Cidadeverde.com

Concurso em Pimenteiras com salários até R$ 2,8 mil; inscrições vão até dia 22

A prefeitura de Pimenteiras, 252 quilômetros ao Sul de Teresina (PI), abriu inscrições de concurso público com 70 vagas e salários que vão de R$ 937 a R$ 2,8 mil. O prazo para ingressar no certame termina no dia 22 de maio.

Os menores salários são para vigias, motoristas, agentes de limpeza e outros cargos que exigem pelo menos o Ensino Fundamental completo ou incompleto. Os maiores vencimentos são para médicos da estratégia Saúde da Família e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), que deverão ganhar R$ 2,8 mil mais gratificação. 

Os portadores de necessidades especiais terão direito a 5% das vagas e deverão enviar laudo médico até o dia 19 de maio para efetivarem sua inscrição.

As provas serão aplicadas no dia 11 de junho, sendo pela manhã para os candidatos de nível médio e à tarde para os que postulam vagas nos cargos de nível superior. A previsão é de que o resultado final seja divulgado até o dia 11 de agosto. 
 
As inscrições podem ser feitas pelo site www.institutolegatus.com.br. Clique aqui e acesse o edital

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Venicio do Ó vence em Pimenteiras com 55% dos votos

O petebista Venicio do Ó foi eleito prefeito de Pimenteiras com 55,25% dos votos válidos. Ele disputou o pleito com Dr Arraes, que obteve 44,75%. 

Em números, Venicio teve 4.175 votos contra 3.381 de Dr Arraes.

Os votos brancos somaram 0,62%, nulos 4,15%. A abstenção chegou a 17,02%.

Dois candidatos disputarão a prefeitura de Pimenteiras

Dois candidatos disputam as eleições ao cargo majoritário em Pimenteiras, município distante 252 km de Teresina. Os atuais gestores Venício do Ó e Lúcia Larcerda, ambos do PTB, são candidatos à reeleição como prefeito e vice-prefeito, respectivamente. 

Prefeito Venício do Ó é candidato à reeleição

"O trabalho foi realizado e os indicadores mostram que Pimenteiras avançou e muito nessa gestão, por isso o desejo de continuar à frente do Executivo Municipal", disse o candidato à reeleição. A coligação encabeçada por Venício do Ó é formada por 14 partidos. 

A outra chapa é encabeçada pelo peemedebista Francisco Antão Arraes De Carvalho, apoiado pelo ex-prefeito de Pimenteiras Raimundo Nonato Marreiros.

 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Cofre pesado obriga bandidos a abandonarem carro após roubo

Criminosos invadiram a agência dos Correios de Pimenteiras, a 252 km de Teresina, e fugiram levando o cofre. O furto qualificado ocorreu na madrugada desta terça-feira (02) e durante a fuga os bandidos abandonaram o veículo modelo Astra, cor prata, placa DDM 3652, com licenciamento de Teresina-PI. 

De acordo com o comandante da 2ª Cia do 4º BPM de Picos, capitão Antônio Santos, pelo menos quatro homens participaram da ação criminosa e a suspeita é que o veículo tenha apresentado problemas por não suportar o peso do cofre.

"Eles fugiram em alta velocidade e acabaram batendo o protetor de carter e o carro começou a vazar óleo e eles o abandonaram, tiraram o cofre do porta-malas e fugiram a pé. Acreditamos que não tinha ninguém dando apoio a eles. Já encontramos rastros na mata e algumas peças de roupa. Só não entendemos como eles conseguiram fugir com um cofre tão pesado", disse o capitão Santos. 

O carro foi abandonado no assentamento Malhada Grande, zona rural de Pimenteiras. Equipes da Polícia Militar continuam em diligência na região. A quantia em dinheiro roubada não foi divulgada. A agência dos Correios permanece isolada. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Suspeito resgata comparsa de cadeia no Piauí, mas acaba preso

Suspeitos de envolvimentos em crimes estão cada vez mais audaciosos. No município de Pimenteiras, a 252 km de Teresina, um jovem arrebentou cadeados, quebrou a vidraça de uma porta e revirou parte da mobília do Grupamento de Polícia Militar da cidade para resgatar o amigo que havia acabado de ser preso. O caso ocorreu na madrugada de sábado (21). 

          Fotos: Polícia Militar de Valença

Os suspeitos foram identificados como Francisco das Chagas Ferreira Filho e Maycon Braulhe Cirilo Vital. De acordo com o capitão Antônio Santos, comandante da Companhia da PM de Valença, os dois portavam uma arma branca e estavam causando tumulto em uma casa de shows.

