Cidadeverde.com

Vídeo mostra destruição do banco que sofreu duas explosões num só dia

  • 7a928e06-6802-474a-b14d-6990b7f01adc.jpg Ennysthony de Sousa
  • 511acba1-a4de-47a5-baf4-ad0391d1e702.jpg Ennysthony de Sousa
  • fa06ca01-b8da-4b6f-9f00-f10792f4cf2c.jpg Ennysthony de Sousa
  • d45554d3-adb5-4d35-b1a8-a4aea801cca3.jpg Ennysthony de Sousa
  • d418d03f-8d63-4d0e-aefe-e93a42efed72.jpg Ennysthony de Sousa
  • 7f4a32f6-4fda-4dd8-8a09-4e491b7fa913.jpg Ennysthony de Sousa


O clima ainda é tenso na cidade de Pimenteiras ( a 252 km de Teresina) que acordou em meio a tiroteios e explosões no banco Bradesco na madrugada desta quinta-feira (1º de junho de 2017).

O Cidadeverde.com teve acesso a um vídeo que mostra a destruição do local. A Polícia Militar informou que a quadrilha pegou quatro idosos de refém durante a ação criminosa. Os aposentados estavam 3h da madrugada esperando a agência bancária abrir para tirar seu dinheiro.

A Polícia Militar informou que cerca de oito homens participaram da tentativa de assalto. Para tentar levar o dinheiro, o banco realizou duas explosões em menos de meia hora. 

Os assaltantes realizaram a ação sem usar capuz, arrombaram a porta da agência bancária e explodiram o local. Eles não conseguiram chegar ao cofre do banco. 

Na cidade apenas um policial estava de plantão. A Força Tática de Valença chegou e busca os criminosos.

Antes da chegada da polícia, a quadrilha saiu pelas ruas da cidade atirando para o alto como forma de amedrontar os moradores e evitar que saiam de suas residências. 

Reportagem de Tiago Melo sobre a explosão  em Pimenteiras e o assalto a carro-forte: veja abaixo

 

O banco fico próximo a Prefeitura e Câmara Municipal de Pimenteiras. 

A cidade vive clima de intranquilidade. Em novembro de 2015, o mesmo banco foi assaltado do mesmo modo operandi que o realizado na madrugada de hoje. 

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Bandidos cercam cidade e fazem moradores reféns durante assalto a banco

  • 7a928e06-6802-474a-b14d-6990b7f01adc.jpg Ennysthony de Sousa
  • 511acba1-a4de-47a5-baf4-ad0391d1e702.jpg Ennysthony de Sousa
  • fa06ca01-b8da-4b6f-9f00-f10792f4cf2c.jpg Ennysthony de Sousa
  • d45554d3-adb5-4d35-b1a8-a4aea801cca3.jpg Ennysthony de Sousa
  • d418d03f-8d63-4d0e-aefe-e93a42efed72.jpg Ennysthony de Sousa
  • 7f4a32f6-4fda-4dd8-8a09-4e491b7fa913.jpg Ennysthony de Sousa

Bandidos fortemente armados invadiram a cidade e fizeram moradores reféns durante assalto a agência bancária do Bradesco na cidade de Pimenteiras, a 252 km de Teresina. As vítimas foram abordadas na entrada da cidade e levadas até o banco. A ação criminosa ocorreu por volta das 3h, desta quinta-feira (01). 

Os criminosos estavam em duas motocicletas e uma pick up e se dividiram em dois grupos. Parte ficou na agência e o restante saiu efetuando tiros pela cidade em uma tentativa de intimidação. Até mesmo a delegacia de Polícia Civil de Pimenteiras foi alvejada pelos tiros. 

O funcionário municipal, Ennysthony de Sousa, conta que os criminosos invadiram a agência com a camionete e em seguida explodiram o banco.

"Praticamente toda a cidade acordou com o estrondo provocado pela explosão. Toda a cidade acordou assustada com os disparos. Foram momentos de terror e pânico. Eles soltaram umas três bombas dentro do banco e saíram depois dando vários tiros pela cidade", relatou o funcionário municipal. 

Pelo menos quatro pessoas foram feitos reféns. Vizinhos relataram que os moradores estavam em uma padaria, esperando a abertura do banco postal pela manhã, quando foram abordados."Uma das pessoas reféns era meu vizinho. Ele relatou que os bandidos disseram que não iam fazer nada; queriam apenas o dinheiro", disse Sousa.

Após explosão, os suspeitos fugiram em direção ao estado do Ceará. Não há informação confirmada se o bando conseguiu ou não levar dinheiro. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Com surto de meningite em Parambu-Ce, moradores de Pimenteiras devem evitar região

Um surto de meningite no município de Parambu-Ce, que faz divisa com Pimenteiras-PI (a 252 km de Teresina), tem deixado em alerta os profissionais da saúde na região em alerta. Na cidade cearense, duas pessoas morreram em decorrência da doença e duas estão internadas em Fortaleza. 

