Cidadeverde.com

Time cita 14 gatos na lista dos 100 animais mais influentes de 2016

Xodós nas redes sociais, os gatos chamam a atenção sempre. A revista norte-americana Time publicou na última quinta-feira (21) uma lista dos 100 animais mais influentes de 2016. Os gatos, claro, não poderiam passar despercebidos e ocupam 14 das 100 posições. Clique aqui e veja a lista completa.

Em primeiro lugar na lista da Time não aparece um gatinho doméstico, mas sim um felino maior: Cecil, o leão que foi caçado e morto no Zimbábue pelo dentista norte-americano Walter James Palmer.

A morte de Cecil chocou o mundo e provou que a caça desportiva não é mais socialmente aceitável: o Fish and Wildlife Service, departamento que defende a vida selvagem nos EUA, incluiu duas subespécies de leões na lista de animais ameaçados de extinção; a França proibiu a importação de leões mortos e levados para o país como “troféus” e mais de 40 companhias aéreas proibiram o transporte do corpo desses bichos. A repercussão da morte de Cecil foi tão grande que o apresentador Jimmy Kimmel chorou no ar ao falar sobre o assassinato desse gatão.

Quanto aos gatinhos influentes que aparecem na lista, o leitor já pôde ler as histórias de alguns deles aqui no blog: Nitama, a gata que é chefe de uma estação de trem no Japão; Meredith e Olivia, as gatas da cantora Taylor Swift; Thula, a gata que é a melhor amiga de uma garota autista; Bubba, o gatinho que não perde uma aula em uma escola na Califórnia e os três gatos que decidiram participar de uma reunião do G20, na Turquia.

Para definir quais bichos entrariam na lista, a Time disse que montou uma comissão julgadora com Ingrid Newkirk, presidente da PETA, Rich Ross, presidente do grupo Discovery Channel, Animal Planet e Science Channel, Philippe Cousteau, ambientalista, Gene Baur, presidente do Santuário Farm, Chelsea Marshall, editora do BuzzFeed Animals, e  Phil Johnston, co-autor do filme “Zootopia – Essa Cidade é o Bicho”, e o músico vegano Moby.

 

Com informações da Folha
bicharada@cidadeverde.com