Cidadeverde.com

Chuva de dois dias faz chão ceder e invade casa do município de Picos

A chuva que caiu em Picos por dois dias seguidos deixou os moradores da região em pânico. Na manhã de ontem (20), por volta das 11h, as águas invadiram uma casa localizada na rua Santiago, Centro da cidade. 


A força da água foi maior porque a casa fica em uma rua mais baixa que as vias próximas. O morador da residência José Catarino de Oliveira informou que já pediu solução para o problema em outras gestões, mas nada foi feito. 


"O que aconteceu hoje na minha casa foi falta de ação do poder municipal, porque desde a administração passada que eu falava da necessidade de fazer um muro de sustentação para segurar a parte de cima do morro. As autoridades estão esperando acontecer o pior", disse.


Segundo José Catarino, caso a chuva persista, há grave risco de desmoronamento da residência localizada acima de sua casa. O vizinho, Fernando José dos Santos, informou que, por medo de perder seus pertences, já levou parte dos móveis para a casa da sogra. 


Fernando contou que no momento que a chuva invadiu a casa de Catarino foi possível ouvir o alto barulho da parede desabando. "Eu tive muito medo do chão engolir a minha casa. Eu moro aqui com minha esposa e mais duas filhas. Não quero ficar aqui, já estou procurando outra casa para alugar", disse. 


Assim como Fernando, Catarino também está a procura de uma casa para alugar.

Jordana Cury
Com informações e fotos da Folha Atual
jordanacury@cidadeverde.com

Após discussão, CNJ condena juiz de Picos à aposentadoria compulsória

O juiz João Borges de Sousa Filho, da comarca de Picos, foi aposentado compulsoriamente pela maioria dos votos do pleno do Conselho Nacional de Justiça nesta terça-feira(19). O pleno considerou que a atuação do magistrado era incompatível com seus deveres funcionais. 

Durante o julgamento do processo houve discussão entre o conselheiro Tourinho Neto e o presidente Joaquim Barbosa, que afirmou que existem conluios que são perniciosos. “Esse conluio entre juízes e advogados é o que mais pernicioso na nossa Justiça. Não estou dizendo que neste caso, tenha havido não. Mas, nós sabemos que tem decisões graciosas, condescendentes, absolutamente fora das regras”, destacou o presidente do CNJ, ministro Joaquim Barbosa.

O processo

O processo administrativo foi relatado pelo conselheiro Tourinho Neto. Ao apresentar o seu voto, o relator enumerou diversas irregularidades cometidas pelo juiz na condução de processos sob sua guarda. 

                 Gláucio Dettmar/Agência CNJ

 Em um dos casos, por exemplo, João Borges de Sousa Filho liberou R$ 139 mil em uma ação cautelar de arresto sem a devida caução, sem citação da parte e com documentos falsos incluídos nos autos. O magistrado não adotou qualquer medida para combater as irregularidades nem sequer oficiou ao Ministério Público, à Polícia ou à OAB. O relator Tourinho Neto classificou a atuação do magistrado como negligente e defendeu que fosse aplicada contra ele a pena de Advertência.

Entre outra sentença, o magistrado era acusado de ter concedido sentença de pagamento de cerca de R$ 1 milhão a uma pessoa que já haveria morrido.

O conselheiro José Lúcio Munhoz, por sua vez, inaugurou a divergência ao defender que o juiz, em função da gravidade de seus atos, fosse punido de forma mais severa, com a aposentadoria compulsória.

                 Fotos: Evelin Santos/Cidadeverde.com
 
“Foram cometidas falhas gravíssimas e de modo repetitivo, em três processos judiciais. Liberaram-se valores em elevadas quantias sem qualquer cuidado e sem observância dos requisitos legais. Diante de tantas falhas, custo acreditar que tenham sido fruto de mera negligência. E, mesmo que fosse negligência, a situação repetitiva e sem observância mínima dos requisitos legais já caracterizaria a circunstância como muito grave e, portanto, incompatível com as funções técnicas que se exige do magistrado”, afirmou Munhoz, sugerindo que houve favorecimento do juiz ao advogado ligado aos processos. 

Na sequência do julgamento, o voto divergente de Munhoz foi seguido pelos demais conselheiros, sendo vencido o relator Tourinho Neto.

O afastamento aconteceu no final de fevereiro pelo próprio CNJ. O juiz esteve no Cidadeverde.com para se defender. 

Aguarda decisão

O juiz João Borges disse que vai esperar ser comunicado pelo Tribunal de Justiça do Piauí, mas que não tem o que fazer a não ser acatar a decisão.  
 

Caroline Oliveira
Com informações Agência CNJ de Notícias
carolineoliveira@cidadeverde.com

Operação da PRF notifica 256 motoqueiros em Picos

A operação "Moto Vida" desempenhada pela Polícia Rodoviária Federal, com início na última sexta-feira (15), às 9h e encerramento ao meio dia deste domingo (17), registrou 526 notificações, segundo dados do Inspetor Benedito de Sousa Lima, delegado da 4ª Delegacia Regional de Polícia Rodoviária Federal de Picos.


