Cidadeverde.com

Moradores de Altos colocam amarelo na frente das casas no Dia de Prevenção ao Suicídio

Estamos no mês amarelo e nesse dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. O Movimento "Altos à Favor da Vida" estará na praça principal, durante toda a manhã, realizando várias atividades para a população, como: músicas, danças, grafitagem e panfletagem explicando os sinais e como ajudar alguém que pensa em suicídio. O movimento lançou uma proposta na rede social e que já deu muito certo. Várias pessoas estão colocando flores, balões ou mesmo pintando a frente da casa ou do estabelecimento comercial com a cor amarela. O amarelo representa a luta contra esse grave problema social, que também é de saúde pública. 

CEIR divulga lista de inscrições aprovadas em teste seletivo

A relação com o nome dos candidatos que tiveram a inscrição deferida no processo seletivo do Centro tegrado de Reabilitação (Ceir) já está disponível no site da instituição. A próxima etapa será a prova escrita, prevista para ocorrer no dia 15 deste mês. O processo seletivo é para o cadastro reserva da instituição e seleciona profissionais das seguintes áreas:

- Terapia Ocupacional,

- Psicologia,

- Hidroterapia,

- Musicoterapia,

- Psicopedagogia,

- Medicina Ortopedia e

- Medicina Neuropediatria. 

 

 

As inscrições foram deferidas de acordo com a análise das informações contidas nos currículos dos candidatos e exigências apresentadas no edital. A última etapa da seleção é a entrevista com os candidatos selecionados. De acordo com o cronograma, ela deve ser realizada nos dias nos dias 21 a 30 de setembro. O resultado final será divulgado até o dia 6 de outubro. O Centro Integrado de Reabilitação (Ceir), administrado, em regime de CLT, pela Associação Reabilitar, instituição social sem fins lucrativos, é o único centro do Piauí a reunir e ofertar tratamento de reabilitação de alta tecnologia a pessoas com deficiência físico-motora, auditiva e intelectual.

 

Para ter acesso à lista de inscrições deferidas, confira o link: http://goo.gl/otchN8

 

Sobre mais informações do processo seletivo, leia o edital:http://goo.gl/d0tJ4X. Ou, ligue (86) 3198-1500.

 

O Ceir fica localizado na Avenida Higino Cunha, nº 1515, bairro Ilhotas.

Picão-preto pode combater a cólica menstrual. Veja outros benefícios!

O Picão-preto é uma planta medicinal, também conhecida popularmente como Picão, Pica-pica ou Amor de mulher, utilizada para tratar inflamações, como artrite, dor de garganta ou dor muscular devido às suas excelentes propriedades antiinflamatórias. Normalmente, o Picão-preto cresce nas regiões quentes da América do Sul e, por isso é muito frequente no Brasil, especialmente em jardins limpos, sem produtos tóxicos e longe das ruas. O Picão-preto é uma planta pequeno que apresenta um caule verde escuro e folhas ligeiramente mais claras. O nome científico do Picão-preto é Bidens pilosa e pode ser comprada em lojas de produtos naturais, feiras livres e alguns supermercados.

 


Para que serve o Picão-preto

O Picão-preto serve para ajudar no tratamento de inflamações como reumatismo, dor de garganta, amigdalite, faringite, hepatite e cólica menstrual, por exemplo. Além disso, o Picão-preto também pode ser usado para tosse, úlceras gástricas, dor de estômago em geral, infecções urinárias e para manter os níveis de açúcar no sangue controlados, no caso de diabetes.


Propriedades do Picão-preto

As propriedades do Picão-preto incluem sua ação anti-inflamatória, diurética, antioxidante e anti-diabética.


Modo de uso do Picão-preto

Podem ser utilizadas todas as partes da planta Picão-preto para fazer infusões que podem ser utilizadas para gargarejos ou compressas mornas.

- Infusão de Picão-preto para problemas de estômago ou hepatite: colocar ½ xícara de partes da planta seca em uma panela com ½ litro de água e deixar ferver durante 10 a 15 minutos. Filtrar a mistura e beber 1 xícara 4 a 6 vezes por dia;

- Gargarejos de Picão-preto para garganta inflamada, amigdalite ou faringite: preparar a infusão, deixar esfriar até ficar morna e gargarejar 3 vezes por dia;

- Compressas mornas de Picão-preto para reumatismo e dor muscular: preparar a infusão de Picão-preto, deixar esfriar até ficar mornar, mergulhar compressas ou gaze limpa na mistura e depois aplicar sobre as articulações ou músculos doloridos.