De acordo com a coordenadora de vacina da Secretaria Municipal de Saúde de Pimenteiras, Mayara Bezerra, a orientação que está sendo passada para os moradores que habitam mais próximo de Parambu é que evitem ir até a cidade. 

“Não podemos alarmar os moradores, mas como algumas localidades ficam mais próximas a Parambu do à zona urbana de Pimenteiras e tem carros que fazem linha diariamente para lá, a gente está orientando que as pessoas deixem de ir, pelo menos enquanto estiver em surto por lá”, destacou a coordenadora de vacina. 

Mayara Bezerra também é enfermeira do Programa Saúde da Família (PSF) de cinco localidades que fazem limite com o Ceará e disse que para eles é mais fácil ir até a Parambu. “Para eles é mais fácil fazer a feira em Parambu que fica a 30 quilômetros do que aqui na zona urbana que fica a 80 quilômetros de distância”, explicou. Nessa região moram cerca de 1.820 pessoas. 

Ela disse que também vai divulgar na rádio e nas redes sociais que as pessoas evitem ir à cidade nos próximos dias. “É o que a gente pode fazer, até porque não temos vacinas disponíveis para imunizar todo mundo e o tipo de meningite que foi detectada lá – a meningo B – não é o mesmo tipo da vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde que é o a do tipo C”, declarou a enfermeira. 

A Secretaria Estadual da Saúde do Piauí disse que averiguando as informações sobre o caso e assim que tiver os dados informa. 

Parambu

No Ceará, a deputada estadual Aderlânia Noronha requereu à Secretaria Estadual de Saúde que solicite envio de vacinas à população de Parambu. Para ela, “a situação é crítica e emergencial”.  

Em Parambu, a doença fez quatro vítimas entre os dias 18 e 23 de maio. Duas delas, um jovem de 24 anos e um senhor de 53, morreram, respectivamente nos dias 19 e 20, em decorrência da doença. Outros dois homens foram transferidos e seguem internados no Hospital São José, em Fortaleza, unidade de referência em doenças infectocontagiosas no Estado.

Sesapi esclarece
A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí informa que não houve casos notificados de meningite nos últimos 3 anos no município de Pio IX. Os municípios que registraram casos confirmados (16 casos) em 2017 foram Barras, Batalha, Campinas do PI, Picos, Piripiri, Regeneração, Santo Antônio e Teresina. Em 2016, foram 154 casos confirmados.
 
Por conta dos casos notificados em municípios limítrofes entre o Ceará e o Piauí, especialmente em Pio IX e Pimenteiras, a Secretaria de Estado da Saúde vai enviar técnicos para aquela região, informou Florentino Neto. “Estamos vigilantes quanto a estas notificações. Entramos em contato com a Secretaria do Ceará para conhecimento dos casos e vamos enviar uma equipe àqueles municípios para orientar as secretarias municipais de saúde, dando todo aporte necessário”, afirma Florentino.
 
O secretário reforça a importância da vacina, que é considerada a forma mais eficaz na prevenção da doença. As vacinas são utilizadas na rotina para imunização e também para controle de surtos e estão disponíveis no Calendário Básico de Vacinação da Criança do Programa Nacional de Imunização (PNI/MS). A imunização primária consiste de duas doses, aos 3 e 5 meses de vida, e o reforço entre 12 e 15 meses de idade. No ano de 2017 foi introduzida a vacinação para meningo C para adolescentes de 12 a 13 anos de idade.
 
Os sintomas da doença em criança ou adulto são febre, cefaléia, vômitos, rigidez de nuca, outros sinais de irritação meníngea, convulsão e petéquias. O modo de transmissão é o contato direto através das vias respiratórias e secreções nasofaríngeas.
 
Os casos notificados devem ser encaminhados ao Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela e os exames confirmatórios são enviados para o Laboratório Central – LACEN.

Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Concurso em Pimenteiras com salários até R$ 2,8 mil; inscrições vão até dia 22

A prefeitura de Pimenteiras, 252 quilômetros ao Sul de Teresina (PI), abriu inscrições de concurso público com 70 vagas e salários que vão de R$ 937 a R$ 2,8 mil. O prazo para ingressar no certame termina no dia 22 de maio.

Os menores salários são para vigias, motoristas, agentes de limpeza e outros cargos que exigem pelo menos o Ensino Fundamental completo ou incompleto. Os maiores vencimentos são para médicos da estratégia Saúde da Família e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), que deverão ganhar R$ 2,8 mil mais gratificação. 

