Cidadeverde.com

Protetores realizam manifestação pela proibição da vaquejada no Pìauí

Será realizado nesta sexta-feira, 04 de novembro, um ato em apoio à decisão do Supremo Tribunal Federal contra os espetáculos de vaquejada. O evento acontecerá na praça João Luiz Ferreira, centro de Teresina. Representantes de entidades, artistas e defensores dos direitos dos animais vão se reunir a partir das 8h.

A manhã será iniciada com momentos de orações pela família piauiense, que repudia a violência contra os animais e oração a São Francisco, protetor dos animais e patrono da ecologia. Advogados e ativistas da causa animal estarão presentes para esclarecer a decisão do STF e falar sobre as consequências da decisão para o país. O evento também contará com a apresentação de Bumba Meu-Boi e outras atrações artísticas, além de distribuição de adesivos e panfletos com o manifesto contra as vaquejadas.

Recentemente, a prática da vaquejada foi considerada ilegal no Ceará. A lei cearense 15.299/2013, era responsável por regulamentar os espetáculos de vaquejada no Estado, mas, em outubro deste ano, o STF considerou essa prática inconstitucional, por entender que ela está associada a maus-tratos a animais e, por isso, deve ser proibida. A decisão do STF pode se estender a vaquejadas de todo o país.

A favor da decisão do STF, o manifesto escrito pelos organizadores do ato em Teresina, concorda que a vaquejada é cultura, enquanto manifestação típica de um povo, mas argumenta que os maus tratos praticados aos animais que são manuseados nessa prática não devem ser permitidos. “A denominada Vaquejada envolve a instrumentalização dos animais para finalidade somente de entretenimento, isto sem nenhum tipo de atenção à sua integridade; e como tal, deve ser questionada”, pontua o manifesto.

O evento em apoio ao STF é organizado pela Federação da Associação das ONGs de Proteção Animal do Piauí (FAOS) e recebe apoio da Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais – APIPA, entre outras entidades.

 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com