Cidadeverde.com

Candidatos de Pedro II falam de propostas para as Eleições de 2016

A disputa em Pedro II promete esquentar o período eleitoral em 2016 a atual prefeita Neuma Café (PT) entra na disputa pela reeleição contra o ex-prefeito Alvimar Martins (PP), que pretende voltar a posição mais alta do executivo para modificar a gestão. O PV este ano lançou a candidatura de Roger Germano também para as eleições.

Neuma Café afirma que pretende continuar os trabalhos que desenvolve na área da saúde, que para ela, avançou em sua gestão. Infraestrutura é outro ponto citado, além de mobilidade urbana e outros investimentos. "Vamos focar numa gestão de continuar os avanços na Saúde, na Educação. A cidade estava acabada e agora investimos em estrada, abastecimento d'água e mobilidade urbana para abançar ainda mais na organização e modernização da cidade", pontuou aq prefeita.

Neuma abre seu comitê na próxima sexta-feira (26) e realiza o primeiro comício de sua campanha no sábado no Corredor da Folia de Pedro II.

O candidato Alvimar Martins, relata que entre os focos de sua gestão estão resgatar os investimentos em segurança pública, que para ele, está comprometida no município e fez várias críticas a atual gestão que para ele não tem sido satisfatória.

"Nós vamos abordar a questão de segurança pública, a cidade está passando por um momento difícil. As pessoas são assaltadas e o contingente policial é muito pequeno. Acredito que em torno de oito policial para 40 mil habitantes, além de outros setores como abastecimento e até mesmo investimentos que deixei que não foram solucionados", pontuou o candidato.

O Cidadeverde.com entrou em contato com o candidato do PV por telefone mas até o momento ele não foi localizado.

Rayldo Pereira
raylldopereira@cidadeverde.com

Defensoria pública da União leva juizado Itinerante para Pedro II

A Defensoria Pública da União participa do VIII Juizado Especial Federal Itinerante dos Juizados Especiais no município de Pedro II no Estado do Piauí realizado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, o qual abrangerá os jurisdicionados das cidades brasileiras, Buriti dos Montes, Capitão de Campos, Castelo do Piauí, Cocal de Telha, Domingos Mourão, Jatobá do Piauí, Juazeiro do Piauí, Lagoa de São Francisco, Milton Brandão, Piripiri, São Miguel do Tapuio e Sigefredo Pacheco.
 
O evento divide-se em duas fases:
 
I)                    ATERMAÇÃO E PERÍCIA – Período de 09 a 13 de maio de 2016

II)                  AUDIÊNCIAS – Período de 22 a 27 de agosto de 2016

 Ao longo da semana os atendimentos são realizados e a defensoria convoca a população a participar do atendimento.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Setre certifica 50 profissionais em Pedro II e Barra D' Alcântara

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Setre), certificou, nos municípios de Pedro II e Barra D’Alcântara, 50 novos profissionais que participaram do curso de construção civil do programa Setre nos Municípios. 

O projeto promove qualificação nas áreas de construção civil, embelezamento e corte e costura, em cursos ministrados em quatro caminhões itinerantes que percorrem todo o estado e contam com uma tecnologia de ponta e a estrutura necessária para realização das aulas teóricas e práticas.

Os cursos auxiliam as pessoas a se reinserirem no mercado de trabalho. O programa é realizado em comunidades carentes de diversos municípios no Piauí.

O secretário de Estado do Trabalho e Empreendedorismo, Gessivaldo Isaías, fala a respeito do sucesso do programa. “Fico grato de ver que o programa está mudando a vida das pessoas e realizando qualificações em todo o estado. Nosso objetivo é insistir no projeto e convencer as pessoas que não têm uma renda favorável para fazer nossos cursos. Assim, ajudamos a mudar a realidade das pessoas e da nossa economia também”, concluiu o gestor.