Efeitos colaterais do Picão-preto

Não estão descritos efeitos colaterais do Picão-preto, no entanto, a planta deve ser utilizada com precaução evitando-se ultrapassar as doses diárias recomendadas no modo de uso.


Contraindicações do Picão-preto

Não estão descritas contraindicações do Picão-preto, porém grávidas, mulheres a amamentar e crianças não devem utilizar a planta sem informar o obstetra ou o pediatra.

 

 

Fonte: Tua Saúde

Alerta da OMS: Mais de 800 mil pessoas cometem suicídio no mundo

Em parceria com a Comissão de Tanatologia, do Conselho Regional de Psicologia – CRP21, estudantes, do curso de psicologia e da Liga Acadêmica Multiprofissional em Saúde da Família, do Centro de Ciências da Saúde – CCS da Universidade Estadual do Piauí – UESPI irão realizar uma atividade de conscientização em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Suicídio. A ação ocorrerá dia 09 de setembro, no Parque Potycabana, zona Leste de Teresina, a partir das 18h. Na oportunidade os estudantes entregarão material preventivo e fitas amarelas que é símbolo da campanha.

Ana Rosa, professora Mestra do curso de psicologia, da UESPI, relata que o tem suicídio deve ser debatido pela sociedade, pois, acredita que a importância de esclarecer dúvidas que os cidadãos tenham sobre o assunto. Para a professora, a sociedade não discute com franqueza o tema, o que contribui para que pessoas que tenham os sintomas não consigam encontrar soluções ajuda para o problema. “Nossa proposta é estimular a discussão sobre essa temática tão delicada quanto o suicídio, e assim, contribuir para conscientização. Não podemos ignorar que por ano muitas pessoas morrem em decorrência de suicídio. Assim, é necessário que conversemos com as pessoas”, afirmou.

 

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o suicídio um dos grandes problemas de saúde pública, que não recebe a devida atenção dos governantes, pois, não desenvolvem políticas públicas adequadas ao combate e prevenção para este problemas. Em estudo divulgado em 2014, a OMS, apontou que no mundo cerca de 804 mil pessoas cometem suicídio.

No Brasil, de 2000 até 2012, foram registrados 11.821, o país é um dos 28 que possuem políticas nacionais de prevenção e combate ao suicídio. Em 2006, foi aprovada a portaria nº 1876/2006 institui as Diretrizes Nacionais de Prevenção ao Suicídio, do Ministério da Saúde que determina a criação de ações para detecção, prevenção e combate de pessoas suscetíveis ao cometimento do suicídio.

UFPI abre inscrições para mestrado em Saúde Pública

A Universidade Federal do Piauí (UFPI), por meio da Pró-Reitoria de Ensino de Pós-Graduação (PRPG), torna público a abertura das incrições para a seleção de candidatos, a nível de Mestrado, ao Programa de Pós-Graduação em Saúde e Comunidade. Estão sendo ofertadas 16 vagas, sendo que 04 delas, serão destinadas ao Programa de Capacitação Interna (PCI) e 01 para o Programa de Inclusão de Deficientes (PID). Cada candidato só poderá se inscrever em uma linha de pesquisa. 

As inscrições abrem nessa terça-feira (08) e vão até o dia 18 de setembro, no Sistema de Gestão de Atividades Acadêmicas, no endereço eletrônico www.sigaa.ufpi.br. O candidato deverá apresentar pessoalmente a documentação listada no edital, em envelope lacrado. A isncrição de candidato portador de diploma de curso superior em instituição estrangeira estará sujeita à apresentação de revalidaão e/ou equivalência, conforme exige a legislação. 

 

 

HORÁRIOS PARA ENTREGA DE DOCUMENTAÇÃO:
08:30h às 11:30h e das 14h às 16:30h (exceto sábados, domingos e feriados)


LOCAL PARA ENTREGA DE DOCUMENTOS:
Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Comunidade/ Centro de Ciências da Saúde, avenida Frei Serafim, 2280, Teresina-PI. CEP: 64.001-020


VER EDITAL:
http://www.ufpi.br/arquivos/File/saudeecomunidadeedital.pdf

 

 

Posts anteriores