Colisão entre caminhão e veículo causa congestionamento na BR-316

Um acidente envolvendo um caminhão e um veículo de passeio provocou tumulto e congestionamento na rotária central do município de Picos, na manhã desta terça-feira, 14, por volta das 10h40.

                          Foto: Assis Santos/ Grandepicos

De acordo com testemunhas, o acidente ocorreu após Marcílio Manoel dos Santos, 49 anos, tentar uma ultrapassagem próximo à rotatória, quando foi surpreendido pelo caminhoneiro José Francisco Cunha, 60 anos. 

Ambos os condutores são habilitados e seguiam na mesma direção pela BR-316. A pesar do susto, ninguém fico ferido.

O acidente gerou um congestionamento de proporções medianas. O fluxo de veículos só foi restabelecido após a chegada da Polícia Rodoviária Federal (PRF).


Com informações Grandepicos
cidades@cidadeverde.com

Radiação: funcionários do raio-x se recusam a participar de cirurgias

As cirurgias ortopédicas do Hospital Regional Justino Luz, em Picos, podem ser suspensas em um prazo de 120 dias. A liminar foi requerida pelo Ministério Público do Trabalho no Piauí que alegou, entre outros pontos, a falta de medidas relacionadas à saúde e segurança dos funcionários do setor de radiologia, que estariam sendo submetidos à radiação, durante procedimentos de raio-x.


O diretor geral do hospital, José Ayrton Bezerra, explica que ainda não foi notificado oficialmente e que, diante das informações, alguns funcionários estão se recusando a participar das cirurgias. Segundo ele, a maioria das radiografias são realizadas através de um arco cirúrgico, equipamento de raio-x móvel, que não oferece risco durante o manuseio.

"O que falta é  informação e a população é quem está sendo prejudicada com a situação, pois alguns funcionários estão se recusando a participar das cirurgias. Para esse equipamento móvel não há necessidade de uma sala com revestimento, até por que o aparelho é levado a várias salas do hospital. Tudo está de acordo com o que prevê a portaria da Anvisa", explica José Ayrton. 

Segundo o diretor, Equipamentos de Proteção Individual (EPi's) como óculos, protetor de tireoide e aventais com revestimentos de chumbo são disponibilizados na unidade de saúde.  

Pela liminar, o Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Saúde, deve providenciar um plano alternativo e provisório de atendimento aos pacientes do setor de cirurgia ortopédica, como também expedir um laudo técnico expondo a situação do setor de radiologia na área de terapia semi-intensiva e no centro cirúrgico até o mês de fevereiro.

Caso não cumpra as determinações judiciais, o Governo do Estado do Piauí poderá ser responsabilizado com o pagamento de multas que pode chegar a R$ 100 mil. A condenação de R$ 1 milhão por dano moral coletivo, pedida pelo MPT-PI, deverá ser apreciada pela Justiça do Trabalho quando da expedição da sentença condenatória, que deverá sair em breve. 

"Além da condenação, o Hospital Regional Justino Luz ficará proibido de realizar serviços de necropsia e exames cadavéricos, típicos de um Instituto de Medicina Legal, que inexiste no município", complementa o procurador Carlos Henrique Pereira Leite, autor da ação civil pública.

No Hospital Regional Justino Luz são realizadas cerca de 150 cirurgias ortopédicas por mês.

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Migração de abelhas dobra produção de mel em toda a região de Picos

A produção de mel na macrorregião de Picos, no Sertão piauiense, mais que dobrou até dezembro do ano passado em relação a 2012. Até o último mês de novembro, a Casa Apis produziu cerca de 400 toneladas, enquanto que no ano passado, a produção só alcançou 165 toneladas de mel. Isso porque o Governo do Estado custeou a migração de abelhas para o Maranhão durante os cinco meses de seca.

Nesta época em que as floradas, que são alimento natural das abelhas estão se normalizando, aproximadamente cinco mil colmeias retornam da migração. Tanto a ida quanto a volta foi totalmente custeada pelo Governo do Piauí, medida que possibilitou a manutenção dos enxames e a continuidade da produção.