No curso de construção civil, os alunos receberam instruções sobre assentamento de tijolos, pilares de sustentação, enchimento de alicerce, noções de medidas e espaço, noções de hidráulica e elétrica, alvenaria e revestimento, segurança do trabalho, dentre outros assuntos. Após as aulas teóricas, os estudantes colocaram em prática tudo que aprenderam nas próprias residências da comunidade, onde eles erguem paredes, cômodos e até constroem casas, beneficiando também a população local. Paralelo ao curso, a Setre oferece todos os seus serviços, como a oferta de microcrédito, os serviços do Sine e a abertura de empresas. 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Bebê vítima de estupro em Pedro II tem alta após oito dias

Após oito dias, o bebê vítima de violência sexual no município de Pedro II deixou a maternidade Dona Evangelina Rosa, em Teresina. A criança de um ano e três meses havia sido submetida a procedimento cirúrgico para a reconstrução total da área genital e após ficar em observação teve alta hospitalar nesta segunda-feira (15). 

O bebê foi raptado de casa enquanto dormia e encontrado na manhã do último dia 07, em um matagal próximo à sua residência. A vítima apresentava hematomas na boca, olho e área genital. 

O suspeito de cometer os abusos sexuais- um adolescente de 17 anos- foi apreendido três dias após  o crime. A frieza do menor infrator revoltou moradores da cidade que, em um momento de fúria, depredaram e atearam fogo na delegacia de Pedro II, município distante 198 km de Teresina. O jovem foi transferido para Teresina onde permanece internado e cumpre medidas socioeducativas.

 

Matéria relacionadas

Vândalos que destruíram e atearam fogo em DP responderão criminalmente

"Bebê consegue sorrir e brincar", diz prefeita após visitar criança abusada

"Ele tomou banho e dormiu", diz delegado sobre suspeito de estuprar bebê

Polícia coleta material genético de suspeitos de crime contra bebê

Bebê passa por cirurgia de reconstrução do órgão genital, confirma médica

População invade delegacia após apreensão de menor suspeito de estuprar bebê de um ano

Bebê de um ano é retirada de casa enquanto dormia e é achada estuprada

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Guarda é flagrado furando pneus de carro de motorista e é exonerado

O guarda municipal da cidade de Pedro II (195 km de Teresina), Aldemir Barbosa, foi exonerado de sua função ainda no último sábado (13), por ter furado os pneus do carro de um morador do município. O ato foi flagrado em vídeo. Aldemir e o comandante da Guarda, Alan Arrais Sampaio, declaram que o ato foi um caso isolado. O rapaz teria tido um desentendimento pessoal com o proprietário do veículo. 

Em seu perfil pessoal no Facebook, Aldemir declarou que a situação estava tensa na cidade após a destruição da delegacia devido ao caso de estupro de um bebê. 

Na noite do aniversário de Pedro II, na sexta-feira (12), ele afirmou que ao chegar no local do evento os guardas e policiais começaram a ser vaiados e duas pessoas foram detidas pela PM com ajuda dos guardas e uma confusão teve início.  

"Com isso gerou revolta de amigos desses meliantes no qual um deles é dono do carro que eu furei os pneus, o mesmo começou a me ofender com palavras de baixo calão , e pra não agredir o mesmo acabei deixando a raiva tomar conta de mim e fiz esse ato com o carro desse rapaz, sou humano. Quem de vocês nunca errou?", questionou. 

Nas imagens gravadas por uma câmera de segurança e publicadas pelo site Piripiri Repórter, é possível ver o guarda se aproximando do pneu traseiro direito do carro, desferindo um golpe de faca e depois fazendo o mesmo no pneu dianteiro. 

O comandante da guarda, Alan, divulgou nota de esclarecimento e ao Cidadeverde.com destacou que Aldemir nunca havia tido qualquer problema no trabalho, era um excelente profissional, mas que devido à gravidade do fato ele precisou ser exonerado do cargo. 

"Ele foi exonerado, já não faz mais parte da equipe. Mas é importante dizer que foi um caso isolado, de caráter pessoal, que não tem nada a ver com questões políticas, foi algo entre o guarda e o proprietário do carro. Lamentamos muito, porque aquilo não define o caráter dos guardas, mas infelizmente ele estava fardado, em serviço", explicou.

