Cidadeverde.com

Como funciona a hemodinâmica de alta complexidade cardíaca

A hemodinâmica de alta complexidade cardíaca é um serviço que se dedica à realização de diagnósticos e procedimentos utilizando a técnica do cateterismo. Em situações de emergência, é utilizada para confirmar a presença de obstruções das artérias coronárias e infarto agudo do miocárdio, sendo extremamente útil para planejar a melhor estratégia de intervenção. Também realiza procedimentos que direcionam o paciente para tratamentos como angioplastias, implante de stents, embolização de aneurismas, tumores e outros defeitos vasculares complexos, além de tratamentos de arritmias e implantes de marcapasso. O médico Maurício Giralddi, que atende num hospital de referência do bairro Primavera, explica que "a hemodinâmica de alta complexidade contempla outras áreas da medicina, como neurologia, cirurgia vascular e radiologia intervencionista, o que permite tratamentos minimamente invasivos de todos os órgãos do corpo humano”. De acordo com o médico, os avanços relacionados a hemodinâmica trazem consequências positivas. “ Os hospitais que disponibilizam de avanços tecnológicos para o funcionamento de setor de hemodinâmica, proporcionam ao paciente uma menor permanência no hospital, e os procedimentos são realizados em um menor espaço de tempo. Com isso, o risco de infecção hospitalar é quase inexistente”, conclui.

Caldo de cana pode turbinar o treino

O caldo de cana já foi considerado um vilão para os praticantes de atividade física e hoje, depois de uma série de pesquisas sobre o tema, se tornou um dos melhores alimentos para ser consumido antes ou depois do exercício. Isso se deve ao fato dele ser rico em glicogênio, por isso fornece bastante energia ao organismo e principalmente ao músculos, potencializando o treino. Além disso, é fonte das vitaminas A, B e C, bem como dos minerais ferro, cálcio, potássio e magnésio. A garapa, nome popular da bebida é recomendada no pré-treino para dar energia, e no pós treino, para ajudar a recuperar os músculos, evitando a fadiga, além de hidratar o corpo rapidamente e repor as vitaminas e minerais perdidos durante a prática de atividade física.

Albumina pode ajudar no tratamento de doenças crônicas

Essa substância, que pode ser encontrada na clara do ovo, é uma proteína muito importante para o bom funcionamento do corpo, sendo que, para os atletas, ela age principalmente na reparação muscular e na redução da fadiga pós-treino. No entanto, a importância dessa proteína não está ligada apenas à musculação ou aos objetivos atléticos. Ela também é capaz de contribuir para o tratamento de várias doenças crônicas, já que facilita o transporte de alguns nutrientes no corpo. Em uma pessoa saudável, o corpo produz a quantidade necessária dessa proteína para o bom funcionamento do organismo. Contudo, em pessoas que possuem problemas de saúde, principalmente doenças hepáticas, a produção é reduzida, portanto, é necessária a suplementação.


Qual a função da substância no corpo?

Os hepatócitos, células presentes no fígado, sintetizam essa proteína a fim de regular a concentração de água que fica entre o sangue e os tecidos, sendo que, quando há a deficiência da proteína, a pessoa incha pelo acúmulo excessivo de água. Além disso, ela facilita o transporte de várias substâncias que não se ligam às moléculas de água, conhecidas como hidrofóbicas.Desse modo, quando a pessoa possui problemas hepáticos que dificultam a produção dessa proteína, a saúde fica comprometida, podendo, inclusive, surgir edemas em seu corpo devido à quantidade anormal de água nos tecidos. Qual o objetivo da suplementação para quem sofre de hipoalbuminemia? O termo hipoalbuminemia se refere à deficiência da proteína no organismo do indivíduo, podendo ser causado por um consumo muito alto, o que ocorre em atletas de alto rendimento ou por falhas hepáticas.

O suplemento dela, nesses casos, serve para repor a necessidade do organismo, para que,dessa forma, os níveis sejam regularizados e o funcionamento volte ao normal. Além disso, o suplemento é composto de várias outras substâncias combinadas à proteína, como vitaminas B, potássio e ferro. Esses nutrientes são recomendados para reduzir os riscos de infecções. Por conter propriedades diuréticas, o uso da suplementação também é recomendado para pacientes que possuem transtornos intestinais. 

