Cidadeverde.com
Bicharada

Mais um integrante em casa? Confira o que é necessário ter antes da chegada do pet

Foto: Divulgação Gearseo

A vida ao lado de um bichinho de estimação é cheia de alegrias. Os animaizinhos são peludos, engraçados e extremamente carinhosos. E, quase sempre, a chegada deles em casa é como a de um bebê, e, se os pais são marinheiros de primeira viagem, essa adaptação inicial pode ser um tanto desgastante. 

Para tornar esse momento mais alegre e menos traumatizante, alguns produtos essenciais não podem faltar na casa nova do pet. É importante a atenção e o cuidado com os diversos fatores que determinam a saúde e o bem-estar do animal. Despesas, consultas, passeios, carinho… todas as necessidades devem ser previstas e planejadas.

Cachorros e gatos são os “queridinhos”. 

Os cachorros e gatos lideram o ranking na preferência dos brasileiros. Ao todo, são mais de 132 milhões de animais de estimação. Sendo 132 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos. Depois deles, vêm aves, ferrets, coelhos, roedores e répteis. 

Sendo assim, os bichinhos de quatro patas são os queridinhos em todo o país. Eles colocam o Brasil em terceiro lugar entre os países que mais gastam com pets no mundo, e no segundo lugar em população de cães e gatos. Segundo o levantamento de 2013, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há uma média de 44 pets a cada 100 famílias brasileiras. 

Produtos Essenciais

Cada tipo de pet pede uma rotina de passeios, alimentação e cuidados para dormir. Várias são as mudanças em casa, e diferentes são os processos necessários para a adaptação deles. Todo o trabalho para a melhor acomodação é necessário tanto para um animal filhote quanto para um adulto.

Sendo assim, itens essenciais como ração — adequada à raça e ao tamanho do animal —, comedouros — de diferentes formatos, tamanhos e tipos —, coleiras, camas, brinquedos, e muitos outros, devem analisados e selecionados seguindo muitos critérios. 

Indispensáveis, nesta lista de produtos essenciais, são os medicamentos que vão garantir a saúde do animalzinho. Vermífugos e antiparasitas são importantíssimos, porque os pets podem, facilmente, se contaminar e adquirir doenças — muitas delas que, inclusive, afetam humanos e animais. Além deles, outros produtos de saúde também devem ganhar consideração, como remédios para os males mais comuns.  

Outro item que não pode faltar são as caixas de transporte ou cintos de segurança, no caso dos cães e gatos. Eles são obrigatórios segundo o Código de Trânsito Brasileiro. O investimento vale a pena em muitos sentidos, principalmente no que tange a possibilidade de passeios e visitas ao veterinário mais seguras. 

Saúde e higiene 

No momento de fazer as necessidades, o animalzinho pode causar dor de cabeça ao dono, principalmente quando usa a casa inteira como banheiro. Para ajudar  seu pet é preciso determinar um local para essa finalidade. A melhor forma de limpar o lugar é com desinfetante para ambiente com cães. Em apartamentos, o uso de tapetes higiênicos e grades ajudam a limitar o espaço escolhido. 

A hora do banho também requer cuidados, principalmente quando acontecem em casa. Xampu e condicionador apropriados para pets os higienizam e evitam dermatites e outras doenças. 

Escovas também podem ajudar, e o tipo ideal delas depende do comprimento da juba de seu pet e da frequência com que os pelos caem. É importante saber que a escovação frequente diminui a quantidade de pelos espalhados pela casa — mesmo para os animais de pelos curtos. 

A escovação dos dentes também é um cuidado importante para manter o animal saudável e evitar aquele "bafinho". Pergunte a seu veterinário a frequência ideal da escovação e quais os produtos corretos a serem usados.  

Vacinação 

Para ser tutor de um animal de estimação é preciso responsabilidade e atenção com a vacinação. Um item essencial para manter a saúde e o bem-estar do bichinho e de todos da casa. 

No caso dos cães, além da vacina antirrábica, a V8 (ou V10) é importante porque protege contra a hepatite infecciosa canina, cinomose, parainfluenza canina, coronavirose, adenovirose, parvovirose e leptospirose canina. Para ampliar a proteção ao peludo, há a vacina contra a leishmaniose e giardíase — doenças causadas por parasitas.

Conforto e Diversão 

Brinquedos são ótimos para distrair e diminuir a ansiedade dos animais, especialmente nos momentos que eles ficam sozinhos. Além de serem ótimas ferramentas para treinar o peludo e fortalecer os laços com o dono. Mas, eles também demandam atenção: devem ser apropriados e de qualidade. 

Soneca para recarregar as baterias

No caso dos pets, cama, casinha ou cobertor funcionam como refúgio. É importante observar o que melhor atende o animal em questão: deve-se considerar o tamanho, material e tipo.