Cidadeverde.com
Suzane Jales

Crítico interior: seu maior inimigo

Sabe aquela vozinha que vem lá do fundo da sua mente inconsciente, com questionamentos e afirmações negativas, e que aparece em determinadas situações da sua vida, sobretudo quando você está com um tantinho de dúvida, receio ou resistência de dar um passo importante?

É a voz do seu maior inimigo: o crítico interior! Ele geralmente não fala nada que preste, só critica…

Acontece mais ou menos assim: você começa a pensar em fazer uma mudança importante na vida e ele aparece. “Será que vai dar certo? E se não der?”, martela na sua cabeça. Ou tem uma prova/ apresentação para fazer e ele surge: “Acho que você não está preparado(a)”. Isso sem falar que, no final, ele capricha: “Não foi tão bom… você podia ter feito melhor!”.

Você já passou por isso?

Não é de estranhar que, por causa do crítico interior, muita gente fique “paralisada” ou acabe fazendo exatamente o contrário do que queria. E quando ele vem cheio de crenças limitantes, então… aí é que o bicho pega.

Em muitos casos, para se livrar dele, pode ser necessária uma ajuda especializada de um Coach, Psicologo ou Terapeuta.

A questão é que, de tanto “conviver” com essa vozinha (e lhe dar ouvidos!), o crítico interior meio que se torna um “amigo” que aparece para lhe “proteger e prevenir do mal”.

Aí a pessoa fica na zona de conforto… e nem percebe.

Por isso mesmo, é super importante aprender a identificar e controlar nosso crítico, não deixando que ele nos atrapalhe.

Existem técnicas de Coaching, inclusive com PNL, para lhe ajudar nesse trabalho de reconhecimento e controle. Por isso mesmo, eu dediquei um módulo inteiro do Programa Dia de Coaching só para resolver essa questão.

Mas, aqui, dá para lhe dar uma ideia de como são alguns passos importantes desse combate:

  1. Primeiro é preciso verificar a existência do crítico e identifica-lo. Muita gente nem sabe que tem esse inimigo jogando contra…
  2. Depois, é necessário entender como ele age dentro de você e quais são as situações em que ele surge para te perturbar. Anote as “frases desanimadoras” usadas por ele.
  3. Agora é hora de preparar a sua estratégia de defesa. Uma delas é criar uma frase motivadora para cada frase desanimadora que você observou que é dita pelo seu crítico interior e ficar com elas na ponta da língua.
  4. Quando o crítico aparecer e começar a perturbar, imediatamente use suas frases motivadoras.

É isso aí. Essa é uma das técnicas que usamos no processo de Coaching.

Use à vontade, mas não espere resultados rápidos. Lembre-se que foram anos e anos deixando esse crítico crescer dentro de você. É preciso disciplina, paciência e persistência para lhe livrar dele ou enfraquecê-lo o suficiente para que ele não lhe cause mal.

Finalizo com um aviso importante, descrito pelo meu mestre Nicolau Cursino: “E mesmo que a cabeça recue, o coração avança. Agir pelo coração, coragem (coeur = coração, age = ação), é também não ouvir seus próprios pensamentos, quando não te levam ao caminho mais alto. É preciso saber distinguir a voz interna que critica e paralisa (inner critic) da voz interna que orienta e encoraja (inner coach).

Beijos mil,

Suzane Jales
sua coach