 

A albumina e os tratamentos médicos

Além do funcionamento normal da proteína, alguns médicos utilizam o suplemento como forma de tratamento de quadros mais sérios, como hemorragias e queimaduras.

? Hemorragias graves: essa proteína possui propriedades coagulantes, o que auxilia no combate a hemorragias mais graves;

? Queimaduras: essa substância também contribui para a cicatrização dos tecidos, sendo utilizada no tratamento de queimaduras de terceiro grau. Além disso, quando uma pessoa sofre uma queimadura grave, ela necessita repor a proteína perdida, e o melhor modo para isso é por meio da suplementação.

Os nutrientes contidos nos suplementos contribuem diretamente para a saúde da pessoa, seja ela adepta de exercícios ou não. A ingestão desses nutrientes pode auxiliar, inclusive, no combate à desnutrição, principalmente quando causada por sintomas como diarreia e vômito.

Equoterapia: Inclusão social e mais autoestima para os praticantes

A relação homem-cavalo é de longo tempo. No campo os equinos auxiliam na produção da pecuária e da agricultura, sem contar a eficiência no transporte de cargas. Até mesmo na segurança eles são úteis, pois são utilizados na montaria de policiais. E claro, que até no esporte eles são essenciais para o desempenho de atletas, como é o caso do enduro equestre, polo e hipismo. De fato é um instrumento de trabalho e tanto. Quer mais?! Até mesmo para promoção da inclusão social e aumento da autoestima o cavalo tem importância, já que é utilizado como recurso terapêutico na equoterapia.  A técnica proporciona à pessoa com necessidades especiais e/ou deficiência o desenvolvimento de suas potencialidades conforme seus limites físicos e psicológicos. A prática une saúde, educação, equitação e trato do animal, possibilitando que o praticante se relacione melhor com as pessoas e o ambiente onde vive.

A Equoterapia foi reconhecida como método terapêutico em 1997, pelo Conselho Federal de Medicina. De acordo com as recomendações da ANDE-Brasil (Associação Nacional de Equoterapia), o trabalho com a equoterapia deve ser realizado com uma equipe multidisciplinar, com no mínimo, três profissionais: equitador, fisioterapeuta e psicólogo.  O atendimento só é indicado para pacientes aprovados por uma avaliação médica. A equoterapia é importante porque corrige postura, melhora equilíbrio, concentração, coordenação, auxilia no desenvolvimento da marcha, e ainda trabalha a mente. “A evolução depende muito de cada um, porém cada um apresenta um desenvolvimento, ganho de equilíbrio, melhora na escola tanto na leitura quanto na escrita, melhora de comportamento e ganho de força muscular. É uma alegria a cada relato, uma vitória, conquistas de que o meu trabalho está ajudando cada um de alguma forma”, destaca a fisioterapeuta, Bruna Félix Martins.

4 dicas para escolher bem um plano de saúde

1. Confirme a seriedade da operadora
Quando fizer as cotações, consulte se a empresa que faz a venda é confiável. Basta saber o registro que ela tem na ANS, o nome e o CNPJ.


2. Pergunte sobre os períodos de carência
Quando você contrata o plano, normalmente precisa esperar antes de usar todos os serviços – e isso chama carência. Por lei, você deve esperar até 24 horas para usar o plano nos casos de emergência e talvez encontre um prazo máximo de seis meses para consultas, internações e cirurgias. Sempre pergunte sobre a carência antes de selecionar o produto.


3. Informe-se sobre a cobertura do plano
Peça uma relação dos hospitais que você pode utilizar e pergunte se existe uma central de atendimento que ajuda você a encontrar clínicas próximas a sua casa. Muitas empresas não entregam o manual impresso com a abrangência do plano, mas oferecem esse serviço online ou por telefone.


4. Seja sincero sobre seu estado de saúde
No momento de assinar o contrato, a empresa pergunta se você faz algum tratamento constante para qualquer doença. Diga sempre a verdade, pois o período de carência pode mudar – sem contar que você corre o risco de perder o plano se a mentira for descoberta.

Posts anteriores