Os portadores de necessidades especiais terão direito a 5% das vagas e deverão enviar laudo médico até o dia 19 de maio para efetivarem sua inscrição.

As provas serão aplicadas no dia 11 de junho, sendo pela manhã para os candidatos de nível médio e à tarde para os que postulam vagas nos cargos de nível superior. A previsão é de que o resultado final seja divulgado até o dia 11 de agosto. 
 
As inscrições podem ser feitas pelo site www.institutolegatus.com.br. Clique aqui e acesse o edital

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Venicio do Ó vence em Pimenteiras com 55% dos votos

O petebista Venicio do Ó foi eleito prefeito de Pimenteiras com 55,25% dos votos válidos. Ele disputou o pleito com Dr Arraes, que obteve 44,75%. 

Em números, Venicio teve 4.175 votos contra 3.381 de Dr Arraes.

Os votos brancos somaram 0,62%, nulos 4,15%. A abstenção chegou a 17,02%.

Dois candidatos disputarão a prefeitura de Pimenteiras

Dois candidatos disputam as eleições ao cargo majoritário em Pimenteiras, município distante 252 km de Teresina. Os atuais gestores Venício do Ó e Lúcia Larcerda, ambos do PTB, são candidatos à reeleição como prefeito e vice-prefeito, respectivamente. 

Prefeito Venício do Ó é candidato à reeleição

"O trabalho foi realizado e os indicadores mostram que Pimenteiras avançou e muito nessa gestão, por isso o desejo de continuar à frente do Executivo Municipal", disse o candidato à reeleição. A coligação encabeçada por Venício do Ó é formada por 14 partidos. 

A outra chapa é encabeçada pelo peemedebista Francisco Antão Arraes De Carvalho, apoiado pelo ex-prefeito de Pimenteiras Raimundo Nonato Marreiros.

 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Cofre pesado obriga bandidos a abandonarem carro após roubo

Criminosos invadiram a agência dos Correios de Pimenteiras, a 252 km de Teresina, e fugiram levando o cofre. O furto qualificado ocorreu na madrugada desta terça-feira (02) e durante a fuga os bandidos abandonaram o veículo modelo Astra, cor prata, placa DDM 3652, com licenciamento de Teresina-PI. 

De acordo com o comandante da 2ª Cia do 4º BPM de Picos, capitão Antônio Santos, pelo menos quatro homens participaram da ação criminosa e a suspeita é que o veículo tenha apresentado problemas por não suportar o peso do cofre.

"Eles fugiram em alta velocidade e acabaram batendo o protetor de carter e o carro começou a vazar óleo e eles o abandonaram, tiraram o cofre do porta-malas e fugiram a pé. Acreditamos que não tinha ninguém dando apoio a eles. Já encontramos rastros na mata e algumas peças de roupa. Só não entendemos como eles conseguiram fugir com um cofre tão pesado", disse o capitão Santos. 

O carro foi abandonado no assentamento Malhada Grande, zona rural de Pimenteiras. Equipes da Polícia Militar continuam em diligência na região. A quantia em dinheiro roubada não foi divulgada. A agência dos Correios permanece isolada. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Suspeito resgata comparsa de cadeia no Piauí, mas acaba preso

Suspeitos de envolvimentos em crimes estão cada vez mais audaciosos. No município de Pimenteiras, a 252 km de Teresina, um jovem arrebentou cadeados, quebrou a vidraça de uma porta e revirou parte da mobília do Grupamento de Polícia Militar da cidade para resgatar o amigo que havia acabado de ser preso. O caso ocorreu na madrugada de sábado (21). 

          Fotos: Polícia Militar de Valença

Os suspeitos foram identificados como Francisco das Chagas Ferreira Filho e Maycon Braulhe Cirilo Vital. De acordo com o capitão Antônio Santos, comandante da Companhia da PM de Valença, os dois portavam uma arma branca e estavam causando tumulto em uma casa de shows.

"Os dois são amigos. O Francisco foi detido primeiro e levado para a sede do GPM. Então, os policiais voltaram para tentar capturar o Maycon na festa, mas ele observava tudo e aproveitou que a equipe tinha saído e deixado o preso sozinho para invadir o GPM e resgatar o amigo", explica o capitão Santos. 

O comandante conta ainda que a sede do Grupamento de Polícia Militar não abriga preso e que Francisco das Chagas estava no local provisoriamente. "Ele ia ficar no GPM até o outro suspeito ser localizado. O local não tem estrutura para abrigar presos e sempre os levamos para a delegacia de Valença, distante 42 km de Pimenteiras", reitera. 