"Os dois são amigos. O Francisco foi detido primeiro e levado para a sede do GPM. Então, os policiais voltaram para tentar capturar o Maycon na festa, mas ele observava tudo e aproveitou que a equipe tinha saído e deixado o preso sozinho para invadir o GPM e resgatar o amigo", explica o capitão Santos. 

O comandante conta ainda que a sede do Grupamento de Polícia Militar não abriga preso e que Francisco das Chagas estava no local provisoriamente. "Ele ia ficar no GPM até o outro suspeito ser localizado. O local não tem estrutura para abrigar presos e sempre os levamos para a delegacia de Valença, distante 42 km de Pimenteiras", reitera. 

Após o resgate, os dois empreenderam fuga, mas o plano não deu certo e eles foram presos. De acordo com a PM, Francisco e Maycon seriam usuários de drogas e já têm passagens pela delegacia por provocarem confusões em locais públicos. Antes de serem levados para a delegacia de Valença, os suspeitos foram encaminhados ao hospital, porque um sofreu um profundo corte na perna ao quebrar a vidraça da porta. 

Os dois devem responder por dano qualificado e porte ilegal de arma branca. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Passageiros são feitos reféns e obrigados a arrombar banco em tentativa de assalto

  • content_Agencia_do_Bradesco_do_Pimenteiras__Piau_1.jpg Portal V1
  • bancopimenta.jpg Portal V1
  • banco_piemnta1.jpg Portal V1
  • bancopimenta1.jpg Portal V1

Bandidos que tentaram explodir o posto de atendimento do Bradesco, na cidade de Pimenteiras, a 252 km de Teresina, foram surpreendidos por policiais militares que conseguiram abortar o assalto ao banco. Durante a ação criminosa, que ocorreu por volta das 2h30, desta quarta-feira (18), os bandidos fizeram cerca de 10 pessoas reféns. As vítimas foram obrigadas a ajudar o grupo a arrombar a porta e o caixa eletrônico bancários. 

Cerca de cinco homens participaram da tentativa de assalto. Os reféns eram passageiros de um microonibus, que estavam em frente ao Bradesco, prestes a embarcar para Teresina. 

"Como o caixa eletrônico tinha sido abastecido durante o dia, a PM estava fazendo o que chama de operação "Corujão", que é o policiamento reforçado de meia-noite às 5h. Os bandidos não contavam com isso e acabaram sendo surpreendidos pelos policiais. O ponto de ônibus onde estava as pessoas que foram feitas reféns, fica na frente do banco. Então, eles foram lá, pegaram todo mundo e deram alavanca e marreta e outras ferramentas para os próprios réfens ajudarem a arrombar o portão de ferro e a porta de vidro do banco. O motorista do microonibus foi obrigado a estacionar o veículo na porta do Bradesco para dificultar a visualização da PM", disse o capitão Aantonio dos Santos Neto, comandante da 2ª Cia do 4º BPM. 

A ação dos bandidos durou cerca de 30 minutos. Ao perceber a a aproximação dos policiais, um dos reféns foi mantido como 'escudo humano'. Os suspeitos entraram em confronto com a PM e efetuaram vários disparos, alguns atingiram a sede do GPM.

"A gente não revidou porque eles estavam com reféns, então, eles pediram para os policiais se renderem e entregarem as armas, mas a equipe não cedeu, mas também não revidou os disparos. Como eles estavam em situação desfavorável, disseram para a polícia recuar e isso foi feito, pois nossa missão era preservar a vida dos reféns", acrescenta o comandante. 

O capitão disse ainda que os criminosos se dividiram na fuga: alguns foram com reféns no microonibus e outros em duas motocicletas. "Na fuga deixaram mochilas e explosivos que não foram acionados porque não deu tempo. Os reféns foram liberados na saída da cidade, no povoado Curral de Pedra. Todos estão bem", acrecenta.

As polícias Militar e Civil do Piauí e da cidade de Parambu-CE estão em diligência na região. Equipes do Greco e o Bope também foram acionadas. A perícia está sendo aguardada no local. 

A investida contra o posto de atendimento do Bradesco ocorre oito meses após ação criminosa no mesmo local. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Dupla tenta explodir terminal bancário em Pimenteiras, mas dinamite falha

Uma dupla tentou explodir a agência do Banco do Brasil de Pimenteiras (252 Km de Teresina), na madrugada desta quinta-feira (10). De acordo com a Polícia Militar da cidade, os homens usaram uma alavanca para invadir o terminal e dinamite para explodir o caixa. 

O cabo Orlando Veloso informou que a polícia foi acionada pouco após a meia noite, por moradores que viram a movimentação nas proximidades do terminal bancário. O local, contudo, não é abastecido com dinheiro. 

"Dois homens chegaram de moto, com mochilas e um deles estava armado com uma pistola. Eles usaram a alavanca para entrar e colocaram a dinamite no caixa, mas não tem dinheiro porque lá é apenas ponto para retirada de extrato e consulta de saldo, não faz saque", informou o policial. 