Foto:Paulo Barros


Em Santana do Piauí, município situado a 18 quilômetros de Picos, 550 enxames retornaram da cidade de Governador Nunes Frei, no Maranhão, no início deste mês. Para o apicultor Antonio José, que trabalha com mel há oito anos no município vizinho à Capital do Mel, a ação foi providencial e graças a isso provocou o aumento da produção.

“Foi uma medida boa que teve resultados muito bons. Hoje, a produção de mel só se torna um negócio rentável se fizer uma apicultura migratória durante o período de estiagem”, enfatiza Antonio José, que já está no segundo ano de migração dos enxames.

Ano passado, o produtor santanense perdeu 90% das colmeias por causa da seca que assolou a região. “Fiz a migração de forma particular, mas por causa dos altos custos, não pude levar todas as abelhas para outros estados do Nordeste, onde a florada estava normal. A ação é cara, muito cara, não dá para fazer sem ajuda”, realça Antonio José.

Sozinho, o apicultor chegava a produzir mais de 200 baldes de mel até 2010, quando o período chuvoso acontecia normalmente. Em 2012, a produção caiu para 140 baldes, período em que perdeu mais, por não ter alimento para as abelhas que permaneceram em Santana. Já este ano, a produção dele chegou a cerca de 430 baldes, graças às medidas de socorro à seca, providenciadas pelo Governo de agosto para cá.

O custeio total da migração foi com alimentação dos apicultores durante a migração, combustível, manutenção dos veículos, vestimenta de proteção e utensílios apícolas, locação de áreas para instalação de 80 apiários, hospedagem da equipe de apoio, locação de um trator para realizar vias de acesso aos apiários e locação de duas unidades de beneficiamento do mel.

Para o diretor-geral da Casa Apis, Antonio Leopoldino Dantas, a ação do Governo repercutirá em bons resultados na produção total de mel este ano, não só na região de Picos, mas em todo o Piauí, nos seus mais de 150 municípios produtores. Em 2012, a produção em todo o Estado caiu 75%, ficando em apenas 1.500 toneladas, enquanto que em 2011, a produção foi de 5.300 toneladas de mel.

Distribuição de mudas


Neste ano, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural distribuiu 200 mil mudas típicas da Caatinga, mas em extinção, que serão plantadas em áreas estratégicas para assegurar alimento para as abelhas nas próximas estiagens. O custo das mudas para o Governo foi de R$ 200 mil reais. “A distribuição deve ser concluída até maio de 2014, mas as consequências positivas serão para a vida toda”, realça o diretor-geral da Casa Apis.

Tanto a migração quanto a distribuição de mudas fazem parte de um projeto realizado pela Casa Apis, em parceria com o Governo do Estado e Banco Mundial, em um investimento de R$ 2,5 milhões, providenciais para salvar milhares de abelhas e assegurar a produção do mel em todo o Sertão piauiense.

“É em cima dessas fragilidades que nós temos que construir soluções concretas para superar. Desde sempre o governador apoia a causa do mel e o enfrentamento à estiagem, mas este ano, ele, de fato, vestiu a camisa, o que foi fundamental para a recuperação da produção”, finaliza.


redacao@cidadeverde.com

Prefeito sobre reunião com Wellington Dias: "Foi conversa de amigos"

Em meio às discussões sobre a formação de possíveis chapas majoritárias visando às eleições estaduais, o prefeito Kleber Eulálio (PMDB) garante que será transparente em suas decisões e que, caso a sigla tenha candidato ao Palácio de Karnak, seguirá o partido. 


Os rumores de que o prefeito de Picos poderia apoiar o PT surgiram após Eulálio se reunir com o senador petista Wellington Dias, no último final de semana. 
 
"Foi uma conversa de amigos. Mesmo com toda amizade, admiração e gratidão que tenho pelo Wellington Dias, eu votaria no candidato do PMDB. Somente isso. Não estou jogando pedra no senador. Sou amigo dele e vou continuar sendo", explica Eulálio.
 
