Cidadeverde.com

Polícia investiga atropelamento que deixou cadela cega em Teresina

Por Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

 

Os policiais do 11º Distrito Policial estão investigando uma denúncia de maus tratos que revoltou moradores do Vale do Gavião, zona Leste de Teresina. A cadela Branquinha ficou cega após um atropelamento e seus tutores acreditam que um vizinho, responsável pelo acidente, agiu de forma intencional. 

Maria das Graças, autônoma, conta que passou mal quando viu Branquinha após o acidente, que chorava muito e estava coberta de sangue. 


Foto: reprodução/arquivo pessoal.

"Ela estava o tempo todo com a patinha em cima do olho, que já não estava no lugar. Só quem viu sabe o quanto foi horrível. Eu comecei a passar mal, porque crio ela desde filhote, eu gosto muito dela, é uma cadelinha que onde eu vou me acompanho, muito mansa", relembra. 

Segundo Maria das Graças, seu irmão presenciou o momento do acidente. A cadela estava deitada na rua de casa, próximo à calçada, quando o suspeito teria desviado o carro, que conduzia, na direção do animal. Um dos pneus atingiu a cabeça de Branquinha e ela ficou cega de um dos olhos. 

Inicialmente, a autônoma disse que a família tentou negociar com o vizinho, para que custeasse o tratamento médico. 

"Só que ele não quis, foi grosseiro, então meu marido decidiu prestar queixa. Agora eu quero indenização, quero que ele responsa pelo que fez, porque isso é coisa de gente ruim, todo mundo aqui ficou revoltado, porque viram que foi de propósito", relata. 

A motivação para o ato teria sido porque Branquinha teria ameaçado morder a esposa do suspeito. Uma audiência foi marcada para a última segunda-feira, mas o investigado não compareceu. Um novo encontro foi agendado para o dia 15. 

O atropelamento aconteceu há cerca de 15 dias e a família está fazendo o tratamento com medicação em casa, mas a cadela precisa passar por cirurgia, pois corre risco de infecção. 

A polícia está apurando o caso e a família aguarda indenização para cobrir os custos do tratamento. Somente a cirurgia custará R$ 400 no Hospital Veterinário Universitário, que oferece os serviços com os menores custos. 

 

bicharada@cidadeverde.com