Cidadeverde.com

Empresa permite que funcionários levem pets ao trabalho

(Foto: Divulgação/Nestlé Purina)

Já pensou em levar seu filho de quatro patas para o trabalho? quem nunca! esse sonho virou realidade para funcionários do escritório de uma empresa de alimentos e bebidas em São Paulo. 

O dia foi batizado de "pet a work" e acontece na empresa desde 2016. Os cães e gatos puderam participar de tudo, inclusive das reuniões. Para que tudo desse certo, foram estabelecidas algumas regrinhas como estar com a vacinação em dia e ter idade mínima de quatro meses.

Fotos divulgadas pela empresa mostram a cara de satisfação de tutores e pets. 

(Foto: Divulgação/Nestlé Purina)

(Foto: Divulgação/Nestlé Purina)

Um estudo recente da empresa de pesquisas Penn Schoen Berland mostrou que 63% dos funcionários de empresas que aceitam pets estão muito satisfeitos com o ambiente de trabalho. O índice é quase o dobro em comparação com locais de trabalho onde pets não são permitidos. 

Nessa empresa, o "pet a work" é realizado uma vez a cada ano, mas faz toda a diferença. 

A gente fica na torcida para que mais eventos fofos aconteçam em todo o país. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações Revista Glamour

Mortes de cágados aumentam em Teresina e blitz quer evitar atropelamentos

(Fotos: Jackeline Lustosa)

Uma blitz ambiental  no Parque Encontro dos Rios, zona Norte de Teresina, vai alertar condutores de veículos sobre possíveis travessias de animais pelas vias. A iniciativa quer evitar o atropelamento, principalmente dos chamados cágados de barbicha, uma espécie de tartaruga comumente encontrada nas regiões próximas ao rio Poti. De dezembro do ano passado até  março de 2019, 126 deles já foram encontrados mortos na capital, possivelmente por terem sido atropelados. 

O S.O.S Fauna Poti acontecerá no sábado (16) , de 9h às 11h, e pretende informar sobre os cuidados para evitar atropelamentos de animais e conscientizar sobre a importância da preservação da fauna. A organização do ato informou que haverá distribuição de panfletos com a Lei de Crimes Ambientais e adesivos, entre outras ações educativas.

As atividades fazem parte das ações do Instituto Socioambiental Cabar, em prol da defesa e sustentabilidade da fauna silvestre. A presidente e mentora do Cabar, Jacqeline Lustosa, informou ao Bicharada que a atividade precisa ser feita urgentemente, uma vez que a morte de cágados tem sido constante.

(Fotos: Jackeline Lustosa)

“Eles estão diminuindo, estão morrendo, então a gente resolveu fazer essa blitz com urgência. A gente contou de dezembro para cá, 126 cágados mortos e a gente tem alguns resgatados, na base de 29. Estamos muito preocupados. O nosso objetivo é de parar o motorista e conversar com ele sobre a questão desses animais lá do Poti, dos chamados cágados de barbicha”, salientou a ambientalista.

De acordo com a presidente, há informações também de que algumas crianças estariam matando os bichos, o que reforça a importância de conscientização.

 

Por Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Filme sobre história de cadelinha emociona

O amor dos cães pelos animais sempre emociona e mais uma vez chegou nas telonas. Desta vez, a personagem principal é a cadelinha Bella que se perde do dono e é levada para um abrigo a 400 milhas de distância do seu lar. O filme A caminho de Casa tem liderado as bilheterias nacionais por duas semanas seguidas.

A história é baseada no livro de W. Bruce Cameron, mesmo autor de Quatro Vidas de um Cachorro.

O filme mostra a jornada de Bella, uma cachorra extremamente leal e corajosa, que decide iniciar sozinha a volta para a casa, emocionando a todos que cruzam o seu caminho.

Em Teresina, o longa-metragem está em cartaz em todos os cinemas. 

Cadela adotada por Carlinhos Maia tem quase 200 mil seguidores

(Foto: Reprodução Instagram/ valentinapradaa_)

A cadelinha do influencer Carlinhos Maia parece que vai seguir os passos do "pai". Ele e o noivo Lucas Magalhães adotaram uma cadelinha, que deram o nome de Valentina Prada. 

Em menos de 24 horas e com apenas duas publicações, a pet já virou uma verdadeira celebridade e tem quase 200 mil seguidores. 

