Cidadeverde.com

"Dor nas costas" será o tema do quadro Saúde

Toda terça-feira o telejornal Notícia da Manhã exibe o quadro "Saúde". Na edição de amanhã, será exibida uma reportagem feita por mim falando sobre aquele probleminha que tira muita gente do sério: Dor nas costas! No material você vai conferir algumas dicas importantes e saber como o tratamento com Osteopatia ajuda a melhorar a qualidade de vida do paciente. No estúdio, a apresentadora Nadja Rodrigues vai entrevistar um médico que responderá as perguntas do telespectador, enviadas pelo whatsapp (86) 9988 0254. Fique ligado e participe!

Revolução no tratamento de Hepatite C chegará no Brasil ainda em 2015

O SUS - Sistema Único de Saúde deverá iniciar a distribuição do Daclatasvir ainda esse ano. O novo medicamento é considerado uma revolução no tratamento de Hepatite C e já está liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa. Durante entrevista coletiva, o Ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que com a nova droga será possível diminuir o tempo de tratamento da doença de 9 meses para 3 meses. Segundo o ministro, os benefícios ainda são maiores. A taxa de cura sobre de 40% para 90%. Os efeitos colaterais são menos intensos, o que deverá aumentar a capacidade do paciente continuar com o tratamento. Os custos também deverão diminuir. Hoje, cada paciente custa R$ 25 mil de tratamento. Com o Daclatasvir, esse valor cairá para R$ 17 mil. Com isso, a expectativa é de aumentar o número de pessoas atendidas, dos atuais 16 mil pacientes/ano para 30 mil pacientes/ano.

 

 

Outra grande vantagem!
As drogas atuais não podem ser consumidas pelos pacientes de Hepatite C que sejam portadores de HIV/AIDS, transplantados ou à espera de transplante. Já com o Daclatasvir, isso é possível.

Pra quem não sabe...
A hepatite C é uma doença causada pelo vírus HCT transmitido pela transfusão de sangue contaminado e pelo uso compartilhado de seringas e objetos de higiene pessoal, como alicates de unha e lâminas de barbear, além de instrumentos usados em tatuagem e perfuração de piercings. O vírus também é transmitido sexualmente. A estimativa do Ministério da Saúde é que a doença atinja entre 1,4% e 1,7% dos brasileiros, a maioria acima de 45 anos de idade.

ENTREVISTA: Saiba tudo sobre o poderoso método Pilates, utilizado até em pacientes neurológicos

Todo sábado o blog VIDA vai trazer uma entrevista sobre temas interessantes da saúde. Para isso, conversamos com renomados especialistas para levar até você muitos conhecimentos e curiosidades. E a estreia da nossa temporada de entrevistas é sobre PILATES.

Esse método foi criado pelo alemão Joseph Pilates e ajuda a melhorar os condicionamentos físico e mental. Mesmo que se façam exercícios que parecem ser suaves, o Pilates proporciona o alongamento e o fortalecimento de forma individualizada e integrada. Para essa entrevista, convidamos a fisioterapeuta Karoline Queiroz. Ela é especialista em Fisioterapia Hospitalar, mestranda em Saúde da Família, tem formações nos métodos Pilates, RPG (Reeducação Postural Global), Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva e em Kinesio Taping.

 

Fotos: Marcelo Fontenele

 

MARCELO FONTENELE – Dra. Karoline Queiroz, quem pode praticar o Pilates?

KAROLINE QUEIROZ - O método Pilates é indicado para todas as pessoas, à partir dos 7 anos de idade, entre elas: Pacientes com desvios posturais e patologias da coluna, idosos, gestantes, pacientes neurológicos, ortopédicos e com alterações cardiorrespiratórias. O método serve tanto para pessoas sedentárias, sem o hábito de praticar atividades físicas, quanto para atletas de alto nível. O método é indicado para pessoas que querem uma melhora do estado geral de saúde e da qualidade de vida, assim como para quem busca tonificar os músculos do corpo, além do restabelecimento de funções que foram perdidas ou reduzidas.

 

MARCELO FONTENELE - Quem aparentemente não apresenta desconforto ou má postura pode procurar o Pilates?

