Cidadeverde.com

Morre gato "coordenador adjunto" de delegacia no Piauí

Por Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Mimoso sempre atento no DHPP (Foto: arquivo pessoal)

O  Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) perdeu nesta terça-feira (13) um dos seus ilustres 'policiais'. Mimoso era um gatinho que vivia na especializada há cerca de quatro anos após ser adotado pelo delegado Francisco Costa, o Baretta, o qual o considerava "coordenador adjunto". 

O corpo de Mimoso foi encontrado no estacionamento externo do DHPP. O animal, provavelmente, foi atropelado. 

"Meu querido amigo Mimoso partiu. Já atendi muitos locais de morte violenta e sempre separei a emoção da razão, mas com meu amigo Mimoso não consegui me conter. Estou muito triste. O meu adjunto agora é uma estrelinha lá no céu. Inesquecível mimoso, meu parceiro de fé, lamenta o delegado. 

O caso do gato que 'virou' coordenador adjunto teve repercussão em vários sites, inclusive nacionais, após post no Bicharada (relembre a história)

Baretta conta com saudades que, todos os dias, Mimoso o aguardava na porta da delegacia ou ia ao seu encontro.

Baretta e seu amigo inseparável  (Foto: arquivo pessoal)

"Quando já não estava me esperando, vinha correndo ao meu encontro quando ouvia minha voz e ficava se enroscando. Era amor de pai para filho. Os policiais até brincavam dizendo que ele estava me esperando para passar o relatório com às alterações do plantão. Agora, ele me me deixou sozinho nessa  missão, não por covardia, mas por uma fatalidade", relembra Baretta. 

 

Mimoso em momento de descanso após 'plantão' na delegacia (Foto: Izabella Pimentel/ Cidadeverde.com)

O amor do delegado por Mimoso era tão grande que não o deixou para trás durante mudança do prédio da delegacia que funcionava no bairro Morada Nova e agora funciona no bairro São Pedro, também da zona Sul de Teresina. 

Além da fofura, Mimoso também era amado por ser altruísta e fazer alguns truques. 'Colegas de profissão' contavam o bichano, geralmente, miava pedindo comida e quando era colocado ração, ele saía para que gatos de rua se alimentassem.