Cidadeverde.com

Conselho recomenda suspensão de atendimento odontológico

Após um trabalho de fiscalização realizado pelo Conselho Regional de Odontologia do Piauí – CRO-PI no município de Piracuruca, situado a 196 km de Teresina, a Comissão de Fiscalização do Conselho determinou a suspensão das atividades dos postos de saúde que realizam atendimentos odontológicos no centro da cidade.

O motivo da suspensão, de acordo com o presidente da Comissão, Gerson Bezerra, está nas irregularidades quanto ao registro profissional da equipe que exerce a função de Auxiliar em Saúde Bucal. “Em 2008, foi sancionada uma lei que regulamenta as profissões de auxiliar e técnico em saúde bucal. Dentre as normas, está a obrigatoriedade do Registro de cada profissional no CRO-PI”, esclarece.

O fiscal destacou ainda outros problemas identificados nas unidades de atendimento odontológico de Piracuruca que precisam ser sanados para não causar riscos à população. “Identificamos falhas em itens básicos, como ausência de dispensador de sabão liquido e papel toalha, iluminação deficiente do consultório, torneiras inadequadas, utilização irregular de estufas, prontuários de pacientes expostos, trazendo riscos ao manuseio dos mesmos; cadeiras odontológicas com estofamento rasgado, cestos para dejetos sem tampa e sem pedal”, pontuou Gerson Bezerra.

A Comissão de Fiscalização do CRO-PI fez uma notificação formal à Secretaria de Saúde de Piracuruca, na qual estabelece um prazo de 30 dias para regularização dos problemas. Caso as mudanças não sejam feitas, o atendimento nos postos continuará suspenso por tempo indeterminado.

Ao Cidadeverde.com, o secretário de Saúde de Piracuruca, Valderi Machado, explica que a situação já foi contornada e que profissionais foram remanejados para o restabelecimento do atendimento, sem prejuízos à população. 

"As atendentes que não estavam com o registro regular junto ao CRO se dirigiram a Parnaíba para regularizar a situação e então remanejamos outros profissionais para que o atendimento não fosse suspenso. Em relação aos outros itens apontados, os problemas já foram solucionados e inclusive estamos realizando pesquisas de opinião para avaliar a satisfação da população", explica. 

Valderi machado conta ainda que dos dez postos de saúde, oito realizam atendimento odontológico e a expectativa é que 100% das unidades ofereçam o serviço ainda este ano. "Temos estabelecido metas e estamos cumprindo", reitera. 


De acordo com Gerson Bezerra, o remanejamento dos profissionais ainda não foi comunicado ao Conselho Regional de Odontologia. "Ainda não fomos comunicados e esperamos contato para retornarmos e avaliar a atual situação", finaliza. 


Graciane Sousa (Especial para o Cidadeverdecom)
gracianesousa@cidadeverde.com

Falta de energia prejudica o início das aulas em Piracuruca

O início do período letivo de 2013, ficou prejudicado pela falta de energia em Piracuruca. De acordo com a assessoria da prefeitura municipal um transformador de 112,5 KVA foi instalado para atender a nova demanda elétrica, porém a energia não está ligada no Centro Integrado do Ensino Fundamental.


A prefeitura afirma que a instalação do transformador foi aprovada pela Eletrobras, mas a companhia não fornece a energia para a escola, pois alega dívidas deixadas por uma gestão passada. De acordo com a assessoria da prefeitura, a empresa afirmou que só liberaria a ligação após o pagamento da dívida que ultrapassa R$ 1,5 milhão.


Segundo a prefeitura, uma solução urgente já está sendo providenciada para o início das aulas. As salas, ficam sem ar-condicionado e ailuminação fica prejudicada.

A Eletrobras já foi comunicada pelo Cidadeverde.com mas ainda não se posicionou sobre o caso.


Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Câmara Municipal de Piracuruca inicia trabalhos do legislativo

Na última sexta feira (15) o presidente da Câmara Municipal de Piracuruca Simão Pedro Alves de Melo,  declarou aberto os trabalhos do Legislativo de 2013,  que foi a 1ª sessão ordinário de seu mandato.


O prefeito não compareceu a sessão, mas foi representado pelo secretário de administração Manoel Escorcio de Brito Filho. O discurso lido pelo secretário critica o período de transição na prefeitura da cidade e pontuou novas metas para a nova gestão na cidade.


Rayldo Pereira 
com informações de O Piracuruquense
rayldopereira@cidadeverde.com

O ambientalista Cleonilson Costa denuncia um cenário de poluição na prainha às margens do Rio Piracuruca. De acordo com o especialista em Direito Ambiental, o esgoto proveniente do lixo acumulado em bares e hospitais do município deságua diretamente no rio, sem qualquer tipo de tratamento. 

