Cidadeverde.com

Zeca Baleiro abre temporada de shows do projeto Seis e Meia

 

O cantor e compositor maranhense Zeca Baleiro é quem abre a temporada de shows do Projeto Seis e Meia de 2017, no dia 7 de março, no Theatro 4 de Setembro. O show faz parte de uma série de espetáculos que Zeca apresentará neste ano para celebrar os 20 anos do lançamento de seu primeiro disco “Por Onde Andará Stephen Fry?”. O cantor Vavá Ribeiro é quem abre o show e dá as boas-vindas ao público.

Acompanhado apenas de seus violões, para os quais usa algumas afinações diferentes das usuais, Zeca Baleiro faz um passeio pela sua discografia, mostrando alguns lados B e arranjos contagiantes de canções já consagradas como “Era Domingo”, “Telegrama”, “Meu Amor Minha Flor Minha Menina” e “Babylon”. O público também pode esperar surpresas de Zeca Baleiro, que costuma preparar releituras de músicas de outros artistas.

Este ano, Zeca Baleiro celebra 20 anos do lançamento de seu primeiro disco, “Por Onde Andará Stephen Fry?”. Desde então, lançou outros nove discos de inéditas, alguns projetos especiais e oito DVDs. Em 2014 lançou seu primeiro álbum infantil, “Zoró [bichos esquisitos] Vol.1”, que ganhou um aplicativo e saiu em DVD com animações em 2016, mesmo ano em que lançou “Era Domingo”, seu 10º álbum de inéditas.

Artista plural, Zeca Baleiro construiu uma carreira sólida, sempre surpreendendo público e crítica a cada trabalho. Com melodias certeiras, arranjos elaborados e poesia em alta voltagem, Baleiro apresenta sua espirituosa visão de mundo em canções originais. Além disso, tem se revelado sagaz intérprete de outros compositores e se envolvido com novas áreas, como a literatura e o teatro.

Os ingressos para o show começam a ser vendidos no dia 2 de março, na bilheteria do Theatro 4 de Setembro, sendo R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

O projeto Seis e Meia é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Todos os meses uma atração nacional e uma atração local se apresentam no palco do Theatro 4 de Setembro. Uma das novidades do projeto para este ano é a venda de ingressos com cadeiras numeradas.

“Fechamos a temporada de 2016 com casa cheia. Grandes nomes da música brasileira passaram pelo palco do Theatro 4 de Setembro e neste ano vamos repetir o sucesso do projeto. Estamos trabalhando para atender melhor o público que prestigia o Seis e Meia”, finaliza o secretário da Cultura, Fábio Novo. 

Katy Perry lança clipe de 'Chained To The Rhythm' com crítica social

Katy Perry passeia por um parque de diversões futurista chamado Oblivia no clipe vívido do novo single “Chained to the Rhythm”. A paisagem escapista, na qual as pessoas sorridentes se distraem em uma série de atrações, permite que Katy dê os avisos sutis embutidos na letra da música: "So comfortable, we're living in a bubble/ So comfortable, we cannot see the trouble".

Pela maior parte do vídeo, Katy ignora os perigos de não questionar a conformidade. Ela caminha de forma sincronizada aos outros visitantes do parque enquanto eles esperam animadamente pela próxima montanha-russa.

Duas coisas tiram Katy Perry do transe temporariamente: um espinho de uma rosa, que espeta o dedo dela, e a chegada do cantor Skip Marley, neto de Bob Marley, que oferece versos vagos mas esclarecedores sobre a importância da interação humana.

Katy escreveu “Chained to the Rhythm” com Marley, o produtor Max Martin, a cantora Sia e Ali Payami. Ela lançou o single no dia 10 de fevereiro e o apresentou ao vivo pela primeira vez no Grammy.

