é intuito das nossas ações de educação, conscientizar os condutores de que preservar a vida é a melhor alternativa", pontua Jeovanna.

A equipe ainda realiza blitzen de educação em pontos estratégicos da cidade, também visitam os comércios e aos estantes do festival, além de pontos turísticos da cidade como Mirante do Gritador, levando sempre uma mensagem de prudência e paz no trânsito.

As ações serão realizadas em parceria com a Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (CIPTran), com o Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) e com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Fonte: Ccom

Exposição sobre Luiz Gonzaga acontece de 12 a 18 de junho em Pedro II

A Prefeitura de Pedro II, por meio das secretarias municipais de Cultura e Comunicação, promove, entre os dias 12 e 18 de junho, a “Expozaga”, exposição itinerante “Luiz Gonzaga na Terra da Luz”. O evento, que percorre todo o Brasil, também integrará a programação do Festival de Inverno de Pedro II.

A abertura da exposição acontece dia 12, às 19h, na Praça do Recanto, com os shows de Chaguinha e o Trio Bom Baião, Bel Lima e Ecore Nascimento. O acervo ficará disponibilizado para visitação do público no Memorial Tertuliano Brandão Filho.

“A exposição vem percorrendo as principais cidades do país e chega a Pedro II no dia dos namorados como um presente para a nossa cidade. Mas, mais do que isso, vem compor e abrilhantar ainda mais a programação do nosso Festival de Inverno. O objetivo é disseminar debates, exposições sobre o Rei do Baião e promover a preservação, manutenção e reconhecimento da identidade cultural do nordestino”, explica o prefeito Alvimar Martins.

Idealizada por Reginaldo Silva, presidente da Fundação Vovô Januário, criada pelo cantor, o evento contempla a realização de palestras de caráter educativo e cultural, exibições de objetos e roupas pessoais do Rei do Baião como gibão de couro, chapéus e óculos, além de fotografias, documentos, imagens em DVDs, artes plásticas e vídeos com imagens inéditas de Luiz Gonzaga e sua obra.

Fonte: Ascom

Desafio das Opalas reunirá ciclistas no Festival de Inverno de Pedro II

Acontece pela primeira vez em Pedro II o Desafio das Opalas. A região é uma das mais belas e propícias do Piauí para a prática dos esportes de aventura. O “Desafio das Opalas” chega em sua primeira edição, após aval da Confederação Brasileira de Ciclismo – CBC e da Federação de Ciclismo do Piauí, que homologaram a competição, valendo como ranking nacional de MTB na Classe XCM2 e também homologada para definir, de forma inédita, os campeões piauienses da modalidades MTB Maratona. O evento acontecerá no dia 18 de junho, no encerramento da programação do Festival de Inverno de Pedro II, com patrocínio do Governo do Estado do Piauí e Secretaria de Turismo do Piauí – Setur, com o apoio do Sebrae-PI.

O incentivo aos atletas vem atraindo a participação de cerca de 200 competidores de vários estados. Além dos piauienses que vão pedalar pelo título de campeão piauiense de MTB maratona em suas respectivas categorias, haverá competidores lutando para pontuar no ranking da CBC. A FCP premiará os melhores com a divisão de R$ 11 mil em dinheiro, além de troféus. Os campeões de cada categoria também receberão uma camisa de campeão piauiense personalizada e uma jóia forjada em prata e opala, que é uma pedra típica da região de Pedro II.

O Desafio das Opalas tem por outro objetivo, além da prática do ciclismo na natureza, o de explorar as belas regiões naturais do Piauí, provando que o ecoturismo é saudável e fortalece o turismo de aventura.

As inscrições ainda estão abertas no site www.sprinta.com.br/fcp. Mais informações no Instagram @desafiodasopalas e pelo Facebook.

Da Redação
redacao@ciadeverde.com

 

Posts anteriores