Veja nota divulgada pela Guarda:

Com a finalidade de esclarecer o episódio recente que deu origem a procedimento policial e administrativo, durante a madrugada do dia 12 de Agosto, em que esteve envolvido um de nossos agentes, o comando da Guarda Civil Municipal de Pedro II vem a público informar:

Que após tomar ciência do ocorrido, imediatamente o comando da GCM, em concordância com o ordenamento jurídico vigente, e com os valores éticos e morais da nossa instituição, afastou de imediato das atividades do cargo ocupado pelo agente envolvido no lamentável episodio.

Entendemos que algumas versões já exploradas de forma inoportuna nas redes sociais e outros canais midiáticos, conduzem a opinião publica para o entendimento que pode ou não corresponder à verdade sobre os fatos e seus envolvidos.

A Guarda Civil Municipal de Pedro II, lamenta o episódio e informa que se trata de um fato isolado, não maculando a conduta e procedimentos da GCM, e por isso, todos os procedimentos cabíveis já foram tomados para apuração dos fatos e caso necessário aplicação das sanções cabíveis ao agente envolvido.

Allan Jonhson Arrais Sampaio
Comandante da Guarda Civil Municipal de Pedro II

Alan explicou ainda que o rapaz irá responder criminal e administrativamente. Junto à polícia, ele responderá pelo crime de danos materiais. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

Pedro II registra 20 denúncias de estupro por mês; garotos estão entre as vítimas

Em Pedro II, três dias após o crime bárbaro de estupro contra um bebê, mais um caso entrou para a estatística de crimes sexuais. Um dos pontos que também chama atenção é que garotos e pessoas com deficiência também estão entre as vítimas, além de meninas e mulheres. A delegada Camila Miranda conta que por mês recebe mais de 20 denúncias de abusos sexuais e alerta para a necessidade urgente da criação uma delegacia especializada de atendimento à mulher no município.

O caso mais recente ocorreu ontem (10) na zona rural de Pedro II. Uma menina de 10 anos de idade foi levada para uma casa abandonada e o crime só não foi consumado porque a esposa do suposto agressor- um idoso com mais de 60 anos e que não foi localizado- o flagrou. 

"A menina mora com a avó materna e o suposto agressor é vizinho. A criança relatou que estava sofrendo ameaças há certo tempo e que o autor dizia que se eles não mantivessem relação, a mataria. A menina disse que de tanta insistência, temia ser abusada por ele naquele dia e que o crime só não aconteceu porque a esposa dele chegou na hora", conta a titular da delegacia de Pedro II. 

"Faço uma comparação, por exemplo, com a cidade de Piripiri que fica bem próximo a Pedro II. Lá é bem maior, tem delegacia especializada e tem menos casos de estupro. Desde que assumi a delegacia, em maio de 2016, tenho percebido o alto índice de crimes de estupro. Os relatos de crimes desta natureza são diários, cerca de cinco por semana. Além de menores de idade do sexo feminino, os meninos também estão entre as vítimas além de portadores de alguma deficiência e têm a mobilidade reduzida", desabafa a delegada ressaltando ainda que, atualmente, há nove inquéritos na cidade contra estupro de vulneráveis. 

Camila Miranda ressalta que, infelizmente, muitos casos não são denunciados por medo dos agressores. 

"As vítimas têm medo e acham que a polícia não vai conseguir agir a tempo e vão ter que conviver com o agressor. Porém, a polícia tem conseguido dar uma resposta rápida", reitera. Sobre o caso do bebê, por exemplo, a delegada acrescenta que o inquérito será concluído nesta sexta-feira (12). O adolescente de 17 anos foi apreendido dois dias após o crime.