Assista ao clipe de “Chained to the Rhythm” abaixo:

**Rolling Stone

Lana Del Rey lança 'Love', primeira inédita em mais de um ano

A cantora Lana Del Rey lançou nesta segunda-feira, 20, o clipe para o seu mais novo single, Love. No vídeo, a artista celebra o amor através de uma viagem intergaláctica.

Como já é de costume em sua videografia, o clipe abusa de filtros para apresentar uma estética vintage, remetendo à antiga Hollywood.

Love é o primeiro single do próximo álbum de Lana Del Rey, o quinto de sua carreira, que ainda não tem título ou data de estreia definida.

Em nota divulgada no final de semana, ao lançar a canção em plataformas digitais, a cantora revelou que o novo trabalho será um presente aos fãs. “Eu fiz os meus primeiros quatro álbuns para mim, mas este é para os meus fãs e é sobre onde eu quero que estejamos todos indo”.

O último trabalho lançado por Del Rey havia sido o Honeymoon, de 2015.



**Estadão

Paul McCartney e Ringo Starr gravam juntos novamente

Paul McCartney e Ringo Starr entraram em estúdio juntos pela primeira vez em sete anos. A dupla de integrantes remanescentes dos Beatles se reuniu para trabalhar no próximo álbum de Starr.

“Obrigado por vir, cara, e por ser ótimo no baixo. Eu te amo, cara, paz e amor”, Ringo escreveu na legenda da foto dos dois, que foi postada nas redes sociais do ex-baterista dos Beatles. Joe Walsh, ex-Eagles, também estava presente no encontro.

A mais recente colaboração entre os músicos foi em 2010, quando McCartney contribuiu para o disco Y Not, de Ringo, com baixo na faixa “Peace Dream” e vocais em “Walk With You”.


 

*Rolling Stone

Projeto Quintura apresenta performance 'Eólico' no Sobrado

A performance 'Eólico', de Salmuel Alvis e Ireno Júnior, estará em cartaz neste fim de semana (quinta a domingo) no Sobrado, zona Leste de Teresina As apresentações são gratuitas, sempre as 20h e integram o projeto Quintura, que semanalmente recebe criações artísticas voltadas às artes cênicas na capital.

Eólico transita entre solo e dueto; corpo suporte e corpo obra levantando questões como: A obra é do corpo? Ou o corpo torna-se objeto da obra? E como ou quando uma obra deixa de ser?

O espetáculo criado por Samuel Alvís e Ireno Junior é um desdobramento da residência artística residência teresinatohoku que os artistas realizaram no Campo Arte Contemporânea. Inicialmente somente um performando e o outro sensibilizando o processo, que mediante necessidades que é súbita da mesma, surge a questão que reinventa e desestabiliza mais uma vez os criadores, de como Eolico existe duas vezes na cena e se desdobra em dois.

EÓLICO é solo, é dois, é uma intersecção de fatores que resistem na performance em si, processo que se desdobra em dois, pluralizando um momento mesmo com suas peculiares formas de singularizar o conceito da obra, que traz inerente nesse espetáculo um discurso de resistir no próprio corpo a tentativa de fazer, mover, fazer vento, dar a ver as fragilidades e as potencias.

Quintura

O projeto segue até abril e na próxima semana, o carnaval do Quintura no Sobrado traz uma proposta diferenciada: em vez de folia e marchinha, o escurinho do cinema para quem prefere uma programação mais alternativa: o Carnavalia. Em seguida o projeto volta com os espetáculos nos finais de semana seguintes, e toda a programação detalhada pode ser acompanhadas nas redes sociais do Sobrado. 

Sobrado

O Sobrado abriu em 2016 com a proposta de proporcionar à cidade um espaço de circulação e discussão de arte contemporânea. O local, que já está consolidado como espaço de exposição e comercialização de obras de arte, agora desponta como um ambiente de articulação das artes cênicas locais, disponibilizando salas para espetáculos, bem como lançando curtas temporadas e outras ações de fomento ao cenário artístico piauiense.

 

Posts anteriores