Destas 526 notificações, cerca de 70% são pela ausência do uso de capacete pelos pilotos ou passageiros; 20% pela falta de licenciamento do veículo e 10% pela falta da CNH - Carteira Nacional de Habilitação. Nesta Operação, 49 motos foram apreendidas e um condutor foi encaminhado à Central de Flagrantes por conduzir veículo embriagado.

Participaram da operação, nove policiais de Teresina, três viaturas e quatro motos da PRF. De acordo com o Inspetor Benedito, operações como esta acontecerão novamente como intuito de coibir o transporte clandestino de passageiro, excesso de peso e além disso, recolher animais na pista.

Fonte: Folha Atual

Prefeito de Sussuapara nega ter sido barrado em Brasília

O prefeito do município de Sussuapara, advogado Edvardo Antônio da Rocha (PSDB), esclareceu que nunca foi barrado em Brasília por usar sapatos trocados.


O prefeito afirma que a utilização de sapatos de cores diferentes, o que lhe deu a alcunha de “Pé Trocado”, nunca lhe causou constrangimento algum, muito menos em eventos no Congresso Nacional ou Palácio do Planalto, até porque ele nunca pisou os pés em Brasília, capital federal, mesmo antes de assumir a Prefeitura de Sussuapara.

O prefeito lembrou que o uso dos sapatos de cores de diferentes impediu a sua participação em respeitada instituição secular e enraizada no mundo todo, também organizada na cidade de Picos, cuja indumentária das reuniões não permite o uso de dois sapatos diferentes. Ele, porém, em nenhum momento se sentiu constrangido ou desprestigiado com a negativa.


Como advogado, ele ressalta que o Inciso II do Artigo 5º da Constituição Federal assegura que “ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei”. Com isso, entende-se que não existe nenhuma proibição legal, para o uso de sapatos de cores diferentes.


Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Prefeito busca apoio para construção de Centro de Iniciação ao Esporte em Picos

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, recebeu na tarde desta quarta-feira (13.03) em seu gabinete o prefeito de Picos, no Piauí, Kleber Dantas Eulálio, acompanhado do deputado Osmar Júnior do PCdoB/PI. Eles pediram o apoio do Ministério do Esporte para inclusão da cidade no programa do governo federal que prevê a construção de Centros de Iniciação ao Esporte, utilizando recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II).


“O centro de iniciação esportiva é uma obra relevante para a cidade sul-piauiense de 73.417 habitantes, considerada cidade-modelo no estado. Queremos aproveitar esse momento oportuno que o Brasil está vivendo, às vésperas da Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas, para investirmos nessa área, hoje fundamental para manter os jovens longe das drogas e ter acesso a uma vida saudável”, afirmou o deputado Osmar Júnior. 

Segundo Kleber Eulálio, a estrutura esportiva de Picos se resume a um único estádio de futebol, com capacidade para 5 mil pessoas. “A construção de um ginásio poliesportivo no município seria uma grande conquista para a população, principalmente para os jovens picoenses, carentes de instalações esportivas”, ressaltou.


Eles buscaram apoio do Ministério para construção do Centro de Iniciação ao Esporte, obra que vai beneficiar todos os jovens da cidade, que hoje sofrem com a carência de instalações esportivas.

Motorista atropela motoqueiro, tenta fugir e colide com caminhão

O homem identificado como Paulo César Nunes Almeida ficou gravemente ferido após colidir frontalmente com um caminhão na noite desta terça-feira (12), em Picos. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o acidente ocorreu alguns metros após a vítima fugir sem prestar socorro ao atropelar um motociclista identificado como José Benildo Alves, que também ficou  gravemente ferido. 

                     Fotos: Riachaonet

De acordo com populares, com o impacto da colisão o motoqueiro foi arremessado  e ficou inconsciente por alguns minutos. A motocicleta ainda foi empurrada pelo veículo por mais de 100 metros de distância do local onde aconteceu o acidente.


"Durante a fuga,  Paulo César perdeu o controle e invadiu a pista contrária, colidindo frontalmente com um caminhão cargueiro que transitiva no sentido Teresina", conta o PRF Gunar. 

O  Samu e o  Corpo de Bombeiros foram acionados para resgatar as vítimas que foram encaminhadas ao  Hospital Regional Justino Luz. O motociclista, teve escoriações leves  e uma pancada na cabeça; o condutor do veículo ficou  preso às ferragens e com ferimentos mais graves.O motorista do caminhão saiu ileso.

Equipes da  Polícia Rodoviária e Polícia Militar estiveram no local para organizar o trânsito que ficou congestionado após o acidente. As causas das colisões ainda não foram confirmadas . "A equipe que estava no local não pôde constatar se ele estava ou não sob efeito de bebida alcoólica", finaliza Gunar.