                      Fotos: Cloenilson Costa

Segundo Costa o problema vem ocorrendo há anos e a situação tem afastado muitos banhistas devido a sujeira e intenso mau-cheiro. "Os proprietários dos bares contam que muitos clientes deixam de visitar o local, considerado ponto turístico da cidade. As pessoas que ainda banham no rio são turistas que não sabem da situação e também do risco que correm de se contaminarem com a água suja", ressalta. 


O ambientalista, que desenvolve também trabalhos relacionados a matança de animais nas rodovias do Piauí e a poluição do Rio Poti, conta ainda que outro problema na região é o acesso à prainha. Cleonilson Costa destaca a situação da Ponte de Ferro de Piracuruca, que segundo ele, está totalmente destruída.


"Além da poluição do rio tem ainda a questão do acesso ao local que fica bastante prejudicado quando a ponte central da cidade é interrompida. A Ponte de Ferro e a estrada  do Riacho Tucuns estão destruídos sem iluminação, o que dificulta o acesso à prainha. Diante da situação os moradores chegaram até a improvisar a passagem da ponte com pedaços de madeira. Quem passa por ali corre inclusive o risco de cair", finaliza.


O prefeito Raimundo Alves Filho (PSDB) nega que o esgoto dos hospitais e bares desaguem no rio. O gestor ressalta que o canal, que aparece nas imagens, trata-se de uma canal pluvial. "O lixo da maternidade e do hospital são recolhidos e levados diretos para o aterro sanitário. O canal serve para escoamento das águas das chuvas, para evitar inundação", destaca.


Em relação a questão da ponte de ferro, o gestor explica que se trata da Ponte Ferroviária que está desativada há alguns anos, quando foi interrompida a passagem de trens. "O local foi construído para a circulação de trens e não de pessoas e já está desativado há algum tempo, por isso não há iluminação no local". 


 

Em relação a administração, o prefeito conta que ainda enfrenta dificuldades herdadas pela gestão anterior, principalmente relacionado à falta de documentação. 


"A transição na cidade foi bastante complicada e podemos dizer que começamos tudo do zero. Mesmo assim, todas as unidades de saúde estão funcionando, as aulas nas escolas terão início no próximo dia 25 e os servidores municipais foram pagos dentro do próprio mês e estamos intensificando a questão da iluminação e limpeza pública", destaca Raimundo Filho. 


Graciane Sousa (Especial para o Cidadeverde.com)
gracianesousa@cidadeverde.com

Prefeitura de Piracuruca desenvolve projeto de prevenção de acidentes

Devido aos altos índices de acidentes registrados na cidade de Piracuruca, a 196 km de Teresina, a prefeitura através da secretaria municipal de Saúde em parceria com a Polícia Militar, lançarão um projeto de conscientização e prevenção de acidentes no trânsito.


De acordo com o secretário de Saúde do município, Valderi Machado, o projeto visa evitar acidentes e diminuir os índices de violência no trânsito.

"Isso vai refletir diretamente nos números, faremos um levantamento para ter um dado mais preciso, mas pelo que a gente conhece, existe uma quantidade razoável de acidentes", afirmou o secretário.

Valderi reforça que a diminuição nos acidentes refletirá diretamente na Saúde do município, diminuindo o fluxo de vítimas nos hospitais o que desafoga o sistema municipal.

O projeto deverá funcionar através de campanhas de conscientização e Blitzen na cidade que tem seu território cortado por seis rodovias estaduais e pela BR 343.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Polícia de Piracuruca comemora: "Foi o carnaval mais tranquilo dos últimos anos"

A Polícia de Piracuruca, a 196 km de Teresina, já comemora os resultados positivos da operação especial de Carnaval, montada ao longo da festa que concentrou os foliões na Prainha.

Fotos: O Piracuruquense

De acordo com o delegado de Polícia Civil, Ricardo Freitas, o Carnaval 2013 foi um marco para a cidade. "Foi o Carnaval mais tranquilo dos últimos tempos. Nenhuma questão mais grave foi registrada, apenas ocorrências como discussões, na maioria provocadas pela bebida", informou o delegado.

Segundo Ricardo Freitas, houve apenas uma rápida detenção,mas osdetidos, foram liberados em seguida.


De 08 a 12 de fevereiro um contingente de 10 policiais militares faziam a segurança ostensiva no local,além de vários seguranças particulares e cinco policiais civis a paisana, espalhados pela multidão.

Os números oficiais serão divulgados pela delegacia geral, durante a divulgação do boletim de Carnaval.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Posts anteriores