Cidadeverde.com
Bicharada

Cãozinho que vivia 24 horas preso é o primeiro no Piauí resgatado com mandado judicial

Por Graciane Sousa
[email protected]

Carrinho de mão era a única proteção que o animal tinha para se proteger do sol e da chuva (Foto: Divulgação DPMA)

Um cãozinho que vivia 24 horas preso foi o primeiro animal no Piauí resgatado por ordem da Justiça. A decisão foi do juiz Luís Henrique Moreira Rêgo, coordenador da Central de Inquéritos da comarca de Teresina, que concedeu ordem de busca e apreensão em 48 horas após representação pela delegada de Edenilza Viana, titular da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA).

A investigação apontou que Maluf estava sob constantes maus-tratos. O animal vivia 24 horas amarrado em uma pequena corrente, sem poder se movimentar. A única proteção que o cãozinho tinha contra a chuva e sol era um carrinho de mão. 

"Informamos a dona que o animal não podia continuar daquele jeito. Mesmo assim, ela nada fez para melhorar a situação dele. Horas antes de cumprir o mandado judicial, fomos ver como o animalzinho estava, constatamos que a situação era a mesma", informou a delegada. 

 A dona do animal- que não teve o nome divulgado- foi encaminhada para a Central de flagrantes para a lavratura do procedimento policial. 

Maluf- que foi rebatizado de Salvador- foi levado para a Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais (Apipa) para ser avaliado por veterinários e disponibilizado para adoção. 

O resgate do animal ocorreu em uma residência no Centro de Teresina e contou ainda com apoio da Ordem dos Advogados do Piauí (OAB-PI).