KAROLINE QUEIROZ - Sim. Quanto a prática regular de Pilates como exercício físico não há nenhuma restrição, pois inicialmente o praticante do método passa por uma avaliação postural minuciosa e por uma anamnese, onde serão detectados possíveis desvios posturais, desequilíbrios musculares ou dores relatadas pelo praticante, e à partir daí é que será montado um programa de treinamento específico de acordo com sua necessidade.

 

MARCELO FONTENELE – Além do fortalecimento e do alongamento, que outros benefícios o Pilates proporciona?

KAROLINE QUEIROZ - O método se baseia em princípios nos quais os exercícios são realizados a partir da integração do corpo e da mente, utilizando-se de concentração e respiração associadas à contração muscular, que traz benefícios como:

-  Combate ao estresse

-  Alívio de dores;

-  Realinhamento da coluna e fortalecimento da musculatura abdominal, fazendo com que naturalmente deixemos de forçar as costas ao realizarmos esforços físicos;

-  Correção postural;

-  Melhora da respiração;

-  Consciência corporal, preparo dos músculos e da respiração para atividades intensas como a corrida;

-  Tonifica os músculos de maneira global, e não segmentar;

-  Melhora da Flexibilidade e alongamento global;

-  Melhora do Equilíbrio e Coordenação durante os movimentos;

-  Previne fraturas causadas pela osteoporose, complicações gestacionais e comprometientos articulares, dentre outros.

 

MARCELO FONTENELE – Então quais são as contra-indicações para a prática do Pilates?

KAROLINE QUEIROZ - A contra-indicação para o método baseia-se em pessoas proibidas pelo médico de realizar qualquer tipo de atividade física e pacientes hipertensos descompensados, sem assistência medicamentosa.

 

MARCELO FONTENELE - Existem locais que oferecem pacotes de atendimentos Pilates com valores muito baixos. Isso é um sinal de alerta para as pessoas?

KAROLINE QUEIROZ - Sim. Vemos, na prática, uma postura de comercialização da saúde de modo que há uma competição de valores dos serviços prestados entre os profissionais, visando a aquisição de maior número de pacientes atendidos nos estúdios de Pilates. Isto se reflete em desvalorização do método e do profissional que trabalha com a técnica. É verdadeira a afirmativa de que “O barato sái caro”. Deve-se atentar para a qualidade do serviço e a formação do profissional que faz uso do método. Um bom atendimento é resultado de muito estudo, qualificação para trabalhar com o método e atualização profissional constante. Logo, um profissional pouco qualificado, que ofereça pacotes de treinamento com Pilates sob valores irrisórios, ofertará um trabalho de baixa qualidade. O resultado disso pode ser desde uma simples dor muscular por estiramento até graves complicações posturais adquiridas à longo prazo, além do agravamento de sintomas pregressos.

 

MARCELO FONTENELE – Existe muita dúvida a respeito da prática desse método para mulheres gestantes... Elas podem fazer?

KAROLINE QUEIROZ - Devem! O Pilates ajuda no combate às dores nas costas e da retenção líquida das pernas. Trabalha o assoalho pélvico e prepara a mulher para o trabalho de parto. A gestante pode iniciar o Pilates assim que seu obstetra a liberar para a prática de atividades físicas. Mulheres que já praticam o método e engravidam não tem necessidade de interromper os exercícios e devem praticá-los até o fim da gravidez. Aquelas que são sedentárias e engravidam devem iniciar os exercícios a partir do segundo trimestre e cessar na última semana do período gestacional. Os exercícios de alongamentos devem ser priorizados, pois na gravidez, em função do aumento abdominal, o peso da mulher se desloca todo para a frente, alterando o seu centro de gravidade, aumentando a curvatura fisiológica da coluna, e causando dores. Os exercícios abdominais e a mobilidade da coluna serão, naturalmente, praticados durante os exercícios de braços, de pernas, e através da respiração característica do método. O Pilates auxiliará a gestante no período pós-parto, facilitando o retorno mais rápido do abdômen, e diminuindo a flacidez característica deste período.

 

MARCELO FONTENELE – Qual a influência do Pilates na terapêutica de pacientes neurológicos?

