Cidadeverde.com

Projeto Cinesolar leva cinema a São João do Piauí e Ribeira

O Cinesolar, inovadora iniciativa brasileira de cinema itinerante, que exibe filmes a partir da energia solar, estará neste sábado (8) em São João do Piauí e dia 9 em Ribeira do Piauí. Nas duas cidades, das 18h às 19h serão exibidos curtas com a temática da sustentabilidade e a partir das 19h será exibido um longa-metragem, a ser escolhido na hora entre “Cine Holliúdy” e “O Auto da Comparecida”. A entrada é franca e aberta a todos.

O Cinesolar utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade. Tudo funciona a partir de uma van equipada com placas solares que possibilitam, através de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. No interior do veículo, há 100 assentos para o público, telão com metragem de 200 polegadas, sistema de projeção e som e até um estúdio de gravação. 

Quando chegam aos locais de exibição tudo é retirado da van e o cinema é montado em lugares como praças públicas e quadras esportivas.

Em São João do Piauí e em Ribeira do Piauí, no período da tarde, das 14h às 17h, acontece a Oficinema Solar (Oficina de Cinema), evento fechado, voltado, em cada município, a 30 jovens de escolas da região. Além de participarem de uma introdução ao audiovisual e de desenvolver um roteiro de cinema, durante a oficina esses jovens produzem um filme curta-metragem, que é exibido à noite, junto com os outros filmes da programação. 

Nas duas cidades, durante as sessões de cinema acontece também a Eco Estúdio Solar - exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van Cinesolar Tupã e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar (por exemplo: como a energia solar se transforma em elétrica). Além disso, são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias renováveis, com aplicações práticas no dia-a-dia, como um instigante relógio de batatas.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com