Cidadeverde.com

Como vencer o trauma de um abuso sexual

Muitos dos que sofreram abuso sexual mantém o segredo por anos, por medo ou vergonha de buscar ajuda, e denunciar o agressor. A superação do trauma vai depender do apoio e conforto emocional dado ao explorado e também da força de vontade deste mesmo para vencer o choque e dor causados a ele. Algumas formas de tratar o trauma, são:

- Conversar com tranquilidade, sem sentir-se pressionada para contar como ocorreu, quando foi, onde foi e quem foi.

- Não fazer associação com culpas ou sentir-se suja.

- Não fazer uso de dependência química (drogas), ou uso de álcool, comer compulsivamente, fazer greve de fome, automutilação para fugir do trauma.

- Buscar atividades que o relaxem e traga alegria, como música, teatro, pintura, escultura.

- Trabalhar o lado espiritual, da força e da fé.

- Sempre olhar-se no espelho com carinho e amor próprio.

- Sair com amigos e familiares, não isolar-se.

- Ser positivo em pensamentos e atitudes.

- Lembrar que o fato de estar vivo é uma dádiva de Deus.

- Buscar ajuda médica.

- Evitar pessoas, lugares ou objetos que relembrem o ocorrido.

- Ajudar outras pessoas. Ajudar o próximo é sempre bom, além de ocupar-se trazendo enriquecimento espiritual e autoestima. E visualizando a dor do outro, ajuda para que se perceba que existem outros que também sofreram e estão lutando para superar.

- Ler bons livros, por exemplo de autoajuda, que tragam conforto.

- Entrar em contato com amigos e parentes e relembrar juntos dos bons momentos, como viagens, época da escola, faculdade.

- Não deixar de se relacionar com um namorado, noivo ou esposo por medo do trauma.

- Não entrar em pânico.

- Procurar manter a rotina normal.

- Dar carinho aos que ama e lhe rodeiam.

A vida nos dá muitas oportunidades de sermos felizes e vitoriosos, haverá momentos difíceis que exigirão nossa força e fé, mas podemos e devemos fazer tudo o que nos beneficie para sobrepujarmos as adversidades para encontrarmos e estarmos com a paz interior.

 

Fonte: Site Família

Edição: Marcelo Fontenele