"O inquérito vai ser concluído amanhã e remetido à Justiça. Agimos com pressa para que a internação provisória do menor infrator se torne definitiva e ele fique internado pelo tempo máximo que é de  três anos", finaliza. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Vândalos que destruíram e atearam fogo em DP responderão criminalmente

  • 330a5ba6-f6b2-468f-8d83-84bb83a49ab6.jpg
  • pedro222.jpg
  • pedro9.jpg
  • pedro8.jpg
  • pedro7.jpg
  • pedro6.jpg
  • pedro5.jpg
  • pedro4.jpg
  • pedro3.jpg
  • pedro2.jpg

A Polícia Civil do Piauí vai identificar as pessoas que incendiaram e destruíram a delegacia da cidade de Pedro II, a 198 km de Teresina, em um ato de revolta diante do estupro de uma criança de 1 ano e a apreensão do suspeito. O espaço foi interditado e passará por uma reforma rápida e, enquanto isso, o atendimento será feito pela delegacia móvel. Os presos que foram soltos na manifestação já retornaram para as celas.

O fato aconteceu na noite desta terça-feira após a apreensão de um adolescente que teria confessado o estupro da criança. Populares revoltados queriam linchar o suspeito e o aguardavam na porta da delegacia, enquanto os policiais resolveram encaminhar o garoto para a cidade vizinha de Piripiri. Impacientes e revoltados, os vândalos invadiram a delegacia, quebraram parte da grade do muro, incendiaram e roubaram motos apreendidas, soltaram dois presos e, por pouco não atacaram os agentes que trabalhavam no local. 

De acordo com o delegado geral da Polícia Civil, Riedel Batista, serão analisadas as imagens gravadas pelos próprios populares e, com o auxílio de depoimento dos policiais e alguns civis, as pessoas que participaram do vandalismo vão responder criminalmente pela destruição do prédio. “Vamos coletar tudo para que seja feito um inquérito bem feito para que eles sejam realmente responsabilizados pelo ato”, reforça em entrevista à repórter Gorete Santos, no Jornal do Piauí.

Segundo a delegada Camila Miranda, titular da delegacia de Pedro II, apesar da quantidade de pessoas que aparecem nas imagens, apenas um grupo pequeno efetivamente participou de boa parte dos atos de vandalismo. “Na verdade, muita gente entrou, mas na verdade percebemos que o sentimento de quebrar e vandalismo eram de determinados grupos, que inclusive já estamos identificamos e eles serão devidamente responsabilizados pelos atos”, explica.

Equipes da Secretaria de Segurança devem chegar no início da tarde desta quarta-feira para avaliar os prejuízos e iniciar os reparos no espaço, que tem previsão de término na próxima segunda-feira, segundo a delegada Camila. Enquanto isso, um caminhão da Delegacia Móvel será encaminhado para a cidade e fará os atendimentos de ocorrências.

Segurança

A prefeita da cidade, Neuma Café, solicitou uma reunião emergencial com o secretário de segurança, Fábio Abreu no início da tarde desta quarta-feira (10), ocasião em que ela pediu um reforço na segurança no município, que além de ser polo turístico, fica localizado em zona de fronteira. A cidade atualmente conta com um efetivo de 15 policiais militares e, durante a manifestação da última terça-feira na qual a delegacia foi parcialmente destruída, apenas 2 militares e dois agentes estavam no local.

Apreensão de adolescente

O delegado Riedel Batista afirma que a apreensão do adolescente de 17 anos já foi determinada e ele deve ser mantido recluso por pelo menos 45 dias enquanto aguarda julgamento. O local onde ele cumprirá medidas socioeducativas não foi informado para a segurança do suspeito.  "Agora a fase é de conclusão das provas. Acarear mais provas para esse procedimento. Já foi feita a internação do menor, pelo prazo de 45 dias, que o juiz da comarca de Pedro II determinou de acordo com o requerimento da delegada Camila. Ele se encontra em Teresina e vai ser internado em alguma casa de atendimento de menor. Agora é aguardar o julgamento do mesmo. Um promotor vai se basear em todas as provas dentro do procedimento e após será feito um julgamento no prazo de 45 dias”, explica.


