Cidadeverde.com

Homem mata mulher a tiros e pauladas por não aceitar fim do relacionamento

Foto: PiripiriRepórter 

Maria Adriana de Sousa, 34 anos, é mais uma mulher que entra nas estatísticas de feminícidio no Piauí. Ela foi assassinada a tiros e pauladas pelo ex-amante, Paulo Gomes Laurentino,  que não aceitou o fato dela não querer continuar o relacionamento. O crime aconteceu na tarde desta quarta-feira (01) em Piripiri, distante 164 km de Teresina.  

A delegada Lucivânia Vidal, da Delegacia da Mulher, disse ao Cidadeverde.com que Paulo começou  perseguir e ameaçar a vítima desde que ela pôs um fim no relacionamento. Os dois mantinham uma relação extraconjugal e chegaram a ter um filho de 4 anos de idade. 

"O caso é um feminicído. Os dois moravam na mesma rua, no Bairro Floresta, e ele conhecia toda rotina de vida dela. Ela não queria mais o relacionamento e ele não aceitou", conta a delegada. Paulo matou Maria Adriana quando ela saia de casa. "Testemunhas contaram à polícia que ele atirou duas vezes nela e  só não efetuou mais disparos  porque a arma travou", completa a delegada. 

Após atirar na mulher, Paulo ainda a agrediu com pauladas na cabeça. O Samu foi acionado, mas Maria Adriana não resistiu e morreu em seguida. 

Depois do crime, Paulo foi até sua casa, onde foi preso em flagrante pela Polícia Militar. A delegada Lucivânia conta que ele não esboçou reação e mostrou a arma que usou no crime. 

Paulo está preso na Delegacia de Mulher e será ouvido pela delegada Lucivânia Vidal. 

 

Izabella Pimentel (especial para o Cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com