Criação de Porcos na penitenciária de Vereda Grande em Floriano

- “Todos correm risco de vida na penitenciária Vereda Grande. Os policiais pelas péssimas condições de trabalho, e os presos pela possibilidade de uma rebelião devido à precariedade da segurança”.

A afirmativa é do Promotor da Comarca de Floriano e da Vara dos Feitos da Fazenda, Edimar Piauilino Batista.

Ele faz várias denúncias, entre elas a a circulação de presos de alta periculosidade fora das celas (“deveriam cumprir pena em regime fechado”), a falta de higiene da cozinha (“é suja e ser uma alimentação de péssima qualidade) e a existência de uma pocilga (“porcos são criados no pátio”).

- ‘‘O Estado finge que presta um serviço de qualidade e os funcionários não denunciam por mede represálias”, acrescentou.

Batizada com o nome de Gonçalo de Castro Lima, a penitenciária fica na BR-343 a 20 quilômetros da cidade de Floriano, no sul do Estado.