Diego Iglesias
Redacao@cidadeverde.com

"Bebê consegue sorrir e brincar", diz prefeita após visitar criança abusada


A prefeita de Pedro II, Neuma Café (PT), informou nesta quarta-feira (10) que o bebê que sofreu abuso sexual está com saúde estável e consegue “sorrir e brincar”. Neuma visitou a criança que está internada na maternidade Evangelina Rosa e pediu reunião de urgência no Palácio de Karnak.

Após reunião, o governo prometeu reforçar segurança na cidade por conta da invasão à delegacia quando da apreensão de um menor suspeito de estuprar a criança. 

Participaram da reunião os secretários Fábio Abreu (Segurança) e Merlong Solano (Governo). 

Neuma Café relatou que a criança está se recuperando bem e que apesar do que aconteceu, ela consegue sorrir e brincar. 

“Eu senti uma força interior muito grande vindo daquela criança que apesar de ter sofrido o que sofreu, está conseguindo sorrir ao brincar com uma boneca. Nós não sabemos os danos psicológicos que ela pode ter depois do ocorrido. Mas, o que eu senti é que ela vai suportar e se recuperar muito bem de tudo e lógico que nós vamos dar todo o apoio com assistência social e psicológico também à família para que os danos sejam os menores possíveis”, declarou a prefeita.

Reunião no Karnak

Nesta quarta(10), a prefeita participou de uma reunião no Palácio de Karnak, com o secretário de Governo, Merlong Solano, o secretário de Segurança, Fábio Abreu e o comandante da PM, coronel Carlos Augusto, que definiram estratégias de policiamento para garantir maior segurança em Pedro II.

Ficou definido que até o próximo mês serão enviados oito policiais militares para o município, sendo que um já foi deslocado. E também serão disponibilizados armamentos. 

O secretário de Governo, Merlong Solano, garantiu que o governo já está agilizando a reparação da delegacia da cidade, que foi praticamente destruída na noite de ontem, por populares revoltados com o caso.  Ele disse que vai destinar recursos para os reparos o mais breve possível. 

A vice-governadora, Margarete Coelho, reafirmou que toda a segurança do Estado vai se voltar para que esse crime, assim como o outros não fiquem impune. “Hoje nós não podemos evitar o estupro, mas podemos reforçar a segurança e também punir todos os culpados. Atualmente no Estado, não há nenhum estupro noticiado que não tenha sido solucionado, que os culpados não tenham sido encontrados e entregues à Justiça. Nesse caso de Pedro II, não será diferente”, ressaltou Margarete. 


Flash de Lyza Freitas
Redação Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com

"Ele tomou banho e dormiu", diz delegado sobre suspeito de estuprar bebê

  • 330a5ba6-f6b2-468f-8d83-84bb83a49ab6.jpg
  • pedro222.jpg
  • pedro9.jpg
  • pedro8.jpg
  • pedro7.jpg
  • pedro6.jpg
  • pedro5.jpg
  • pedro4.jpg
  • pedro3.jpg
  • pedro2.jpg

Com apenas 17 anos, o menor infrator apontado como o responsável por violentar sexualmente um bebê no município de Pedro II, acumula no histórico outras duas tentativas de estupro. O delegado Willame Moraes, gerente de policiamento no interior, acrescenta que o suspeito confessou o ato infracional com frieza na frente da mãe, promotor de Justiça, Conselho Tutelar e Polícia Civil. Em depoimento, ele disse também que após os abusos, jogou água na criança para limpar o sangue, foi para casa, tomou banhou e dormiu. 

"Há alguns dias do crime, ele tentou estuprar uma vizinha e no mesmo dia do estupro do bebê ele tentou invadir uma casa próximo ao trabalho dele, mas foi reconhecido. Em poucos dias, foram duas tentativas de estupro e um fato consumado. Ele contou com detalhes e confessou todo o delito de forma fria, não mostrou arrependimento. Ele disse que só teve medo após a prática do delito, pela gravidade do crime, disse que ficou com medo de que algo pudesse acontecer com ele. Então, foi até à sua residência, pegou uma garrafa de refrigerante, encheu com água, voltou ao local, limpou a criança e a colocou próximo a uma rua onde fica um matagal...retornou pra casa, tomou banho e foi dormir", disse Moraes. 

