Cidadeverde.com

Prefeitura de São João do Piauí prorroga inscrições de concurso público


A Prefeitura de São João do Piauí prorrogou o prazo de inscrições do concurso público para o dia 3 de julho. O certame contempla 54 cargos com o total de 116 vagas, distribuídas nas áreas de educação, saúde, assistência social e administração. As inscrições são feitas exclusivamente via internet pelo site www.consep-pi.com.br.

LEIA O EDITAL

As provas objetivas serão realizadas no próximo dia 2 de agosto. Os locais de aplicação das provas objetivas serão divulgados até dia 27 de julho de 2015 na sede da Prefeitura de São João do Piauí e no site www.consep-pi.com.br.

A Prefeitura de São João do Piauí informa que os participantes do concurso anulado de 2012 poderão apresentar o comprovante de pagamento da taxa de inscrição para descontar no pagamento da inscrição do novo concurso.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Casal "presenteado" com bebê em São João do Piauí vai tentar adoção

O casal "presenteado" com um bebê na madrugada de segunda-feira (22) em São João do Piauí vai tentar a adoção da criança. Enquanto a Polícia Civil tenta encontrar a mãe biológica da recém-nascida, que foi abandonada dentro de uma caixa de papelão na zona rural da cidade localizada a 485 quilômetros de Teresina, Luziane Ribeiro Brás da Silva e Manoel Francisco da Silva já "batizaram" a pequena de Mariana Vitória e agora buscam os meios legais para se tornarem seus pais legítimos.

"Nós vamos fazer o que for possível para adotá-la. Tudo que estiver ao nosso alcance será feito. Vamos dar todo o carinho que ela merece", disse Manoel por telefone ao CidadeVerde.com nesta terça-feira (23).

Mariana Vitória entrou na vida dos Silva por acaso. Na madrugada de segunda-feira, ela foi encontrada dentro de uma caixa de papelão na porteira de um sítio a cinco quilômetros da zona urbana de São João do Piauí. Junto da bebezinha, o filho do dono da propriedade achou um bilhete que pedia que a criança fosse entregue à esposa de Manoel, Luziane, mais conhecida como Dona Lulu.

Após exames, a recém-nascida, que foi deixada próximo a um formigueiro e apresentou irritação na pele, ficou sob a responsabilidade de Manoel e Lulu - a medida teve a chancela do Conselho Tutelar de São João do Piauí.

Além de Mariana Vitória, os Silva têm outros três filhos de 28, 22 e 15 anos. Os dois mais velhos já casaram e saíram de casa. O mais novo segue com os pais e será mais uma companhia para a bebê daqui para frente.

Investigação

Enquanto Manoel e Lulu tentam adotar a pequena Mariana Vitória, a Delegacia de São João do Piauí investiga o caso. O objetivo da Polícia Civil é descobrir a identidade da mãe biológica, que abandonou a filha e escreveu o bilhete endereçado aos Silva. De acordo com o agente Isaac Vilarinho, porém, o trabalho é complicado.

"Desde domingo à noite, a Polícia Civil está realizando diligências em busca da mãe, mas ainda não encontrou. É uma investigação difícil. O sítio onde a criança foi encontrada fica a cinco quilômetros da zona urbana. Já fomos às maternidades para saber se alguma mulher deu à luz uma menina no dia, mas não conseguimos nada", comentou o policial.

Caso seja encontrada, a mãe biológica de Mariana Vitória responderá pelo crime de abandono de incapaz. "O bebê está bem. Já está sob os cuidados da família de Dona Lulu. Mas ainda não sabemos se a mãe biológica é maior ou menor, nem que motivos levaram-na a abandonar a criança", finalizou Vilarinho.

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

Recém-nascida é encontrada em porteira de sítio em São João do Piauí

Uma recém-nascida foi encontrada na madrugada desta segunda-feira (22) dentro de uma caixa de papelão na porteira de um sítio em São João do Piauí, a 485 quilômetros de Teresina. Junto da bebezinha, que foi achada enrolada em um lençol, o filho do dono da propriedade se deparou com um bilhete, que pedia que a criança fosse entregue à esposa do caseiro. As informações foram confirmadas pela Polícia Civil.

A criança foi achada próximo a um formigueiro e estava com a pele irritada. 

