Cidadeverde.com

Por favor, nada de porta-retratos, roupa íntima e muito menos LIVROS

Conhece a famosa dupla? Nem eu... Só conheço o famoso meme. Arte: International Network

Agora já não mais, mas antes eu morria de rir (às vezes eu até trocava o presente com a ‘vítima’) e era uma verdadeira aventura desbravar o subtexto da reação corporal de quem ganhava livro em confraternização de fim de ano, e obviamente odiava ler.

Disse agora já não mais porque suspenderam essa - entre outros presentes manjados - modalidade de mimo natalício. (Sabonete, lenço, colônia, conjunto de saleiro, porta-retratos, etc)

Comigo é diferente. Adoro ganhar livro de presente. Mas é preciso ter coragem de me dar um livro e sair ileso (a) com meu respeito e consideração.

Ou já tenho ou não me interessa. Mas respeito a tentativa!

Tenha medo... Muito medo em dar um livro de presente. Se acertar, como diz a música, "serei sempre seu amigo". Foto: Getty Images

Passo aqui hoje pra dar algumas dicas que podem se transformar em presentes no final do ano. Confiem. Mas tenham o mínimo de sensibilidade de saber do interesse do amigo.

Em grande medida são leituras que divertem, politizam, engrandecem e na verdade, fazem tudo isso juntos (“Brasil, qual é o teu negócio?”).

Em comum, todos concorrem ao Prêmio Jabuti 2021 (Câmara Brasileira do Livro). Ao todo, são 10 finalistas em 20 categorias.

Escolhi os que tive contato – nem todos terminei de ler – durante esse ano, além de ter entrevistado boa parte dos autores.

“A Máquina do Ódio” (Patrícia Campos Mello)

“A República das Milícias” (Bruno Paes Manso)

“A Bailarina da Morte: A Gripe Espanhola no Brasil” (Lilia Schwarcz e Heloisa Starling)

“Projeto Nacional: O Dever da Esperança” (Ciro Gomes)

“Corpos Secos” (Luisa Geisler, Marcelo Ferroni, Natalia Borges Polesso e Samir Machado de Machado)

“Caí na Estrada com os Novos Baianos” (Marília Aguiar)

“Histórias Jamais Contadas da Literatura Brasileira” (Edson Aran)

“O Império dos Gibis: A Incrível História dos Quadrinhos da Editora Abril” (Manoel de Souza e Maurício Muniz)

Bem. Dia desses, antes das festas, faço outra lista com MINHAS dicas de livro para presente. Essa posso dizer que será infalível. (HD)

Ps: Duas coisas: Antes que você me culpe ou me chame de algo, fale com a curadoria do Prêmio Jabuti. Outra, prêmio não é garantia de bom livro e sim de que alguém escreveu e concorreu e isso é entre vocês.