"Sou patricinha sim, não gosto de meias palavras. Então, pra falar comigo, lata. Filha de Carlinhos Maia e Lucas Guimarães", diz a descrição do perfil de Valentina Prada.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Valentina Prada (@valentinapradaa_) em

 

Por Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

PM-PI lamenta morte do cão Bradock, um dos melhores do país

  • cao-farejador04.jpg Ascom / SSP
  • cao-farejador03.jpg Ascom / SSP
  • cao-farejador02.jpg Ascom / SSP
  • cao-farejador01.jpg Ascom / SSP

O Canil da Polícia Militar do Piauí enviou nota neste domingo (24), lamentando a morte do cão batizado de Bradock. O animal, que morreu aos 14 anos de idade, participou de várias ações da PM e era considerado um dos melhores farejadores do país. 

Segundo o Coronel Márcio, Coordenador de Operações da PMPI, Bradock era um cão aguerrido e fiel. " Trabalhamos juntos quando estive no BOPE, um dos melhores do Brasil em policiamento, sempre atento e observador", destaca o oficial.

"Um cão policial tem um olfato delicado e apurado, umas das características mais apreciadas pela polícia. Ele consegue facilmente discernir um odor específico, mesmo quando existe mais um cheiro ao seu redor. É por isso que farejar drogas é uma das principais funções do cão policial . Além disso, seu rosnado feroz bota medo em qualquer criminoso", afirmou a nota.  

Ele recebeu homengens de membros da coorporação como a Major Elizete, que usou as redes sociais para se despedir do animal. 

 

Por Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com

Viúva de Boechat publica foto de cadela à espera do jornalista

(Foto: reprodução/ Instagram/ Doce Veruska)

Conhecida como "Doce Veruska", a viúva de Ricardo Boechat não conseguiu conter a emoção ao ver a cadela da família à espera do apresentador. O jornalista da Band morreu no dia 11 de fevereiro, aos 66 anos, vítima de uma queda de helicóptero na Rodovia Anhanguera, nas proximidades de São Paulo. O piloto Ronaldo Quattrucci tentou fazer um pouso de emergência, mas não conseguiu e acabou colidindo com um caminhão. Ambos não resistiram aos ferimentos.

Ricardo Boechat deixou mulher, filhos e a cadelinha, Nina, que insiste em esperar o dono todos os dias. "Toda noite ela fica no alto da escada esperando ele voltar da Band", escreveu Veruska Seibel Boechat no Instagram. 

Os seguidores se emocionaram com a publicação da foto. "Que Deus possa confortar você e sua família", foi alguns dos comentários publicados.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Projeto prevê punição de empresas que maltratarem animais no Piauí

(Foto: Reprodução/ Facebook)


No Piauí, a empresa que permitir maus-tratos a animais perderá a inscrição estadual por dez anos. Essa é a proposta da deputada estadual Teresa Britto (PV) que citou a morte da cadela Manchinha, caso com  grande repercussão em todo o país. O animal foi assassinado por seguranças de um supermercado em São Paulo.

Na defesa do projeto, a parlamentar disse que os animais não falam, não votam, mas merecem ser bem cuidados.

“Sou apaixonada pelos animais, uma defensora, tanto que tenho 14 em casa. Enfrentei na Câmara Municipal de Teresina o debate com os 29 vereadores. Eu enfrentei, fiz a defesa deles. Foi assim contra a vaquejada, contra as carroças. Vamos continuar essa luta aqui na Assembleia, para que o Piauí seja um estado que humanize, que dê amor e proteção aos animais”, prometeu a deputada.

A morte de Manchinha motivou também a aprovação, no Congresso Nacional, de punições menos brandas para maus-tratos. A pena agora é de 1 a 4 anos de detenção, além de multa.

 

Santuário comemora troca de pelos da ursa Rowena

Foto: Rancho dos Gnomos

Quase cinco meses após deixar o Piauí, a ursa Marsha, que agora se chama Rowena, já está totalmente adaptada ao novo lar. Ela vive no Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos, que fica entre os estados de São Paulo e Minas Gerais. Uma prova de que o animal está bem de saúde é a troca de pelos. O novo "penteado" da ursa foi comemorado pelo rancho nas redes sociais.

"A Ursinha mais amada do Brasil está trocando de pelo, finalmente está saindo todo aquele emaranhado", afirma uma postagem do Rancho dos Gnomos no Instagram.

Segundo o Rancho, Rowena toma banho de piscina, se esfrega nos troncos, tem uma alimentação balanceada e dorme tranquila. "Está totalmente adaptada à sua nova vida. Sua nova pelagem já está nascendo, em breve Rowena estará com seu novo penteado", comemora o santuário.

