Geral

Servidores da Adapi entram em greve por tempo indeterminnado

Imprimir
Após paralisações no início do mês, os servidores da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) começaram ontem(28) uma greve em todo o Estado para pressionar o governo e deputados pela aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV). Em todo o Estado são 553 funcionários.


A greve deve acontecer até a próxima segunda-feira(05), quando será realizada uma assembleia entre os servidores, que vão analisar o movimento, para saber se continuam ou não.  A greve foi a alternativa encontrada para os funcionários chamarem atenção do governo, que mesmo com a paralisação, não negociaram. 

Segundo os manifestantes, dos 553 servidores, 351 exercem as funções de Fiscalização Agropecuária, porém há o cargo de Fiscal. 

“A implantação do PCCV da Adapi é necessária e urgente. É necessária por tratar-se de uma exigência do Ministério da Agricultura. Além de garantir a evolução funcional do servidor e valorizar o trabalho com remuneração condizente com a natureza e complexidade das atribuições”, justificam. 

Eles querem a criação dos cargos de Fiscal Estadual Agropecuário e de Técnico Estadual de Fiscalização Agropecuária.

Entre as atividades prejudicadas, está a vacinação de gado referente à febre aftosa, que o Piauí luta para sair do risco médio.



Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com
Imprimir