Cidadeverde.com

Júnior do Salve Rainha vira "cão" em homenagem de artista piauiense

                                                                                                                       Fotos: Felícia Mendes

A morte do produtor cultural e idealizador do coletivo Salve Rainha, Francisco das Chagas Júnior, causou comoção em amigos,  em pessoas que o conheciam pouco ou mesmo jamais o tinham visto.  A ida repentina do jovem rendeu várias homenagens nas redes sociais por pessoas que, de alguma forma, querem retribuir o carinho. Em diversos posts, o turbante e saia longa usados por Júnior, foram redesenhados para homenagear o artista. 

De muitas amizades, Júnior passou pela vida de muita gente e sempre as marcou de alguma forma. Assim, ocorreu com a ilustradora e slow designer, Felícia Mendes, que resolveu homenageá-lo através da arte. Ela é responsável pelo projeto @parabob que ajuda animais de rua, não apenas animais com deficiência, mas que precisam de algum tipo de ajuda

Nos toys e chaveiros confeccionados pela artista, Bob- seu cãozinho- é retratado em várias situações e versões, encarnando vários personagens, artistas como Frida Kahlo, imagens religiosas como São Francisco e Iemanjá, e até cantores. Em uma das mais recentes criações, o cãozinho é retratado como Bob Rainha, em homenagem ao Júnior.. 

"Eu tive pouco contato com o Júnior, mas o primeiro foi em relação ao Bob que tinha acabado de ter a pata amputada. Decidi fazer essa homenagem porque o projeto @parabob foi abraçado pelo Salve Rainha de uma maneira muito bonita. Como o meu projeto é solidário, o coletivo me deu passagem livre e gratuita para que o atelier fosse ao Salve Rainha, sem pagamento de taxa, assim eu conseguia expor meus produtos. Fiz essa homenagem por gratidão ao Júnior e à todos do movimento. Enquanto desenhava, não conseguia parar de pensar quando ele me ligou. O Bob tinha acabado de sair da cirurgia. enquanto desenahva foi algo cauteloso e significativo", disse a artista.

Apesar da homenagem singela, Felícia conta que teve receio de criar o Bob Rainha, mas que representá-lo por meio de um toy, foi a maneira de homenegeá-lo à sua maneira.

"Parece que o Júnior passou na vida de todos os teresinenses de alguma forma e ele também passou em minha vida de uma maneira muito bonita, com apoio, dedicação e preocupação. Quando resolvi fazer o Júnior, fiquei com o 'pé atrás' e falei com amigas íntimas do Júnior que trabalharam com ele no Salve Rainha. Elas disseram que eu podia fazer o Bob vestido de Júnior que seria uma homenagem e que o Júnior adoraria. Meu receio no começo foi porque se trata de um cão e algumas pessoas poderiam achar ofensivo", disse.

A artista destacou ainda o olhar visionário de Júnior. 

"Eu nem tinha contado a história do Bob direito para ele, mas foi atento o suficiente...diante de um mihão de pessoas que o Júnior conhecia, ele sabia da história do Bob e isso foi definitivo para eu criar afeto, respeito e dmitração muito grande por ele", finaliza a ilustradora.

Os toys do Bob Rainha e de outros personagens podem ser adquiridos em bazares beneficientes, pela rede social @parabob ou através do telefone (86) 9 9992-0196.

 

Matéria relacionada

Cão amputado inspira projeto para ajudar animais de rua no Piauí