Cidadeverde.com
Rita Prado

Camisa Jeans, como usar?

Olá Queridos! Comprei a minha primeira (e única, até agora!) Camisa Jeans este ano. Acredite se quiser. Quase vinte anos amando a camisa jeans de Rachel Green no começo de Friends e quase dez anos namorando a peça nas minhas revistas VOGUE, Elle, Estilo e em sites de moda do mundo todo, só consegui a minha camisa este ano! É que estou na política de montar meu guarda-roupa com peças cruciais e, só depois, passar para as menos importantes. Isso influencia diretamente em não comprar a peça até achar “a” peça perfeita. E nessa busca incessante pela Camisa Jeans Perfeita, exclui todos os rebites e pespontos inovadores demais por que queria uma camisa quase padrão, quase retro, quase original. Não achei a Camisa Jeans dos sonhos, mas a minha é quase isso. E foi barata! É que, por incrível que pareça, pode ser difícil encontrar uma camisa jeans. A minha veio de uma loja de departamento, com uma lavagem mais clara do que eu queria, mas, eu já usei umas 30 vezes e já emprestei para minha família inteira! Bom, separei umas imagens para insistir que você não demore quase dez anos para ter certeza de que essa peça é fundamental, independente da época (como já vimos) e do estilo (como vou mostrar agora). 

A começar pelo uso desta camisa tão versátil com saias:

A saia de comprimento midi, ou seja, abaixo do joelho ajuda a deixar a imagem mais arrumada. Se não gostar desse comprimento, pode usar também uma saia como o comprimento um pouco acima do joelho, que deixa de ser midi, mas continua comportada. Indico também o uso de sandálias ou sapatos mais delicados, como sandálias de tiras estreitas ou scarpins.

Adoro saias longas, que são extremamente confortáveis e que salvam a gente daqueles dias em que nossas pernocas não estão legais (tipo eu, que vivo me batendo em coisas e deixando-as cheias de manchinhas roxas, enfim!).

Olha como a Camisa Jeans fica bem com saias estampadas e nem precisa ter azul na estampa! Geométricas, florais, étnicas, listrados, adoro! Também pode combinar com saias jeans. Escolhi as mais compridas para trazer para vocês, mas uma mini-saia jeans também ajuda em dias mais despojados.

Com saia preta a gente já sabe que dá certo, não é? A camisa pode ser por dentro da saia ou por fora, com as mangas dobradas despretensiosamente ou com os punhos abotoados, com meia-calça ou com pernas de fora, independe do estilo.

Em se tratando de calça, podemos usar a Camisa Jeans com calças pretas e brancas ou até com uma calça jeans em propostas mais básicas (para que tem medo de ousar ou ainda está se acostumando com a peça). Os acessórios vão ajudar a compor o estilo. 

Amei muito a possibilidade de usar a Camisa Jeans com um laço ou uma gravatinha, como na foto da cantora Kesha (acima) ou com um shortinho com uma lavagem mais escura!

Por baixo do moleton ou do blazer, com acessórios poderosos ou com o combo: saia de poá e scarpin preto, é certeza que a Camisa Jeans ajudará a quebrar a formalidade de peças tão tradicionais. Para usar durante o dia: vale amarrar na cintura ou usar com uma saia de cor mais forte. 

E, para finalizar, acima muitas formas de usar a Camisa Jeans para propostas ainda mais elegantes: como sobreposição de um macacão preto, por baixo de um casaco, com saia de paetês, embaixo de um vestido preto básico, com saia de tule ou total jeans com um sapato super alto e um coque!

Ufa! Imagino que muitas dessas opções você nunca havia imaginado (nem eu!). Uma dica: cria uma pastinha no seu computador, tablet ou telefone para armazenar todas essas fotos. Vão ajudar quando você não souber como usar sua Camisa Jeans.

*Rita Prado é Designer de Moda, Pós graduada em Gestão de Moda e Styling, Mestre em Design, Pesquisadora de Moda com ênfase no Cinema e Professora.

Camisa Jeans, anos 2000.

Olá Queridos,

Já pontuamos alguns momentos importantes da vida da Camisa Jeans até os anos 1990. Hoje vamos falar sobre o percurso dessa bonita nos anos 2000 e 2010. Fui pesquisar em algumas revistas minhas sobre o uso da Camisa Jeans em algumas produções de moda e fiquei bem chocada de como a imagem de moda mudou nos anos 2000. Não quero acreditar que já são quase 15 anos desde que a Britney Spears lançou o clipe de “Oops! ... I did it again”. Ano 2000, meu penúltimo ano na escola, achando que já sabia bem aonde eu estaria 15 anos depois... enfim, como isso não tem nada haver com o nosso post, voltemos a contemplar nossa peça perfeita da semana: a Camisa Jeans. Provavelmente usada no começo deste século com uma calça jeans beeem baixa apelidada carinhosamente com o nome da cidade francesa de Saint Tropez. Que Deus leve para sempre essa maldita moda para longe de nossos guarda-roupas!

