Geral

PM e esposa são achados mortos com tiro na cabeça em Floriano

Imprimir

O soldado Ciromar Celestino Barros, 30 anos, e a esposa Kellyane Santos Veloso, 20 anos, foram encontrados mortos, em casa por volta das 10h30 de ontem(08), na rua João Mendes da Silva, bairro Alto da Cruz, em Floriano.

Fotos: Cida Santana/Florianonews


Os corpos foram encontrados pelo pai de uma das vítimas e um amigo do casal, o Soldado Alberto. Segundo ele, Ciromar não apareceu para trabalhar ontem, dia 07, e também não atendia ao celular.

Preocupado, ele foi até a casa do amigo, bateu e não ouviu nada, resolveu então, buscar ajuda na casa do pai de Ciromar. Quando os dois chegaram no local sentiram um mau cheiro e resolveram destelhar a casa, foi quando encontraram os corpos no quarto do casal.

De acordo com informações da polícia, os dois foram mortos com um tiro na cabeça. A arma estava nas mãos da mulher.

O crime, segundo a policia, deve ter acontecido na última segunda-feira, dia 06. Três pontos afirmam o dia em que provavelmente teria acontecido o crime: 1º - Relatos dos vizinhos que afirmam ter ouvido tiros na noite de segunda-feira dia 06, 2º - Uma carta escrita pela própria Kellyane datada de 06 de Setembro, para uma amiga, onde pede que a família cuide do bebê do casal e 3º - O estado de decomposição dos corpos que já estava bastante avançado.

As policias militar e civil estiveram no local e estão investigando os motivos do crime. Mesmo parecendo um crime passional, a policia não deu por encerrado o caso, e vai ouvir testemunhas, investigando os motivos reais do crime.

O casal tem uma filha, ainda bebê, que não estava na casa no momento do crime. Kellyane havia deixado a criança na casa da avó na segunda-feira, dia 06.

Matéria relacionada:
Polícia acredita em crime passional na morte do policial e sua mulher




Fonte: FlorianoNews

Imprimir