O menor de idade foi apreendido no fim da tarde desta terça-feira (09), um dia após prestar depoimento. O delegado explica também que já tinha ouvido a mãe do adolescente que tentou defender o filho. As contradições levaram a Polícia Civil à autoria do crime. 

"O histórico do menor e as contradições nos depoimentos dele e da mãe levou com que a gente retornasse na casa dele para conversar novamente com ele. Primeiro, a mãe disse que ele tinha chegado às 22h, mas ele chegou às 2h; Depois, ela disse que ele tinha bebido um copo de bebida, mas o filho havia ingerido 1L de vinho e que ele não tinha histórico relacionados a abuso e ele tinha. Ele não tendo como negar, confessou", disse o gerente de policiamento do interior. 

Em entrevista ao Notícia da Manhã, o delegado ressaltou a agilidade na elucidação do caso e repudiou a atitude da população, que ao saber da apreensão do menor, incendiou a delegacia de Pedro II e promoveu um verdadeiro 'quebra-quebra' no prédio. 

"Em dois dias o crime foi solucionado e como resposta a população invade nosso ambiente de trabalho, depreda, incendeia a delegacia, carro de agente de polícia foi depredado. Isso nos deixa muito triste. Compreendo muito bem a sensação da população, mas não posso aceitar de forma nenhuma essa forma de reconhecimento: a polícia elucida o fato e é punida", desabafa o delegado. Como parte da delegacia foi destruído, o prédio ficará fechado por alguns dias. 

O menor infrator trabalha em uma loja de construções, mas não estuda. O crime foi praticado atrás da casa do adolescente, que também fica próximo à residência onde ocorreu o rapto. Com a repercussão do caso, ele foi trazido para Teresina. 

 

Bebê permanece internado

O bebê vítima tem um ano e três meses e permanece internado. Ontem (09), a maternidade Dona Evangelina Rosa divulgou boletim médico informando que a criança se recupera bem, está fora de risco de morte e é acompanhada por equipe multidisciplinar. O bebê passou por cirurgia de reconstrução do órgão genital, devido à brutalidade da violência.  

 

Matérias relacionadas

População invade delegacia após apreensão de menor suspeito de estuprar bebê de um ano

Polícia coleta material genético de suspeitos de crime contra bebê

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Polícia coleta material genético de suspeitos de crime contra bebê

Atualizada às 12h41

O diretor técnico da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), Marcos Bittencourt, informou que criança de 1 ano e 3 meses, continua internada, recebendo cuidados de equipe multiprofissional e necessários para o caso. Ela passou por terapia para evitar possíveis complicações em decorrência da agressão sofrida. O médico disse ainda, em nota, que o estado de saúde é estável e ainda não há previsão de alta.

O delegado geral Riedel Batista destacou que o caso é prioridade para a Secretaria de Segurança e que, por isso, as equipes de investigação foram reforçadas. 

"A polícia atuou de imediato quando soube do caso e agora estamos enviando mais uma equipe no intuito de identificar o autor e prender o mais rápido possível. Estamos fazendo uma investigação cuidadosa, meticulosa e a prioridade da delegacia geral e da Secretaria de Segurança Pública é esse caso. Todas as medidas estão sendo tomadas, já fizemos coleta de material e não são só essas provas estão sendo produzidas, mas também estamos colhendo depoimentos que podem ajudar", disse. 

Ele evitou comentar sobre a hipótese de vingança como motivação para o crime, que chegou a ser apontada. "Quanto à motivação do crime, isso será esclarecido apenas ao final. A delegada responsável tem nossa total confiança e nossa prioridade é solucionar isso", disse. 

Atualizada às 10h

O delegado Regional de Piripiri, Jorge Terceiro, está em deslocamento para auxiliar as investigações do estupro contra o bebê de um ano e três meses em Pedro II ( 195 km de Teresina). Ele destacou que até o momento ninguém foi preso por suspeita de ter cometido o crime. 