Acredito que demos uma melhorada do começo dos anos 2000 para cá, né? Vejamos alguns editoriais mais recentes:

E, sem dúvida, 2014 já começou insistindo para que a gente tenha logo uma Camisa Jeans maravilhosa no nosso guarda-roupa perfeito, olha só:

Trouxe algumas imagens da década passada e dessa década para que tiremos nossas próprias conclusões. Amanhã vamos conhecer alguns dos diferentes estilos que podem ser montados a partir da Camisa Jeans. 

*Rita Prado é Designer de Moda, Pós graduada em Gestão de Moda e Styling, Mestre em Design, Pesquisadora de Moda com ênfase no Cinema e Professora.

Camisa Jeans, algumas histórias.

Olá queridos,

Como já expliquei no post passado toda semana iremos conhecer uma peça que ajudará a montar o nosso guarda-roupa perfeito! 

Hoje vamos conhecer a primeira delas: a Camisa Jeans.

A primeira imagem de uma camisa jeans que me vem à cabeça é o icônico cartaz divulgado durante a Segunda Guerra Mundial com uma mulher mostrando o “muque” e dizendo “We Can Do It”. O cartaz foi criado em 1943 para a fábrica Westinghouse Eletric Corporation e chamava as mulheres americanas ao trabalho enquanto seus homens (e força operária do país) estava em combate. A imagem logo serviu como referência ao movimento feminista, trazendo uma mulher que trabalha e que pode fazer tudo. Na imagem, inspirada na fotografia de uma operária de 17 anos, chamada Geraldine Doyle, a mulher usa uma camisa de denim, que é uma espécie de algodão, matéria-prima para a fabricação do nosso amado jeans.

Aos poucos a camisa jeans foi incorporada ao guarda-roupa feminino como peça de moda. Nas décadas que se sucederam ao cartaz encontramos esta peça representando estilos diferentes bem diferentes. Na década de 1960 já era possível encontrar revistas com apliques para customizar sua camisa jeans e deixá-la "hippie" em 5 minutos. Jane Birkin, símbolo sexual do anos 1970 era uma adepta da peça.

Nos anos 1980 e 1990, a camisa jeans estampava revistas e campanhas das altas modas, como por exemplo, a que linda Linda Evangelista usou a peça com uma saia de festa para o estilista Gianni Versace. 

E quem viveu a década de 1990 certamente lembra  da personagem Brenda Walsh no seriado americano Barrados no Baile e sua camisa jeans gigaaaante! Bom, esse foi um breve passeio pela história da camisa jeans até os anos 1990.

A minha Camisa Jeans preferida no século XX foi sem dúvida a de George Harrison na capa do álbum do século, na minha opinião: Abbey Road! Mas sou beeem suspeita. Apaixonada por Beatles. Amanhã veremos como a Camisa Jeans virou o século! E durante a semana vamos aprender a usá-la!

*Rita Prado é Designer de Moda, Pós graduada em Gestão de Moda e Styling, Mestre em Design, Pesquisadora de Moda com ênfase no Cinema e Professora.

Apresentação

Olá Queridos,

Estou muito feliz por que esse é o meu primeiro post de um projeto especialmente criado para o portal Cidade Verde. Fiquei muito lisonjeada com o convite do portal para escrever sobre moda. Sou uma apaixonada por roupas. Cresci vendo a minha avó e a minha mãe criarem, costurarem, venderem, customizarem e até doarem peças de roupas. Com as sobras dos tecidos e aviamentos eu produzia as minhas bonecas Barbies para as mais diversas ocasiões. A sementinha da Moda cresceu muito cedo dentro da minha cabeça e do meu coração. Não foi nada programado, mas hoje acumulo sete anos como designer de moda, uma pós, um mestrado, mais de dois mil modelos de roupas desenvolvidas e muita, muita curiosidade! Aliás, curiosidade é o que move o meu mundo e isso me fez, no bom português facebookiano, uma “compartilhadora” nata! Mais do que saber como usar, onde usar ou por que usar uma peça de roupa, gosto de saber onde começa a sua história, como ela foi feita, o que ela representa para a sociedade e como ela funciona na criação de uma imagem. E, por gostar de estudar e de repassar esse conhecimento resolvi trazer um ideal de guarda-roupa perfeito. Uma espécie de manual de estilo, que não só mune o nosso guarda-roupa para a batalha diária de uma mulher com ela mesma, como também enche o nosso espelho de paz! A cada post uma peça será apresentada e serão questionadas quais as suas funções num guarda-roupa que insiste em querer se renovar todo dia. A intenção é que a gente aprenda a montar um guarda-roupa perfeito sem que para isso tenhamos que embarcar em todas as barcas furadas que a moda apresenta periodicamente. É isso mesmo, este manual será uma espécie de desencontro com o consumo exagerado, para o início de um processo de conscientização e autoconhecimento como consumidor de moda. Como podemos tirar proveito da moda e não o contrário? Então, sejam todos bem-vindos e tomem notas do que vamos começar a discutir aqui.

 

*Rita Prado é Designer de Moda, Pós graduada em Gestão de Moda e Styling, Mestre em Design, Pesquisadora de Moda com ênfase no Cinema e Professora.

Posts anteriores