Cidadeverde.com

'After Life' - Uma lição sobre a brutalidade da morte

Ricky Gervais em 'After Life': A dor da morte de alguém e como é difícil o resgate do poço da melancolia. Foto: Divulgação

A partida, o sumiço, a morte, a desencarnação, o desaparecimento, a finitude e mais umas outras formas de definir a “Indesejada das gentes”.

Dor repentina e na urgência do fato, nada suportável, vai se transformando numa casa vazia onde só moram pensamentos e saudades. Casa de tráfego constante que só se torna confortável quando o tempo a transforma em uma espécie de albergue da lembrança serena.

Quero compartilhar essa interessante e tocante história de superação dessa dor.

A dor solitária e às vezes inenarrável diante do inevitável. Cartaz: Divulgação

“After Life” conta a história de um homem que perde sua esposa e a montanha russa que guia suas emoções logo em seguida.

O marido Tony (o excelente Ricky Gervais) deseja tirar sua vida, mas escolhe ser rude e amargo com as pessoas ao seu redor. Os estágios do luto refletidos em sua potência. E ponham situações constrangedoras e deprimentes daí então.

Mas de forma leve a série consegue abordar a tristeza e a seriedade do assunto. Durante esse processo de superação da dor, emociona bastante e é uma lição de vida. Um bálsamo.

Netflix, 2 temporadas, 6 episódios em cada e com duração de 30 minutos.

Ineficaz tentar aceitar e incapaz de se metrificar, essa é uma dor que só cabe em nós porque o seu oposto suporta.

Veja esse interessante retrato do luto nessa história que contém uma forte e importante experiência que serve pra vida toda e para toda morte. (HD)