KAROLINE QUEIROZ – Atualmente o uso do método tem sido utilizado na reabilitação de pacientes com sequelas neurológicas decorrentes de AVCs (acidente vascular cerebral), parkinson, distrofias musculares, lesões medulares, entre outros. Na maioria dessas lesões ocorre perda de força, coordenação e equilíbrio ocasionando dificuldades nas tarefas diárias, aumento da dependência e diminuição da participação social. O Método Pilates pode através dos seus exercícios melhorar a qualidade de vida dessa população, pois otimiza uma nova postura, desenvolve maior mobilidade, equilíbrio, agilidade,  tônus muscular adequado, ganho de flexibilidade e elasticidade. Através dos ganhos obtidos com o Pilates, pacientes neurológicos apresentam um melhor desempenho nas atividades de vida diária, na manutenção da sua independência e qualidade de vida.

 

MARCELO FONTENELE – Assim como qualquer outra atividade que exija esforço, o Pilates deve ter precauções. Estou certo?

KAROLINE QUEIROZ – Sim, exatamente.  É importante conversar com seu médico antes de iniciar as aulas. A duração de cada é de 1 hora (o tempo igual para qualquer pessoa). Gestantes que têm algum risco na gravidez não devem frequentas as aulas. Mulheres de gestação avançada não devem ficar de bruços, prender a respiração por muito tempo e nem praticar atividades físicas que elevem os batimentos cardíacos mais de 120/minuto. E, ainda, nunca fazer atividades sem a presença do instrutor.

 

Revolução na oftalmologia! Depois de 30 anos, homem volta a enxergar

Eu estava saindo de casa quando ouvi a chamada no SBT Brasil sobre o homem que estava cego há 33 anos e voltou a enxergar. É daquelas notícias que a gente gostar de divulgar. Larry Hester, de 66 anos, ficou emocionado ao ver a esposa. Ele é um dos sete americanos que implantaram um "olho biônico". 

O dispositivo é chamado de Prótese Retinal Argus II. Por meio dele, é possível ver diferentes intensidades de luz. Por isso, a imagem vista pelo paciente não fica bem nítida. Mesmo assim, para quem não enxergava nada, a descoberta tecnológica é motivo de muita emoção.

Nesse caso específico, Larry foi diagnosticado com retinite pigmentosa. A doença é rara e degenerativa. O dispositivo foi criado por pesquisadores da Duke Eye Center e aperfeiçoado pela Second Sight Medical Products.

Acabou o carnaval, começa 2015! Dicas para uma saúde melhor

Para a Organização Mundial de Saúde - OMS, "saúde" não é simplesmente a ausência de doença. Mas sim o bem-estar físico, mental e social. Portanto, seguem 12 dicas do nosso blog que podem lhe oferecer uma melhor qualidade de vida:

1) Procure o médico e faça exames de rotina. Essa atitude evita surpresas ruins.

 

2) Evite frituras e alimentos industrializados. Esse é um dos melhores meios para prevenir a hipertensão, o colesterol ruim e o diabetes.

 

3) Não exceda no consumo de bebidas alcoolicas. Além do alto teor de calorias, o efeito diurético contribui para a desidratação do organismo. O vício pode trazer sérias consequências para a saúde.

4) Movimente-se! Pelo menos 30 minutos de atividades físicas, cinco vezes por semana, são suficientes para se adquirir um melhor condicionamento físico, melhorar a circulação e a respiração.

 

5) Trace metas. Sempre é momento de renovação, de planejamentos. Esse processo ajuda no próprio autoreconhecimento, com o desafio de equilibrar os desejos e os limites.

6) Tenha paciência. Principalmente consigo mesmo! É preciso ser flexível com mudanças relacionadas à responsabilização, compromisso e investimento pessoal.

 

7) Organize suas metas. O planejamento é o início do sucesso. Afinal, mais importante do que ter sonhos e objetivos na vida é poder realizá-los.

8) Disciplina nas contas. Não se gasta o que não se tem. Corte gastos supérfluos, pois endividamento atinge a saúde mental.

9) Fortaleça a perseverança. Se você não conseguiu atingir uma meta, persevere na mudança de atitudes. 

10) Menos materialismo, mais afeto! Valorize a vida social e afetiva. É importante construir e zelar uma rede de relações. Isso contribui diretamente para a saúde mental.

 

11) Procure ajuda quando precisar. O apoio da família e dos amigos é de extrema importância para a recuperação e o bem-estar, principalmente nos casos de doenças.

12) Desenvolva a espiritualidade. O sentimento de fé é decisivo para enfrentar situações complicadas. Acreditar num poder superior, independente da religião, proporciona conforto, esperança e motivação.

 

Posts anteriores