Cidadeverde.com

Tunai volta à Teresina para show em homenagem a Elis Regina

Tunai chegou a estudar para ser engenheiro mas deixou o canteiro de obras quando viu três de suas principais composições serem gravadas por Elis Regina. O impacto da Pimentinha em sua vida foi tão intenso, que a gratidão permanece forte, mesmo três décadas após a morte da estrela. Essa gratidão foi a fonte de inspiração para sua participação no tributo a Elis Regina que acontece nesta nesta sexta-feira (19) no Theatro 4 de Setembro.

Esta já é a nona vez que Tunai vem à Teresina e afirmou em entrevista à Rádio Cidade Verde quer voltar mais vezes. "O show é uma homenagem a Elis Regina que voou tão alto que nos deixou aqui embaixo imaginando os caminhos do céu", completa o compositor.

A gratidão de Tunai não se deve apenas às gravações. Graças à Elis, ele teve contato com outros grandes nomes da MPB, como Milton Nascimento e, consequentemente, a turma do Clube da Esquina. "Conheci Milton Nascimento no estúdio, quando fui ver a Elis gravar a minha música. Na hora já propus a ele fazermos umas parcerias".

O show terá início as 18h30 e os ingressos estão a venda na bilheteria do Theatro 4 de Setembro e na Toccata discos.

Molejo e É o Tchan se juntam em turnê: 'Não pensamos em dinheiro'

Foi como uma brincadeira de criança que a ideia da turnê surgiu: Andrézinho, do Molejo, disse na Virada Cultural de São Paulo, no ano passado, sem antes contar para ninguém, que a sua banda faria uma turnê junto com o É o Tchan. A estratégia deu certo e eles começaram a viajar pelo país. Nesta sexta-feira, os artistas tocam juntos pela primeira vez no Rio, no KM de vantagens hall.

— Somos amigos das antigas, um sempre dá uma canja no show do outro. Mas foi só anunciar a turnê que começaram a ligar para os nossos escritórios querendo marcar shows. Estamos aí. E é só bagunça! Beto e Anderson são mais caseiros. Já Andrezinho e eu somos mais largados, saímos para passear e tomar uma cervejinha — entrega Compadre Washington, do É o Tchan, sobre os bastidores.

No palco, as bandas se revezam cantando os próprios sucessos e depois se unem misturando suas músicas e hits de outros artistas.

— É o tempo todo dançante, em alta tensão. Essa é uma turnê para nos divertirmos, não é para mostrar nada. O repertório varia de acordo com a plateia — avisa Anderson, vocalista do Molejo.

Da união, surgiu até a fusão de “Dança da vassoura” com “Segura o tchan”: “varre e segura, varre e segura. É o Tchan e Molejo é só beleza pura”. Os vocalistas se divertem com as trocas de repertório.

— Eu adoro cantar “Cilada” — afirma Washington.

Nessa formação, nada de dançarinas. São os cantores que puxam as coreografias.

— A gente não tinha dançarinas, então ficávamos admirando a beleza das meninas do Tchan. Hoje a gente chama alguém da plateia para dançar — brinca Anderson.

E com tanta gente na turnê, como fica a divisão do cachê?

— Joga um pouco para lá, um pouco para cá — ri Anderson: — Não pensamos em dinheiro nessa turnê. Cada um ganha com sua carreira solo.

*Extra

1º Festival de Forró Pé de Serra será lançado nesta terça

O 1º Sanfonia – Festival de Forró Pé de Serra do Piauí será lançado nesta terça-feira (16) no Palácio da Cultura (sede da Secult), a partir das 10 horas. O evento que visa revelar novos compositores e impulsionar o forró pé de serra no Estado acontece de 27 de fevereiro a 1º de Março na Praça de eventos do Teresina Shopping. As inscrições de músicas inéditas que concorrerão no festival acontecem de 16 de janeiro a 16 de fevereiro.

Além da solenidade de lançamento a Orquestra Sanfônica de Teresina também se apresenta no Teatro Sulica. O 1° Sanfonia é uma realização da Colônia Gonzaguiana com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura através do Sistema de Incentivo Estadual à Cultura – SIEC.

Data: Terça-feira, 16 de janeiro

Local: Teatro Sulica/Palácio da Cultura (Sede da Secretaria de Estado da Cultura)

Praça Marechal Deodoro da Fonseca, Nº 816 - Centro

Horário: 10h

Programação:

10h – Abertura Oficial de lançamento

10h30 – Apresentação da Orquestra Sanfônica de Teresina 

Dolores O'Riordan, cantora do Cranberries, morre aos 46 anos

Dolores O'Riordan, cantora do Cranberries, morreu aos 46 anos, segundo o jornal "Irish Times".

O jornal diz que um representante enviou nota dizendo que os integrantes da banda "estão devastados por ouvir as notícias" e pediram privacidade "nesta hora muito difícil".

Não há mais informações sobre a morte. Ela nasceu em Ballybricken, na Irlanda, em 1971, a mais nova de sete filhos.

Hits nos anos 90

Dolores Mary Eileen O'Riordan Burton entrou no Cranberries em 1990. A banda emplacou hits como "Zombie", "Linger", "Dreams", "Ode to my family" e "Salvation".

O grupo vendeu mais de 40 milhões de cópias de seus seis álbuns. A estreia foi em 1993, com "Everybody else is doing it, so why can't we?".

O trabalho mais recente de inéditas, "Roses", é de 2012, o único de inéditas após a reunião, em 2010. Antes, os integrantes haviam ficado afastados por seis anos.

Dolores deixa três filhos, Taylor Baxter, Molly Leigh e Dakota Rain, e o ex-marido, Don Burton.

G1**

Dua Lipa lança clipe de "IDGAF"; Assista

Dua Lipa, rainha das Novas Regras lançou nesta sexta-feira (12) o seu novo single "IDGAF" - uma abreviação de "Eu não dou a mínima", em tradução livre. O single é o sucessor de "New Rules", sucesso mundial alcançando o primeiro lugar nas paradas em quase todos os paises.

Com direção artística da dupla Henry Scholfield & Mosaert, o vídeo, cercado de expectativas tras bastante coreografia e "DUAS LIPAS" KKKK(sorry), uma de cada lado.

Posts anteriores