Cidadeverde.com

Mania de perseguição pode ser tratada

É importante atentar para o fato de que a própria mania de perseguição é um sintoma para vários distúrbios ou problemas psicológicos. Por isso o ideal é que aquele que sofre com ela procure orientação com um especialista: psicólogo ou psiquiatra, para descobrir o que realmente está afetando as emoções e levando o indivíduo a ter tais sensações. Curar, por exemplo, problemas de autoestima pode ajudá-lo a afastar um pouco a ideia de que as pessoas não gostam de você. A psiquiatra Kátia Mecler explica que o fato de alguém sentir que os outros não lhe dão valor pode ser a projeção dela mesma nas outras pessoas, ou seja, se aquele que tem mania de perseguição tem uma autoestima muito baixa, acreditando que tem pouco valor e que não merece créditos por nada, por exemplo, ele pode estar projetando esse sentimento externamente, por isso sente que os outros não gostam dele ou tentam prejudicá-lo. Concentrar ações para elevar a autoestima é um método eficiente para amenizar a mania de perseguição, em casos moderados. Alguns desses métodos:

- Realizar esportes ou atividades salutares que ajudem a afastar maus pensamentos;

- Cuidar bem do sono, procurando dormir bem, em horários definidos;

- Cultivar relações sociais saudáveis, evitando amizades que deixem a pessoa para “baixo”;

- Procurar ambientes que trazem bons sentimentos, evitando ao máximo locais que não combinam com o jeito de ser da pessoa que tenha a mania de perseguição, como aqueles onde haja pessoas com ideias, comportamentos e padrões muito diferentes.