Acionada por moradores da região, a Polícia Militar se deslocou para o local e resgatou a criança. Em seguida, foi feito contato com Luziane Ribeiro Brás da Silva, identificada no bilhete encontrado na caixa como Dona Lulu.

O recém-nascido passou por exames em uma maternidade de São João do Piauí e, em seguida, foi levado para a casa de Dona Lulu com autorização do Conselho Tutelar.

A Polícia Civil ainda não ouviu oficialmente Dona Lulu. Em uma conversa preliminar, porém, ela garantiu não ter conhecimento de ninguém próximo que estivesse grávida. A investigação para descobrir quem abandonou a criança deve se intensificar nos próximos dias.

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

Polícia prende idoso acusado de estuprar e engravidar sobrinha com deficiência mental

Policiais civis de Simplício Mendes e São João do Piauí prenderam na manhã desta quinta-feira (11) um idoso de 64 anos acusado de estuprar e engravidar a sobrinha com deficiência mental.

Identificado como Domingos Paulo da Silva, o acusado foi detido em um bar em São João do Piauí. Segundo o delegado de Simplício Mendes, Marcelo Leal, ele não resistiu à prisão e confessou ter mantido relações sexuais com a sobrinha de 17 anos.

"Ele estava há algum tempo abusando de forma sistemática de uma das sobrinhas, que é deficiente mental. Ela, inclusive, engravidou por causa dos abusos. Tomamos conhecimento do fato, reunimos informações e, com um mandado de prisão, conseguimos localizá-lo em um bar e efetuamos a captura. Ele foi trazido para a delegacia e confessou que tinha uma 'amizade' com a sobrinha", detalhou o delegado.

Por causa dos abusos, a sobrinha deu à luz no dia 9 de maio. De acordo com Marcelo Leal, Domingos Paulo se comprometeu a fazer um exame de DNA para confirmar a paternidade. "Por ter abusado da sobrinha, ele responderá por estupro de vulnerável. Caso seja condenado, pode pegar de oito a 15 anos de cadeia", explica o delegado de Simplício Mendes.

Outros crimes

Aposentado, o idoso Domingos Paulo da Silva já respondia por uma tentativa de estupro ocorrida em 2007. Além disso, a Polícia Civil descobriu que ele fez vários empréstimos consignados no nome da irmã, que também deificiente mental e da qual é procurador. "A mãe da sobrinha abusada também é doente mental e atualmente vive acamada. Recentemente, teve um AVC. O pai é falecido. Enfim, é uma família em situação de extrema pobreza", lamentou Marcelo Leal.

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

São João do Piauí lança edital de concurso para 116 vagas

Durante solenidade realizada nesta terça-feira (9), o prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos Modesto (PT), sancionou o projeto de lei que institui o edital do concurso público do município, que contempla 54 cargos com o total de 116 vagas, distribuídas nas áreas de educação, saúde, assistência social e administração.

A lei será publicada na quarta-feira (10) no Diário Oficial do Estado. As inscrições para o certame serão abertas na quinta-feira (11) no site: www.consep-pi.com.br.

Durante a sanção da Lei, o prefeito Gil Carlos Modesto destacou o empenho da gestão em organizar o município, criando as condições para a realização do maior concurso público da história de São João do Piauí.

“É emocionante sancionar esta lei, que garante aos sanjoanenses a oportunidade de acesso ao serviço público de maneira democrática e justa. Agradeço à Câmara de Vereadores, que uniu forças com o Executivo para aprovarmos esta lei, que foi democraticamente elaborada visando o planejamento do município para os próximos anos”, enfatizou Gil Carlos.

A Prefeitura informa, ainda, que os participantes do concurso anulado de 2012 poderão apresentar o comprovante de pagamento da taxa de inscrição para descontar no pagamento da inscrição do novo concurso.

“Essa é uma forma que nós encontramos, com base legal, de amenizar o prejuízo que os participantes tiveram por conta dos vícios existentes no último concurso, que não foi realizado e não devolveu o dinheiro que foi arrecadado dos candidatos”, concluiu o prefeito.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

São João do PI: comoção marca velório de menina morta em SP

  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação
  • Divulgação

O clima de comoção marcou o velório e o enterro da menina Emanuele de Carvalho Pereira de 7 anos, morta na tarde da última sexta-feira (5) após ser atropelada em uma calçada no bairro do Brás, na Zona Leste de São Paulo. O corpo da criança chegou a São João do Piauí na madrugada desta segunda (8) e foi velado na Igreja Assembleia de Deus do município.

O prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, esteve no velório. Crianças com faixas e cartazes também prestavam homenagens a garota. Além de Emanuele e a mãe, outras duas pessoas – dentre elas outra criança - estavam na calçada e também foram atropeladas. Emanuele teve uma parada cardíaca e morreu no Hospital Municipal do Tatuapé.

A mãe da menina, identificada como irmã Luiza, teve de ser socorrida em virtude de um mal súbito após o acidente. O motorista foi levado à delegacia e apresentava sinais de embriaguez. Rodrigo de Moraes Gonçalves, 43 anos, está preso.  Emanuele e a mãe estavam em São Paulo para tratamento de saúde. O pai dela, conhecido irmão Mão Santa, está em São João do Piauí e teve que ser internado quando soube do acidente.

Em seguida, o corpo de Emanuelle foi enterrado no cemitério municipal com a presença de muitos moradores do município.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Corpo de menina morta em SP chega na madrugada de segunda ao Piauí

O corpo da menina sanjoanense Emanuele de Carvalho Pereira, 7 anos, morta na tarde de sexta-feira (5) após ser atropelada em uma calçada no bairro do Brás, na Zona Leste de São Paulo, chega na madrugada desta segunda-feira ao Piauí. Ela será enterrada em São João do Piauí. O velório acontecerá na Igreja Assembleia de Deus do município.

Foto: Reprodução/TV Record

O corpo sairá de São Paulo em um avião até Petrolina, em Pernambuco, de onde seguirá de carro até São João do Piauí. A mãe da garota chega ainda na tarde deste domingo em São João do Piauí.

Além de Emanuele e a mãe, outras duas pessoas – dentre elas outra criança - estavam na calçada e também foram atropeladas. Emanuele teve uma parada cardíaca e morreu no Hospital Municipal do Tatuapé.

A mãe da menina, identificada como irmã Luiza, teve de ser socorrida em virtude de um mal súbito após o acidente. O motorista foi levado à delegacia e apresentava sinais de embriaguez. Rodrigo de Moraes Gonçalves, 43 anos, está preso. 

Emanuele e a mãe estavam em São Paulo para tratamento de saúde. O pai dela, conhecido irmão Mão Santa, está em São João do Piauí e teve que ser internado quando soube do acidente.

Prefeitura emite nota de pesar

O município de São João do Piauí manifesta imenso pesar pelo falecimento da pequena Emanuelle Pereira dos Santos, de apenas 7 anos, vítima de acidente de trânsito, ocorrido na tarde da última sexta-feira (5), em São Paulo (SP). Ela era aluna da escola municipal Silvino de Moura Leal de São João do Piauí.

O município de São João do Piauí está apoiando a família para que neste domingo (07) seja feito o traslado do corpo de Emanuelle de São Paulo até a sede do município. Também estamos trazendo sua mãe, Luíza Tavares da Silva, que está vindo com uma acompanhante, devido ao forte abalo emocional sofrido.

Em nome de todos os sanjoanenses, o município de São João do Piauí manifesta solidariedade aos pais, amigos e demais familiares de Emanuelle, enlutados diante de sua precoce partida. Rogamos para que, diante da imensa dor, possam encontrar consolo e paz.

Município de São João do Piauí

 

Empresta contesta informações sobre traslado (postado em 16/06 às 16h30)
Em contato com o Cidadeverde.com, a empresa Plano de Assistência Familiar Santa Inês contestou a informação de que a prefeitura de São João do Piauí efetuou o traslado do corpo de Emanuelle, conforme informado em nota pelo município. 

Nair Rodrigues Tavares, proprietária da empresa, informou que o pai da garota é cliente do plano e foi devidamente assistido. Segundo a empresária, ela mesma foi a Petrolina (PE) para fazer o traslado do corpo de lá até São João do Piauí. Já a viagem da mãe da garota e sua acompanhante não ficaram a cargo da empresa. 