O prefeito garante ainda que se posicionará, claramente, quando o cenário político for definido. "Se o meu partido tiver candidato eu voto e trabalho pelo candidato do meu partido”, finaliza Kléber Eulálio.


Com informações Jornaldepicos
cidades@cidadeverde.com

Assinado edital de licitação para o novo hospital de Picos

O secretário de saúde do Piauí, Ernani Maia, assinou no início da tarde desta segunda-feira (30), o edital de licitação do novo hospital regional de Picos. A concorrência que vai definir a empresa responsável pela obra acontece em fevereiro. A nova unidade de saúde terá área construída total de 13.500,00m², sendo um bloco com três pavimentos. São mais de 180 novos leitos de internação geral na região.


No térreo funcionará toda a parte administrativa do hospital, consultórios e salas cirúrgicas que contará ainda, dentre outros setores, com espaço para nutrição e dietética com capacidade para 1500 refeições, lavanderia, almoxarifados, vestiários, central de resíduos, três consultórios, um centro cirúrgico com quatro salas, parto cirúrgico (02 salas), UTI Adulto (10 leitos), UTI Neonatal (05 leitos), UTI Pediátrica (07 leitos), Internação Geral (36 leitos), Internação Obstétrica (18 leitos), sala de pré-parto, parto e pós-parto (04 unidades); Internação Pediátrica (16 leitos) e internação Lactente (05 leitos).

No 1º pavimento ficará localizado o auditório com espaço para 170 lugares, biblioteca, sala de aula (02 unidades), internação geral (92 leitos) e ambientes de apoio. No 2º pavimento também serão ofertados 92 leitos para internação geral.

O hospital será construído na BR 316, bairro Paraibinha, através do processo de licitação conhecido como Regime Diferenciado de Contratações (RDC). O RDC tem como objetivo ampliar a eficiência nas contratações públicas e competitividade.

Segundo Ernani Maia, o hospital será de alta e média complexidade e de referência para alunos de medicina, já que será um hospital-escola.  “Dentro de no máximo um ano e meio, após o início da obra, estaremos levando mais saúde e mais estrutura para Picos e toda a região. O novo hospital, além de desafogar os hospitais de Teresina, servirá para receber alunos de medicina, já que o curso já foi autorizado pelo MEC”, diz o gestor.

Ernani afirma que o hospital será uma unidade de saúde completamente moderna e com profissionais que possam oferecer uma saúde pública de melhor qualidade naquela região. “O novo hospital de Picos é resultado do planejamento que o governador Wilson Martinz fez desde o início de seu governo”, acrescenta Ernani.

Assim como o edital da Nova Maternidade, assinado na semana passada, o do hospital de Picos também atende as exigências dos órgãos de controle como Controladoria Geral do Estado (CGE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Tribunal de Contas da União (TCU).

Ainda de acordo com o secretário, em março deve ser lançado o edital do novo hospital regional de Floriano. “Pela primeira vez vemos o governo estadual se importar  em oferecer a população do interior uma local de saúde que tenha estrutura e que possa atender a contento aquela população do interior”, finaliza.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Picos registra diminuição de 40% no número de homicídios

O município de Picos (306 km de Teresina) registrou diminuição de 40% do número de homicídios em 2013, é o que revela levantamento da Polícia Civil. O delegado Tales Moura Gomes destacou que os crimes de pistolagem, que eram comuns na região, não são mais realidade no município.

Delegado Tales Gomes

"A prisão dos integrantes do grupo que executou o empresário Epaminondas Feitosa implicou na desarticulação da organização criminosa voltada para os crimes de pistolagem. Por isso, esse tipo de ação deixou de ser prática na cidade", explicou o delegado, ao Cidadeverde.com.

O levantamento contabiliza 15 mortes no ano de 2012 (entre homicídios e latrocínios) e nove mortes em 2013, representando diminuição de 40%.

Epaminondas Feitosa

"Casos de grande repercussão como o do açougueiro Pedro Sabimo e de Epaminondas foram elucidados, mas os trabalhos continuam no sentido de prender os demais integrantes da organização autora da execução do empresário. Com isso outros crimes serão elucidados", declarou Tales Gomes.

Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com

Assinado edital de licitação para o novo hospital de Picos

O secretário de saúde do Piauí, Ernani Maia, assinou no início da tarde desta segunda-feira (30), o edital de licitação do novo hospital regional de Picos. A concorrência que vai definir a empresa responsável pela obra acontece em fevereiro. A nova unidade de saúde terá área construída total de 13.500,00m², sendo um bloco com três pavimentos. São mais de 180 novos leitos de internação geral na região.


No térreo funcionará toda a parte administrativa do hospital, consultórios e salas cirúrgicas que contará ainda, dentre outros setores, com espaço para nutrição e dietética com capacidade para 1500 refeições, lavanderia, almoxarifados, vestiários, central de resíduos, três consultórios, um centro cirúrgico com quatro salas, parto cirúrgico (02 salas), UTI Adulto (10 leitos), UTI Neonatal (05 leitos), UTI Pediátrica (07 leitos), Internação Geral (36 leitos), Internação Obstétrica (18 leitos), sala de pré-parto, parto e pós-parto (04 unidades); Internação Pediátrica (16 leitos) e internação Lactente (05 leitos).

No 1º pavimento ficará localizado o auditório com espaço para 170 lugares, biblioteca, sala de aula (02 unidades), internação geral (92 leitos) e ambientes de apoio. No 2º pavimento também serão ofertados 92 leitos para internação geral.

O hospital será construído na BR 316, bairro Paraibinha, através do processo de licitação conhecido como Regime Diferenciado de Contratações (RDC). O RDC tem como objetivo ampliar a eficiência nas contratações públicas e competitividade.

Segundo Ernani Maia, o hospital será de alta e média complexidade e de referência para alunos de medicina, já que será um hospital-escola.  “Dentro de no máximo um ano e meio, após o início da obra, estaremos levando mais saúde e mais estrutura para Picos e toda a região. O novo hospital, além de desafogar os hospitais de Teresina, servirá para receber alunos de medicina, já que o curso já foi autorizado pelo MEC”, diz o gestor.

Ernani afirma que o hospital será uma unidade de saúde completamente moderna e com profissionais que possam oferecer uma saúde pública de melhor qualidade naquela região. “O novo hospital de Picos é resultado do planejamento que o governador Wilson Martinz fez desde o início de seu governo”, acrescenta Ernani.

Assim como o edital da Nova Maternidade, assinado na semana passada, o do hospital de Picos também atende as exigências dos órgãos de controle como Controladoria Geral do Estado (CGE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Tribunal de Contas da União (TCU).

Ainda de acordo com o secretário, em março deve ser lançado o edital do novo hospital regional de Floriano. “Pela primeira vez vemos o governo estadual se importar  em oferecer a população do interior uma local de saúde que tenha estrutura e que possa atender a contento aquela população do interior”, finaliza.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com


Padre de Simões sofre acidente após colidir com jumento na BR 316

O Padre Francidilso Silva, vigário da paróquia do município de Simões foi vítima de um acidente automobilístico na BR 316 próximo ao Povoado Cabaceira, em Francisco Macedo. Ele retornava da cidade de Picos e seguia com destino a Simões quando um jumento invadiu a pista por volta das 18:30 min desta sexta-feira (27).

Fotos: FMNews

O veículo S10 Rodeio placa OEB-3215 de Picos, pertence a Paroquia de São Simão e ficou com a dianteira totalmente destruída.  Segundo o condutor do veículo, Simão Lucas Santos de Carvalho, o animal invadiu a pista no momento que vinha um caminhão no sentido contrário. 

Sem chances de desviar, o veículo acabou colidindo frontalmente com o animal que foi arremessado para fora da pista.


O Padre Francidilso Silva do Nascimento teve escoriações leves e foi levado para o Hospital Regional Justino Luz em Picos onde passa por exames mais detalhados. Já o motorista Simão Lucas saiu ileso do acidente.


