Cidadeverde.com

Partidos disputam filiação do comandante da Polícia Militar

O coronel Carlos Augusto sinaliza para uma candidatura de deputado estadual em 2018. A situação já movimenta os bastidores na política piauiense. Pelo menos cinco partidos da base governista formalizaram convites para filiação do comandante da PM-PI, com plenas garantias de apoio. Mas o destino político do coronel passa pelo governador Wellington Dias, de quem é amigo pessoal. E mais: como é oficial militar, o prazo de filiação partidária é ainda mais esticado do que para um civil. Carlos Augusto tem prerrogativa para escolher  uma legenda partidária até  45 dias antes do pleito. Tem muito tempo ainda. Porém, o natural caminho do coronel é disputar mandato de deputado estadual pelo PT.