Cidadeverde.com
Bicharada

Cadelinha tem pata arrancada durante ataque de jacaré no Piauí

Menininha ainda está internada e precisa de ajuda para custear o tratamento (Foto: divulgação Apapi)

Uma cadela teve a pata arrancada por um jacaré após escorregar e ficar presa em galhos de árvores às margens do Rio Guaribas, na cidade de Picos, no interior do estado. O ataque ocorreu, provavelmente, quando ela estava em busca de água e comida. O animal- que recebeu o nome de Menininha- ficou uma noite inteira agonizando até ser resgatada pela manhã por voluntários do grupo Amigos Protetores dos Animais de Picos (Apapi). 

"Ela ficou presa em uma parte que tinha muito lama. Já tinham tentado retirá-la, mas ela não deixou porque estava assustada e com muita dor. Pela manhã fomos fazer o resgate. Era um local de difícil acesso e pelo estado de dor, ela ainda me mordeu algumas vezes, mas conseguimos resgatá-la. Sabíamos que no rio há jacarés, mas nunca tínhamos ouvido falar de ataques. Esse caso também reflete o abandono que aumentou cerca de 35% durante a pandemia. Ela estava ali em busca de comida e água", disse Sanya Elayne, vice-presidente da Apapi. 

Ela conta que algumas pessoas chegaram a ver o jacaré com a pata da cadela. O caso ocorreu no último dia 21. Menininha permanece internada e só deve ter alta durante o fim de semana. Felizmente, ela já foi adotada, mas ainda há custos do tratamento a serem pagos, não só de Menininha, mas de outros 80 animais resgatados pelos voluntários. 

"A amputação teve que ser bem mais acima do ferimento porque rompeu tendão e ligamentos. Ela sentiu muita dor e continua internada. A conta dela por conta do tratamento já estava em R$ 600, mas será mais alta porque permanece internada e só deve sair sábado", explica Elayne. 

Menininha perdeu uma das patas traseiras (Foto: divulgação Apapi)

Menininha é uma vira-latas de cerca de quatro meses. As doações para ela podem ser feitas através da vaquinha online (clique aqui).

Após o ataque a Menininha, o Corpo de Bombeiros foi acionado para o resgate de outros animais vistos à beira do rio. 

"Eles foram chamados, mas alegaram que iam resgatar esses cães e levar para onde? infelizmente essa é uma das realidades do abandono", disse Sanya Elayne.