Quem preside o inquérito é a delegada Camila Miranda, mas a partir de hoje ganhará reforço para agilizar na investigação. Serão mais três agentes no caso e novas viaturas para fazer as diligências. O crime ainda é uma incógnita. Parentes da criança estão sendo ouvidos. As amostras de DNA do bebê estuprado poderão ajudar a localizar o agressor. 

O bebê foi encontrado em um matagal no último domingo com sinais de violência sexual. O local do crime fica a uns 500 metros da casa da avó, onde dormia quando foi raptado do quarto quando dormia. Dez pessoas já foram ouvidas, entre os suspeitos estão parentes da criança. 

Nota

A direção da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) informa que criança de iniciais N.K.L.S, de 1 ano e 3 meses, continua internada, recebendo cuidados de equipe multiprofissional e necessários para o caso. Passou por terapia para evitar possíveis complicações em decorrência da agressão sofrida. Seu estado de saúde é estável. Ainda não há previsão de alta.

Dr. Marcos Bittencourt- diretor técnico MDER

Atualizada às 8h

A Polícia de Pedro II está colhendo material genético dos suspeitos de estuprar o bebê de um ano e três meses. Já foram ouvidas dez pessoas. A TV Cidade Verde falou com a avó da criança. Ela disse que não tem suspeitas de quem possa ter raptado a criança e praticado o crime. Em entrevista à TV ela conta que por volta das 2h, do último domingo (07), ainda ouviu o choro de outra neta- que dormia no mesmo cômodo e quando foi ao quarto, o bebê vítima não estava mais no local.

"Por volta de 2h, essa meninazinha (se referindo à outra neta) chorou...eu fui, entrei  e levantei o lençol. Cadê menina? a janela aberta. Então, fui na casa da minha irmã chamar ela. Meu sono é 'maneiro', mas nem eu e nem minha filha vimos nada. Não escutei nenhum barulho. Não suspeito de ninguém", disse a avó ressaltando ainda que ninguém da família tem envolvimento com drogas. 

Ao ser interrogada pelo sentimento diante do crime, a avó resume: "tem horas que não posso nem falar".

O bebê foi encontrado por volta das 7h30 de domingo, próximo à sua residência, no bairro Santa Fé, em um local frequentado por usuários de drogas. A criança estava apenas de camiseta e sem fraldas. Ela dormia no quarto com uma tia quando foi raptada. O suspeito arrombou a janela para levar o bebê.

O conselheiro tutelar da cidade conta que a vítima foi localizada cerca de 3 horas após o desaparecimento. 

"Recebemos a notícia do desaparecimento por volta das 4h e começamos a fazer diligências no bairro, a acordar as famílias para saber se alguém sabia do bebê.  Nossa ação foi tão rápida que por volta da 7h recebi uma ligação de que a criança tinha sido encontrada. Nos dirigimos até o local, verificamos que a criança estava bastante machucada e encaminhamos ao Hospital Josefina Getirana Neta", disse José Santos. 

A coordenadora do Serviço de Assistência às Vítimas de Violência Sexual (Samvvis), a médica Maria Castelo Branco, confirmou que a criança que sofreu abuso sexual e passou por uma cirurgia de reconstrução total da área genital. (Leia também: Bebê passa por cirurgia de reconstrução do órgão genital, confirma médica)

A delegada Camila Rodrigues, responsável pelo caso, ressalta que algumas pessoas foram ouvidas e que está sendo coletado material genético para ser comparado com o que foi encontrado no bebê. Pelo menos, 10 pessoas já foram ouvidas. 

"Durante todo o dia ouvimos várias pessoas que tiveram alguma relação com o fato...desde parentes, familiares à pessoas que se encontravam bebendo em um bar próximo à casa da vítima. Todas as informações estão sendo levantadas e todas as pessoas que possam ter alguma relação com o fato estão sendo chamadas para prestar esclarecimentos e sendo coletado material genético na mucosa bucal para ser feita a comparação genética com o material encontrado no corpo da menor", disse a titular da delegacia de Pedro II. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Posts anteriores