Rayldo Pereira
Com infromações de FMNews
rayldopereira@cidadeverde.com


Cerca de 100 famílias vivem em áreas de risco e temem desabamento

A área do Morro da AABB, no município de Picos, está sendo vistoriada por equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros. Com o período chuvoso, aumentam os riscos de deslizamento de terra e, a pesar de não existir residências nas imediações, as autoridades temem que algum morador da região seja atingido com um eventual desabamento.

“Sugerimos que sejam instaladas placas de advertência para alertar populares do risco. A prefeitura já iniciou um trabalho de recuperação para evitar que a situação se agrave”,disse a capitã Ana Cleia, comandante do Corpo de Bombeiros de Picos.  

                    Fotos: Grandepicos

A preocupação com áreas de riscos não está apenas no Morro da AABB. No outro extremo da cidade – cercada por morros em todas as direções – a ocupação do Morro da Mariana também preocupa autoridades.  Para o coordenador da Defesa Civil, Oliveiro Luz, as construções irregulares causam um risco agravado pela falta de planejamento urbano. 

No bairro Paroquial, a situação se repete e até mesmo o acesso às residências é difícil, sendo realizado apenas por vielas e becos abertos pela própria população.

A Defesa Civil não sabe o número exato, mas acredita que pelo menos 100 famílias estão vivendo em áreas de risco como nos bairros São José, São Vicente, Boa Vista, Paroquial, Morro da Mariana e Morada do Sol. “São moradias que podem desabar a qualquer momento”, disse Oliveiro.

Temendo deslizamentos no período chuvoso, alguns moradores já abandonaram as casas e reclamam da falta de resolutividade para o problema. 

“O problema se estende há muitos anos e nunca aparece ninguém para arrumar. Tive que abandonar a casa pois sempre que chovia desciam pedras, lixo e aterro", disse a aposentada Francisca Pereira Nunes, 63 anos. 


Outra vítima da invasão urbana sobre os morros é Maria Francisca da Silva, 37 anos. A casa de taipa em que ela vivia com a família, na rua Bahia II, bairro Paroquial, desmoronou parcialmente após uma chuva em 2012. 


“Me orientaram a derrubar o que sobrou e prometeram reconstruir minha casa. Moro de aluguel, mas já me pediram essa casa. Estou no meio da rua. Tenho três filhos e não tenho para onde ir. Por enquanto, vivo na casa de um irmão", lamenta a dona de casa.

A Defesa Civil de Picos informou que já solicitou recursos financeiros e apoio técnico ao Estado e também ao Governo Federal na tentativa de impedir tragédias. Segundo Oliveiro, muitas famílias já estão morando, provisoriamente, em casas alugadas pela prefeitura de Picos.


Com informações Grandepicos
cidades@cidadeverde.com

Atropelamento mata dois jovens em rodovia entre Picos e Santana do Piauí

Dois jovens morreram e outros dois ficaram feridos após serem atropelados na PI 375 que liga Santana do Piauí, a Picos. O acidente ocorreu na manhã desta quarta-feira (25), na via entre a Av. Titico Barbosa, que dá acesso ao conjunto habitacional Luiza Gomes de Medeiros, e o cemitério São Pedro de Alcântara.

De acordo com informações do Hospital Regional Justino Luz, o jovem identificado até o momento apenas como Washington, de 19 anos, morreu no local, enquanto o outro, identificado como Felipe Barros Ribeiro, chegou a ser atendido no hospital, mas não resistiu a forte pancada na cabeça, teve traumatismo craniano e em seguida morte cerebral. Ainda segundo o hospital, um dos feridos permanece na clínica de urgência, mas seu estado é estável.

Foto: Santana Hoje

Moradores da região informaram a um portal local, que os jovens voltavam de uma festa e caminhavam pela rodovia em direção a Picos, quando foram atingidos por um carro modelo Gol, de cor preta e placa não identificada, que trafegava na rodovia em direção ao município. O motorista não prestou socorro as vítimas e fugiu sem ser identificado.



Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Posts anteriores