Graciane Sousa (Especial para o Cidadeverde.com)
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações Riachaonet

Prefeito do PI usa sapatos com pés trocados e é impedido de participar de solenidades

O prefeito eleito em Sussuapara (região de Picos), Edvardo Rocha (PSDB), mais conhecido como "Pés Trocados" mostrou o motivo do apelido e defendeu que se trata de um "protesto" contra a realidade do país.


Em solenidade na APPM na manhã desta terça-feira (12), o prefeito apareceu de chapéu e calçando um sapato marrom e outro preto. Ele explicou, de forma pouco convincente, como é feito o protesto. 

"É uma questão de princípios. É como eu vejo a realidade do país. Para mim o Brasil anda com os pés trocados", argumentou. 


O gestor afirma que a manifestação já lhe colocou em saia justa. Ele disse que chegou a ser barrado em Brasília, quando convidado a participar de eventos no Congresso Nacional e Palácio do Planalto. Apesar disso, "Pé Trocado" garante que continuará com a "mania".

Com informações de Elivaldo Barbosa.

Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com

Homem tenta matar o assaltante que roubou sua mãe

Na noite desta sexta-feira (08), no centro de Picos foi registrada uma tentativa de homicídio. Francisco dos Santos Farias desferiu um golpe com uma barra de ferro na cabeça de um homem, identificado como Pedro Miro, que foi socorrido para o Hospital Regional Justino Luz.

O agressor foi preso pela Polícia Militar e conduzido para a Central de Flagrantes. Em seu depoimento, Francisco dos Santos confessou o crime e disse que Pedro Miro teria assaltado sua mãe pela manhã, e por isso, tentou mata-lo.

Segundo a polícia, os dois já têm ficha criminal. Informações preliminares do Hospital Regional Justino Luz apontam, que apesar do grave ferimento na cabeça, a vítima não corre risco de morrer. 

Fonte: Riachaonet

Motorista Pernambucano é preso pela PRF em posto de Picos

No início da tarde desta terça-feira (5), Policiais Rodoviários Federais de serviço no posto de Picos, prenderam um motorista de caminhão após apresentar a fiscalização  um documento furtado do Detran do Estado.


O motorista J.E.B.C, 37 anos, natural de Limoeiro/PE, dirigia um caminhão M. Benz, placa de Surubim/PE, transportando produtos de limpeza deste município para a cidade de Floriano/PI, quando foi parado pela PRF para fiscalização no Km 292 da rodovia BR 316

Após a consulta de rotina do documento apresentado, a Polícia constatou que ele havia sido furtado em dezembro de 2010 da Ciretran do município de Goiana/PE.


Ficou constatado, ainda, haver para o caminhão uma restrição administrativa anotada no Detran/PE, local de registro e licenciamento. Este tipo de restrição impede a liberação de documento atualizado, impossibilitando a circulação do veículo. Por esta razão, a polícia acredita no uso de alguma via ilícita para aquisição de um documento que permita o retorno das viagens do caminhão.

O motorista foi encaminhado à Central de Flagrantes da Polícia Civil em Picos para responsabilização criminal. O caminhão e a carga permanecem sob a custódia da PRF até que a empresa proprietária da carga possa adotar providências para a entrega no destino.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Vigilância Sanitária fiscaliza venda irregular de medicamentos

Os fiscais do Departamento de Vigilância sanitária de Picos estão mobilizados em uma ação sobre a restrição da venda de medicamentos em supermercados, armazéns, padarias, hotéis e similares desde a semana passada, a fim de notificar os estabelecimentos que comercializem os produtos. A lei prevê que medicamentos só podem ser vendidos em farmácias, drogarias e posto de medicamentos.


A presidente Dilma Rousseff vetou a venda de medicamentos nesses estabelecimentos comerciais em maio do ano passado, de acordo com o governo, a liberação de venda poderia estimular a automedicação e o uso indiscriminado, sendo prejudicial à saúde publica. 


De acordo com Rita de Cássia, coordenadora da Vigilância Sanitária de Picos em apenas uma semana de trabalho, varias caixas de medicamentos foram apreendidos e alguns estabelecimentos comerciais notificados. “Só hoje fomos em três estabelecimentos comerciais e foi apreendida uma grande quantidade de medicamentos e a tendência é apreendermos mais ainda, a maioria dos estabelecimentos comerciais que não tem autorização para vender, trabalham com a mercadoria”, ressalta.


A Coordenadora do Departamento da Vigilância sanitária alerta que os estabelecimentos não autorizados devem retirar os medicamentos de circulação. O não cumprimento desta determinação pode acarretar em multa, apreensão dos produtos e até cassação do alvará de funcionamento. 


“Os comerciantes tem que saber que a Vigilância Sanitária tem poder de policia, as vezes agente chega em um determinado comercio e as pessoas acham que a Vigilância Sanitária não é nada, então quando agente chega no comercio orientamos os donos dos estabelecimentos e apreendemos os medicamentos”. finaliza Rita de Cássia.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Posts anteriores