 

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Garota piauiense de 7 anos morre ao ser atropelada na calçada em SP

Uma menina de 7 anos identificada como Emanuele morreu na noite desta sexta-feira (5) após ser atropelada em uma calçada no bairro do Brás, na Zona Leste de São Paulo. A garota é filha de um casal piauiense que reside em São João do Piauí, a 486 km ao sul de Teresina. A mãe da menina, identificada como irmã Luiza, estava no momento do acidente, mas não foi atingida pelo veículo.

Foto: Reprodução/TV Globo

Além de Emanuele e a mãe, outras duas pessoas – dentre elas outra criança - estavam na calçada e também foram atropeladas. Emanuele teve uma parada cardíaca e morreu no Hospital Municipal do Tatuapé.

Entre as vítimas, uma mulher de 65 anos sofreu uma fratura exposta na perna. Uma idosa de 80 anos e outra criança de 8 também estão entre as pessoas atropeladas. A mãe da menina que morreu, 38 anos, teve de ser socorrida em virtude de um mal súbito após o acidente. 

O motorista foi levado à delegacia e apresentava sinais de embriaguez. Rodrigo de Moraes Gonçalves, 43 anos, está preso. 

O corpo da menina está no Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo e deve ser liberado até o final do dia para o traslado a São João do Piauí.

Segundo apurou o Cidadeverde.com, Emanuele e a mãe estavam em São Paulo para tratamento de saúde. O pai dela, conhecido irmão Mão Santa, está em São João do PIauí e teve que ser internado quando soube do acidente.

O velório vai acontecer na igreja Assembleia de Deus em São João do Piauí.

Hérlon Moraes (Com informações do G1)
herlonmoraes@cidadeverde.com

Prefeitura de São João do Piauí entrega carro para Conselho Tutelar

Na noite dessa quarta-feira (3), na sede da Prefeitura de São João do Piauí, aconteceu a solenidade de entrega do carro para o Conselho Tutelar do município. Na ocasião, também foi sancionada a lei que regulamenta as políticas públicas municipais voltadas para a proteção da criança e do adolescente.

O prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, destaca a importância do trabalho do Conselho Tutelar. “Hoje é um momento feliz, que marca a entrega destes equipamentos para o Conselho Tutelar, que desempenha uma importante tarefa em nosso município, que é a defesa das nossas crianças e adolescentes”, frisa o gestor. 

Gil Carlos ressalta, ainda, que na consolidação da defesa dos direitos das crianças e adolescentes, o município faz sua parte. “O município de São João do Piauí fez sua parte na consolidação da defesa dos direitos da criança e do adolescente. Sancionamos a lei que regulamenta a política de proteção da criança e do adolescente e de valorização dos nossos conselheiros, estabelecendo melhores salários”, afirma. 

De acordo com a presidente do Conselho Tutelar, Maristela Costa Coelho, as conquistas atuais são frutos de um trabalho árduo do Conselho Tutelar. “Estas conquistas são fruto do trabalho e da luta dos conselheiros tutelares; um trabalho que é feito diuturnamente, em defesa das crianças e adolescentes”, diz. 

Além do carro, o Conselho Tutelar recebeu cinco notebooks, um bebedouro, um refrigerador e uma impressora multifuncional. Todos os equipamentos foram adquiridos por meio do Programa de Equipagem dos Conselhos Tutelares, vinculado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR).

 

redacao@cidadeverde.com

São João do Piauí realiza caminhada contra Dengue e Chikungunya

Dezenas de pessoas participaram nesta quarta-feira (3) da caminhada contra a Dengue, Febre Chikungunya e o vírus Zika em São João do Piauí, a 485 quilômetros de Teresina. Promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, a mobilização partiu do Centro Cultural Ministro Petrônio Portela, na Avenida Cândido Coêlho, e percorreu as principais ruas da cidade.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Vanessa Barbosa, o Executivo tem trabalhado arduamente para coibir os casos das doenças no município. “Caminhadas como essa ajudam a alertar a população para o problema e também para mostrar que não estamos de braços cruzados. Estamos fazendo o possível para combater o mosquito aedes aegipty em nossa cidade”, comenta a secretária.

“Queremos parabenizar toda a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, especialmente as equipes do Programa de Saúde da Família, agentes de saúde e endemias. Esses profissionais incansáveis desenvolvem um trabalho belíssimo em nossa cidade e sem eles essa ação de combate à Dengue e outras doenças não aconteceria”, destaca o prefeito Gil Carlos Modesto.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Posts anteriores