Além disso, a dinamite falhou quando os homens tentaram explodir o ponto. Ainda não há suspeitas de para onde os homens fugiram, já que a cidade possui várias saídas. 

O terminal está interditado e não poderá ser utilizado pela população pelos próximos dias. Um outro caixa está disponível na agência dos Correios de Pimenteiras e há uma agência na cidade de Valença, a 41 Km de distância. 

 

Maria Romero
redacao@cidaverde.com 

Juíza julga improcedente AIJE contra prefeito de Pimenteiras

A juíza eleitoral da 55ª Zona Eleitoral (Pimenteiras), Drª Mariana Marinho Machado julgou improcedente nesta quarta-feira (06), recurso impetrado pela Coligação Nação Pimenteiras e Ministério Publico Eleitoral contra o prefeito Venicio do Ó e sua vice Lucia Lacerda referente à eleição de 2012. A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) acusava o prefeito e a vice de captação ilícita de sufrágio durante o pleito eleitoral e pedia a cassação dos mesmos. 

A coligação Nação Pimenteiras liderada pelo candidato derrotado Jefferson Marreiros apresentou uma gravação tentando incriminar o prefeito e sua vice, num entanto a magistrada considerou a gravação ilícita julgando improcedente.
 
“Ante o exposto, com arrimo no disposto na Lei Complementar nº 64/90, especialmente em seu art. 22, julgo improcedente o pleito formulado na inicial e, conseqüentemente, procedo à extinção do processo com resolução do mérito, na forma do art. 269, inciso I, do Código de Processo Civil” disse. 

A prefeita em exercício Lucia Lacerda comentou a decisão. “Foi feita justiça, sabíamos de nossa inocência e a Justiça Eleitoral confirmou que nossa campanha foi licita” comemorou. O prefeito Venicio do Ó parabenizou a Justiça Eleitoral pela decisão que segundo ele, "soube entender a verdade dos fatos".     

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Obras de calçamento beneficia moradores da zona rural

Moradores da comunidade Veneza II, zona rural de Pimenteiras, estão sendo contemplados com obras de pavimentação poliédrica. Ao todo estão sendo construídos mais de dois mil metros de calçamento, recursos de emenda parlamentar do deputado federal Paes Landim.

“É uma obra que beneficia a mobilidade, facilita a escoação da produção e contribui para a melhoria da qualidade de vida da população. Estamos felizes porque é mais uma etapa vencida pela gestão na realização de obras desse porte que traz dignidade e melhoria de vida aos moradores”, disse o prefeito Venicio do Ó. 

O secretário de Governo, Alex Lacerda, também ressaltou a importância da obra para os moradores da zona rural.

“A alegria dos moradores está estampada no rosto de cada um. Eles estão satisfeitos com a obra que se junta a outras já realizadas na comunidade como a melhoria da estrada e a cobertura da Educação e Saúde na comunidade” informou. 

 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Bandidos explodem banco e atiram mais de 100 vezes contra delegacia

  • unnamed.jpg Portal V1
  • 20150304_060208.jpg Portal V1
  • 20150304_060126.jpg Portal V1
  • bradesco_pimenteiras2.jpg Portal V1
  • bradesco_pimenteiras1.jpg Portal V1
  • bradesco_pimenteiras.jpg Portal V1

Bandidos explodiram um posto de atendimento bancário do Bradesco no município de Pimenteiras por volta de 1h da madrugada desta quarta-feira (04). De acordo com o delegado regional Marllos Sampaio, os bandidos efetuaram mais de 100 disparos contra a delegacia, mas ninguém saiu ferido.

Pelo menos dez criminosos participaram da ação e se dividiram em dois grupos. Parte cercou a delegacia com o único policial militar de plantão e o restante explodiu o banco com bombas que também foram arremessadas contra o prédio da delegacia. O PM foi bastante corajoso. Mesmo sozinho e sendo ameaçado de morte, revidou e intimidou o bando atirando", explica Sampaio. 

A porta de entrada e parte do forro do posto bancário ficaram destruídos. O caixa eletrônico, alvo dos bandidos, provavelmente estava sem dinheiro, mas a informação ainda está sendo confirmada pela gerência do banco. 

No crime foram utilizados armas de grosso calibre, inclusive escopeta. Marllos Sampaio conta ainda que cerca de 20 policiais militares estão em diligência na região e a perícia será realizada ainda na manhã de hoje. 

"Estamos resguardando a área para tentar encontrar alguma pista que leve aos criminosos que, provavelmente, não são do Piauí e vieram também pelo Ceará", finaliza Sampaio. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Posts anteriores