Após o resgate, os dois empreenderam fuga, mas o plano não deu certo e eles foram presos. De acordo com a PM, Francisco e Maycon seriam usuários de drogas e já têm passagens pela delegacia por provocarem confusões em locais públicos. Antes de serem levados para a delegacia de Valença, os suspeitos foram encaminhados ao hospital, porque um sofreu um profundo corte na perna ao quebrar a vidraça da porta. 

Os dois devem responder por dano qualificado e porte ilegal de arma branca. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Passageiros são feitos reféns e obrigados a arrombar banco em tentativa de assalto

  • content_Agencia_do_Bradesco_do_Pimenteiras__Piau_1.jpg Portal V1
  • bancopimenta.jpg Portal V1
  • banco_piemnta1.jpg Portal V1
  • bancopimenta1.jpg Portal V1

Bandidos que tentaram explodir o posto de atendimento do Bradesco, na cidade de Pimenteiras, a 252 km de Teresina, foram surpreendidos por policiais militares que conseguiram abortar o assalto ao banco. Durante a ação criminosa, que ocorreu por volta das 2h30, desta quarta-feira (18), os bandidos fizeram cerca de 10 pessoas reféns. As vítimas foram obrigadas a ajudar o grupo a arrombar a porta e o caixa eletrônico bancários. 

Cerca de cinco homens participaram da tentativa de assalto. Os reféns eram passageiros de um microonibus, que estavam em frente ao Bradesco, prestes a embarcar para Teresina. 

"Como o caixa eletrônico tinha sido abastecido durante o dia, a PM estava fazendo o que chama de operação "Corujão", que é o policiamento reforçado de meia-noite às 5h. Os bandidos não contavam com isso e acabaram sendo surpreendidos pelos policiais. O ponto de ônibus onde estava as pessoas que foram feitas reféns, fica na frente do banco. Então, eles foram lá, pegaram todo mundo e deram alavanca e marreta e outras ferramentas para os próprios réfens ajudarem a arrombar o portão de ferro e a porta de vidro do banco. O motorista do microonibus foi obrigado a estacionar o veículo na porta do Bradesco para dificultar a visualização da PM", disse o capitão Aantonio dos Santos Neto, comandante da 2ª Cia do 4º BPM. 

A ação dos bandidos durou cerca de 30 minutos. Ao perceber a a aproximação dos policiais, um dos reféns foi mantido como 'escudo humano'. Os suspeitos entraram em confronto com a PM e efetuaram vários disparos, alguns atingiram a sede do GPM.

"A gente não revidou porque eles estavam com reféns, então, eles pediram para os policiais se renderem e entregarem as armas, mas a equipe não cedeu, mas também não revidou os disparos. Como eles estavam em situação desfavorável, disseram para a polícia recuar e isso foi feito, pois nossa missão era preservar a vida dos reféns", acrescenta o comandante. 

O capitão disse ainda que os criminosos se dividiram na fuga: alguns foram com reféns no microonibus e outros em duas motocicletas. "Na fuga deixaram mochilas e explosivos que não foram acionados porque não deu tempo. Os reféns foram liberados na saída da cidade, no povoado Curral de Pedra. Todos estão bem", acrecenta.

As polícias Militar e Civil do Piauí e da cidade de Parambu-CE estão em diligência na região. Equipes do Greco e o Bope também foram acionadas. A perícia está sendo aguardada no local. 

A investida contra o posto de atendimento do Bradesco ocorre oito meses após ação criminosa no mesmo local. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Dupla tenta explodir terminal bancário em Pimenteiras, mas dinamite falha

Uma dupla tentou explodir a agência do Banco do Brasil de Pimenteiras (252 Km de Teresina), na madrugada desta quinta-feira (10). De acordo com a Polícia Militar da cidade, os homens usaram uma alavanca para invadir o terminal e dinamite para explodir o caixa. 

O cabo Orlando Veloso informou que a polícia foi acionada pouco após a meia noite, por moradores que viram a movimentação nas proximidades do terminal bancário. O local, contudo, não é abastecido com dinheiro. 

"Dois homens chegaram de moto, com mochilas e um deles estava armado com uma pistola. Eles usaram a alavanca para entrar e colocaram a dinamite no caixa, mas não tem dinheiro porque lá é apenas ponto para retirada de extrato e consulta de saldo, não faz saque", informou o policial. 

Além disso, a dinamite falhou quando os homens tentaram explodir o ponto. Ainda não há suspeitas de para onde os homens fugiram, já que a cidade possui várias saídas. 

O terminal está interditado e não poderá ser utilizado pela população pelos próximos dias. Um outro caixa está disponível na agência dos Correios de Pimenteiras e há uma agência na cidade de Valença, a 41 Km de distância. 

 

Maria Romero
redacao@cidaverde.com 

Posts anteriores