Cidadeverde.com

Gatos são encontrados mortos e revolta moradores na zona Leste de Teresina

Vários gatos mortos na Rua Dirce de Oliveira, próximo a Universidade Federal do Piauí, em Teresina, estão assustando os moradores da região, principalmente àqueles que possuem animais de estimação. Revoltados, moradores relataram ao Jornal do Piauí o aparecimento de diversos felinos mortos no mesmo trecho e acreditam que estão ocorrendo de maneira intencional. 

Alguns estão sendo enterrados em uma praça próxima ao local de onde são encontrados, no bairro Ininga, na zona Leste. 

Uma moradora que não preferiu não se identificar falou sobre o assunto. 

“O que chamou a atenção foram esse vários gatos mortos aqui na porta porque nunca tinha acontecido isso aqui. Só nesta semana foram quatro. A gente acha que tem alguém fazendo alguma coisa porque antes não acontecia, aqui nem gato aparecia”, disse a moradora. 

Denunciar 

Maltratar animais é crime com pagamento de multa e detenção de até um ano. A denúncia pode ser feita em qualquer delegacia. Neste caso específico, o caso deve ser denunciado no 12º Distrito Policial, mas até agora não houve registros. Por isso, o ideal é que exista uma delegacia especializada a proteção animal o que, segundo a Polícia Civil do Piauí, está previsto para começar a funcionar em julho. 

Algumas denúncias são feitas pelo número 190, mas o batalhão da Polícia Militar informou que não prove investigações.

“Se essas mortes são provocadas as pessoas responsáveis estão sujeitos a legislação de crimes ambientais, no seu artigo 32, que trata das questões dos maus-tratos podendo levar a morte do animal”, informou a capitã Cassia Rejane. 

A advogada Rubenita Lessa, que já integrou a comissão de Direito Ambiental da OAB-PI, chamou a atenção que é preciso ter provas do crime e que é muito difícil apurar esse tipo de crime, pois, na maioria das vezes, é praticado na madrugada. É preciso tanto o Boletim de Ocorrência como fotos e vídeos, quando possível. 

“As pessoa precisam registrar a ocorrência. Nesse caso, que foram várias mortes, é preciso que faça a perícia nos corpos desses animais. Isso é outa dificuldade porque além de não se ter uma delegacia especializada é necessário ver como essa perícia será feita”, comentou.

Rubenita Lessa disse ainda que os maus-tratos não se caracterizam somente pela morte através de envenenamento e atropelamento, mas também daqueles animais que ficam em casa sem comida, sem água, no sol, com doenças tratáveis, por exemplo.  

Procura-se dono

Na oportunidade, a advogada pediu a ajuda encontrar o dono de um gato. Ele estava perdido no bairro Mocambinho, zona Norte de Teresina, e está usando um colar elizabetano. Quem souber informações do dono do animal entrar em contato com a advogada por meio das redes sociais: Rubenita Lessa.

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com