Cidadeverde.com
Bicharada

Vídeo: tatu-peba é resgatado após cair em poço e ficar preso por uma semana

  • tatu1d.jpg Rômulo Maia
  • buraco.jpg Rômulo Maia
  • tatuuuu.jpg Rômulo Maia
  • tatupeba2.jpg Rômulo Maia
  • tatupeba1.jpg Rômulo Maia
  • tatupeba.jpg Rômulo Maia

Por Graciane Sousa
[email protected]
 

Um tatu-peba foi resgatado após cair em um poço cacimbão seco de cerca de 5 metros de  profundidade em uma fazenda na cidade de Pio IX, no interior do Piauí. O resgate foi feito pelo dentista Rômulo Maia que acredita que o bichinho estava preso há cerca de uma semana.

"Certamente, ele estava caçando alimentos e caiu. Mais alguns dias poderia morrer, pois não tinha nenhuma fonte de água ou comida. Ele estava faminto, com sede, muito magro, debilitado e sem forças. A gente deu água e comida e tentou soltá-lo, mas seria uma vítima fácil dos caçadores. Existe uma cultura de caça fortíssima na região. É um animal comum, mas que está ficando cada vez mais escasso", disse o dentista. 

Foto: Rômulo Maia

O peba foi batizado de Zé Carlos e está morando em uma caixa d'água improvisada como lar até ter condições de ser solto na natureza. Na sua casa temporária, ele é alimentado com feijão e arroz cozidos, folhas e água, além de ter uma terra fresquinha para aguentar o calor.

Enquanto fica mais fortinho, Zé Carlos compartilha momentos ao lado de outros animais na fazenda onde há um cantinho de preservação e proteção ambiental. 

"Registramos mais de 100 tipos de pássaros, peba, tamanduá, cágado, saguí, raposa, cagambá, guaxinim, tiú, tijubina, vários tipos de cobras. Não permitimos caçada nem qualquer tipo de predação dos animais ou da flora. Nessa época seca, deixamos fontes de água acessíveis aos bichos. A atitude de salvar o peba faz parte da filosofia que adotamos na fazenda", disse Rômulo Maia.