Após uma intensa campanha na internet, a ursa deixou o Piauí no dia 21 de setembro do ano passado. Uma operação de resgate foi montada e durou cerca de 3 horas. Um avião da FAB levou o animal até o aeroporto de Garulhos, em São Paulo. De lá, seguiu por via terrestre até o seu novo recinto, na cidade de Joanópolis, onde fica o santuário.

No Piauí, a ursa vivia no Parque Estadual Zoobotânico e era bem tratada. Contudo, as altas temperaturas no Estado traziam sofrimento ao animal. 

 

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Polícia Civil do Piauí tem cão farejador para missões especiais

Por Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

(Foto: Divulgação/Polícia Civil do Piauí)

Axel é o mais novo membro da Polícia Civil do Piauí. O pastor Belga Malinois é o primeiro cão da insitituição e ajudará nas missões da Divisão de Operações Especiais (DOE) para encontrar drogas e armas. 

"A gestão sempre busca melhorar o trabalho policial com ações diretas e de efeito imediato e garantir um melhor serviço à população”, destacou o delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko Leal.

Agentes do grupo especial estiveram no canil HR, em Goiânia, participando de treinamento de condução de cães de faro. O local é referencia internacional no treinamento de cães policiais, inclusive, para as forças armadas dos Estados Unidos. 

(Foto: Divulgação/Polícia Civil do Piauí)

A DOE  da Polícia Civil do Piauí é composta de várias seções, com policiais especializados em áreas como seção de operações táticas; seção de gerenciamento de crises; seção de treinamento especializado, seção  antibomba (SAB), seção de segurança especial (SSE) e agora contará com a seção de Operações com Cães (SOC) com objetivo principal de melhorar o apoio as demais unidades da Polícia Civil do estado em ocorrências com produtos drogas e armas de fogo.

As polícias militar e rodoviária federal no Piauí há algum tempo também contam com cães farejadores no combate a violência. 

Mais de 50 animais são resgatados em Brumadinho

(Foto: Ricardo Stuckert/ Fotos Públicas)

A Vale alugou uma fazenda para receber os animais resgatados após o rompimento da barragem em Brumadinho-MG e criou uma estrutura para acolher e tratar animais de pequeno e grande porte resgatados na região. O Hospital de Campanha tem baias e área para bovinos, piquetes para ovinos e suínos, gradil para cães, área para animais silvestres e uma piscina para acomodar peixes. A empresa montou uma central de alimentação e medicação, que estará disponível enquanto os animais estiveram abrigados.

“No setor de grandes animais, contamos com apoio de intensivistas e plantonistas que atendem por 24 horas. Além disso, temos um setor de lavagem para receber os animais e um estoque de ração, grãos e forragem fresca, que é oferecida diariamente”, disse a responsável pelo Hospital de Campanha, a veterinária Mirella D’Ellia. 

Até o fim desta quinta-feira (31), 57 animais foram resgatados, entre cães, gatos, galináceos, patos, aves silvestres e bovinos.

(Imagens: Reprodução Instagram/ CRMV Oficial)

"Além desses, temos quatro bovinos em processo de resgate, sendo dois por via aérea; alguns animais de campo sendo assistidos in loco; temos resgate também das áreas de lama. Todas as nossas equipes em campo e estamos tentando otimizar nosso trabalho", disse a veterinária Laiza Bonela, membro da Comissão de Desastres do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Minas Gerais.

Os animais, que chegaram sem grandes traumas e ferimentos, recebem avaliação e cuidados da equipe.

De acordo com o médico veterinário e voluntário Alessandro Martins, o setor de terapia intensiva conta com equipamentos para monitoramento de coração e pressão arterial, assim como da função respiratória. Dois ventiladores mecânicos foram adquiridos para atender os casos mais graves. 

(Foto: Reprodução Instagram/ CRMV Oficial)

“Caso o animal apresente sangramento por perdas ou disfunções sanguíneas, nós temos um banco de sangue para realizar intervenções.”

Cerca de 40 profissionais trabalham no resgate da fauna local nas duas margens do Rio Paraopeba. A ação é coordenada pela equipe de biólogos da Vale, em parceria com o Conselho Regional de Medicina Veterinária, e conta com a mobilização de voluntários para auxiliar no recebimento dos animais.

Caso alguém tenha informações sobre animais em situação de risco e resgatados, a Vale incentiva que a população utilize os números 0800 0310831 (Alô Brumadinho), 0800 285 7000 (Alô Ferrovias) e 0800 821 5000, ou ligue para o Corpo de Bombeiros.

 

Com informações Agência Brasil
bicharada@cidadeverde.com

Posts anteriores